Voar num Starfighter

É um facto pouco conhecido, mas a partir de 1958 e durante pouco tempo, a USAF certificava como astronautas todos os pilotos militares que voassem acima dos 21 mil metros de altitude. Ora, nessa altura o único avião capaz de atingir tal barreira era o F-104 Starfighter. O tecto de serviço deste avião andava nos 16 500 metros, mas bem explorado era capaz de subir mais e suspeita-se que alguns pilotos de Starfighter tentaram ganhar asas de astronauta.

Mas o Starfighter teve um exemplar de testes o NF-104A, que em 15 de Novembro de 1963, pilotado pelo major Robert Smith, conseguiu atingir um recorde mundial de altitude ao atingir os 34 167 metros. Nesse mesmo ano, em Dezembro, o coronel Charles Yeager tentou levar um destes aviões até aos 42 mil metros de altitude, mas falhou a experiência e teve que se ejectar do avião, como se vê no desenho. Ver o relato dele.

Mas não deixa de ser espantoso, que numa época em que mal tinham começado as primeiras missões Mercúrio, um avião ultrapassasse a barreira dos 30 mil metros, onde o céu já é negro. O Starfighter tinha essa aura mítica de chegar onde mais nenhum chegava.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.