Jul 31

Pedro Russo

Conheci o Pedro há muitos anos na Guarda. Já na altura gostava de estrelas.
Depois lembro-me dele no Porto, em Astrofísica.
Depois dei com ele no planetário de Espinho.
Até que foi para a Alemanha fazer o doutoramento na atmosfera de Vénus.

Foi em Espinho que percebi que tinha gosto pela divulgação da astronomia e com os contactos certos ao longo dos anos ascendeu agora a coordenador do Ano Internacional da Astronomia.
É obviamente uma honra para ele e para todos nós vermos alguém chegar a um lugar tão destacado.
Mas ele representa também uma geração de jovens astrónomos que consegue singrar lá fora.
É um bom exemplo de um português reconhecido pelo seu trabalho e estou convencido que fará uma boa figura no cargo que vai ocupar em breve.
Estou também convencido que a sua carreira terá novas oportunidades depois de 2009.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.