Cruzeiro Astral

Realizou-se este ano, pela primeira vez um Cruzeiro Astral, cujo tema central é a Astronomia.
Neste cruzeiro foram ministradas palestras de Astronomia e Astrologia.
As actividades de Astronomia foram desenvolvidas por Jorge Fonte e José Carlos Codeço, professores da Escola Secundária de Caldas das Taipas e membros da ORION – Sociedade Cientifica de Astronomia do Minho. As constelações do Zodíaco são um pretexto para o que os especialistas de astronomia explicarem porque é que a astrologia não é uma ciência, mas sim, um divertimento que se serve de alguma ignorância popular.

O cruzeiro Astro MSC Sinfonia partiu no dia 9 de Abril de 2009 do Rio de Janeiro e terminou no dia 25 de Abril de 2009, em Livorno, na Itália.
Durante este precurso foram realizadas 6 palestras: “Constelações e Mitologia”, “Conhecer o céu”, “O nosso sistema solar”, “Sol – a nossa estrela”, “A vida e morte das estrelas” e “Exploração espacial”. Além disso, houve actividades de construção de planisférios e de relógios de Sol, para além das observações nocturnas, nas quais será possível observar constelações do hemisfério sul nunca visionadas antes pelos dois dinamizadores desta actividade.
cruzeiro1
Apesar destes cruzeiros terem como participantes, na sua maioria, pessoas de idade avançada e mais interessadas em se bronzear em frente à estrela mais próxima da Terra do que em observar todas as outras, as actividades realizadas tiveram uma aceitação generalizada. O número de interessados nas nossas acções foi crescendo de dia para dia, sendo que nas primeiras palestras a divulgação não foi realizada da melhor forma pelos representantes do navio.
cruzeiro2
Há que referir que foram inúmeros os passageiros que nas primeiras sessões apareceram em horários trocados, pois cada dia havia uma palestra em português e outra em inglês e muitos acabavam por aparecer na hora errada. Outra situação peculiar, foi a dificuldade dos passageiros em se sincronizarem com a hora a bordo. Devido a alterações quase diárias do fuso horário, desde a saída de Recife até à chegada a Málaga (5 horas de diferença) alguns passageiros tiveram dificuldade em acertar com a hora das palestras. Contudo, o número de assistentes foi aumentando, atingindo o seu auge na penúltima palestra, onde muitos dos brasileiro presentes me questionaram sobre questões de cosmologia, sobretudo, ligadas à origem do Universo. Por fim, a sessão acabou por resvalar para questões mais metafísicas, relacionadas com a existência ou não de Deus. Apesar de algum misticismo inerente aos participantes, o debate tornou-se interessante e, até emotivo.
Além das palestras foram realizadas sessões de observação nocturna e uma actividade de construção de planisférios e relógios de sol. As condições de observação a bordo, nunca foram as melhores, contudo, as primeiras noites foram mais profícuas, pois à medida que o navio foi avançando para o hemisfério Norte as condições climatéricas foram piorando.
Como já foi referido as actividades foram organizadas por Jorge Fonte e José Codeço, ambos professores de Física e Química da da Escola Secundária de Caldas das Taipas e membros da ORION – Sociedade Cientifica de Astronomia do Minho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.