Orion

A Boeing construirá parte do sistema de foguetes com os quais a Agência Espacial Americana (NASA) planeia concretizar o regresso do homem à Lua no final da próxima década
A Boeing emitiu um comunicado onde informa do contrato milionário assinado com NASA para produzir a parte superior do foguetão Ares que irá levar a Orion até à órbita terrestre.
A Orion, com maior tamanho e capacidade de carga, substituirá as naves actuais, que serão retiradas da atividade regular a partir de 2010 no âmbito do programa “Constellation“.
A Boeing produzirá de dois a seis estágios superiores do foguete por ano, segundo as necessidades da NASA.

O presidente americano, George W. Bush lançou o desafio à NASA de se voltar à Lua até ao fim da segunda década do século XXI. No âmbito deste desígnio, a NASA lançou o programa Constellacion (Constelação), que pretende colocar de novo o Homem na Lua em 2020. Em 2009, cumprem-se 40 anos da chegada do Homem à Lua. O último passeio na Lua foi em Dezembro de 1972, no culminar das 17 missões Apollo. O sucesso do projecto Apollo serve de motivação para o desenvolvimento do programa Constellation, de tal forma que os lançadores (Foguetões Ares I e V) serão testados no mesmo túnel onde foram os Foguetões Saturn V no Langley Research Center. Além dos foguetões espaciais Ares I e V, a Nasa esta a desenvolver o módulo tripulado ‘“Orion”’.

“Orion” deverá chegar à Lua até 2020!
O “Orion” será a nova nave tripulada da Nasa que fará parte do programa de exploração espacial e que permitirá viagens entre a Terra e a estação espacial, mas sobretudo será importante quando os astronautas chegarem à Lua. O desenvolvimento do “Orion” está a ser feito em paralelo com as missões para completar a estação espacial Internacional, usando o Space Shuttle até 2010. O “Orion” irá transportar tripulação e carga para a estação espacial e no futuro servirá para transportar uma tripulação de astronautas para a Lua. Nesta missão o primeiro a sair da Terra será o foguetão Ares V que ficará em orbita à espera do “Orion” que será lançado no dia seguinte no foguetão Ares I. A cápsula “Orion” será capaz de transportar até 6 astronautas para a estação espacial e até 4 astronautas para a Lua, tendo também espaço para levar mantimentos.

Nas missões à Lua o foguetão Ares V será lançado transportando o módulo de aterragem “Altair”. No dia seguinte será lançado um foguetão Ares I com o modulo “Orion” que se ligará ao “Altair” no topo do Ares V que os levará para fora da orbita da Terra. Quando chegarem à Lua, os astronautas pousarão na superfície da Lua utilizando o modulo “Altair” enquanto que o “Orion” ficará a orbitar a Lua sem ninguém a bordo. No fim da missão, “Altair” trará os astronautas de volta ao módulo “Orion” que trará os astronautas de volta à Terra, sãos e salvos. Contudo, todo este projecto está em perigo devido à recente crise económica.
Vamos ver como é que o novo presidente, Barack Obama, consegue lidar com os problemas dos Estados Unidos sem afectar em demasia este desígnio, que não é só um desígnio dos Estados Unidos mas de toda a Humanidade.
orion capsule
A Orion é a nova nave que levará os americanos à Lua.
Vejam estas espectaculares animações da NASA:

Em Abril de 2009 soube-se que a nave Orion ia sofrer cortes, deixando de poder ter uma tripulação de 6 passageiros, para ter uma tripulação de apenas 4 astronautas.
orion module

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.