Auroras

Foi possível observar auroras em torno do círculo árctico este fim-de-semana passado. Houve uma tempestade de vento solar que atingiu a Terra a 21 de Fevereiro de 2009 que terá desencadeado a actividade geomagnética. A imagem acima ilustra o efeito desse fenómeno mostrando um egrégio espectáculo matizando de novas cores o céu nocturno.

aurora
Espectaculares auroras sobre o Canadá, na APOD.
Sabe-se que o fenómeno resulta da interacção entre o campo magnético da Terra e o vento solar.
Ultimamente tem-se visto mais auroras, o que é paradoxal, porque sabe-se que o Sol está com pouca actividade, como podem ler neste nosso post.

A NASA publicou alguns resultados que podem ajudar a esclarecer parte do mistério das auroras boreais, ou luzes do norte. Esses resultados apontam no sentido de os responsáveis por esses fenómenos serem explosões magnéticas que ocorrem a cerca de 1/3 do caminho para a Lua.
Os cientistas esperam que estes resultados possam ajudar a perceber melhor as tempestades magnéticas menos comuns, mas mais potentes, que causam estragos nos satélites, prejudicam os astronautas em órbita e dão cabo das comunicações na Terra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.