Fomalhaut b

13 de Novembro de 2008 vai ficar para toda a história!
Pela 1ª vez detectamos um planeta extrasolar com luz visível!
A fotografia no visível ao exoplaneta Fomalhaut b é sem dúvida a descoberta do ano e quiçá da década!

Já se tinham detectado planetas à volta de outras estrelas, mas por métodos indirectos (maioria por ver a estrela a “mexer-se”, ou a ter uma menor luminosidade), ou seja, inferiu-se planetas pelo que acontecia às estrelas. Há também uns (muito poucos) candidatos pelo calor (infravermelho).
Esta é a primeira vez que realmente se vê planetas através da luz visível!
É extraordinário!

No Ciência Hoje, escrevi um artigo sobre esta descoberta, focando a história da procura por exoplanetas. Leiam o artigo, clicando aqui.

A Advanced Camera for Surveys do Telescópio Espacial Hubble fotografou directamente (no visível) um planeta em torno da estrela Fomalhaut.
O planeta, Fomalhaut b, tem 3 vezes a massa de Júpiter, está a 119 unidades astronómicas (UA) da estrela hospedeira (1 UA é a distância Terra – Sol), o seu ano corresponde a 872 anos na Terra, e orbita a estrela Fomalhau que se encontra a 25 anos-luz de distância de nós.
Já tinhamos falado dos discos de poeira, o que denota planetas em formação, à volta de Fomalhaut, aqui.
Agora, o HST tirou uma foto a um planeta nesse disco de poeira!
Já há previsões para a existência desse planeta desde 2005, e agora confirmou-se!
fomalhaut planet
(crédito da imagem: NASA, ESA and P. Kalas)
Nesta imagem vê-se 2 imagens do planeta, em 2004 e 2006:

(crédito da imagem: NASA, ESA, and Z. Levay (STScI))
(cliquem sobre a imagem para a ampliarem)

Leiam mais sobre isto aqui, aqui, aqui, aqui, e aqui em português.
Este artigo faz referência ao facto do planeta ter sido previsto em 2006 pela astrónoma Alice Quillen.
Até hoje, o único planeta a ser visto após ser previsto matematicamente era o conhecido planeta Neptuno, em 1846.
Fomalhaut b tornou-se assim, 162 anos depois, somente o 2º planeta a ser visto após ser previsto matematicamente pelos astrónomos.
Já agora, leiam este genial livro do Tom Standage chamado “The Neptune File” sobre a descoberta de Neptuno e não só!

A imprensa portuguesa não ficou alheia a esta descoberta.
Foi notícia de 1ª página no Público e no Diário de Notícias:


Leiam também as notícias nesses jornais, aqui, aqui, e aqui.

Fotos do Planeta:

Serviço de Notícias Hubblecast:

Conferência de Imprensa com o Paul Kalas:

3 comentários

3 pings

  1. Afinal… não existe?
    http://www.astropt.org/2012/01/24/fomalhaut-b-nao-existe/

    • António Durva on 14/11/2008 at 17:45
    • Responder

    De facto é fantástica esta notícia. A Ciência está de parabéns por mais este acontecimento importante para a astronomia. Vamos ver o que nos esperará os próximos tempos nesta temática.

  2. De facto é uma notícia fantástica!

    Apesar de eu ser de jornalismo e de letras (e nunca ter gostado de matemática e até perceber pouco de física), o espaço e a astronomia sempre me fascinaram.

    Que hajam mais descobertas como estas para nos dar uma perspectiva mais completa sobre o Cosmos.

    De facto é uma notícia fantástica! Apesar de eu ser de jornalismo e de letras (e nunca ter gostado de matemática e até perceber pouco de física), o espaço e a astronomia sempre me fascinaram. Que hajam mais descobertas como estas para nos dar uma perspectiva mais completa sobre o Cosmos.

  1. […] É a estrela com o famoso planeta Fomalhaut b, ou Dagon, o primeiro a ser descoberto em luz visível. […]

  2. […] – Planetas Extrasolares: Fomalhaut b. CoRoT. CoRoT-Exo-7b. CoRoT-2b. HR 8799. Gliese 581, Gliese 581d (aqui), Gliese 581g (notícia), […]

  3. […] Fomalhaut ficou para a história a 13 de Novembro de 2008, quando pela primeira vez foi detectado um planeta extrasolar com luz visível: Fomalhaut b. […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.