Apollo 11

40 anos aniversário

Imagens da Lua:
first moon pictures
(na imagem está Ed von Renouard na Honeysuckle Creek Tracking Station na Austrália. Ele foi a 1ª pessoa a ver as imagens da Apollo 11 na Lua)
Para se ver as imagens da Lua, a NASA criou uma rede de antenas espalhadas por todo o mundo para não se perder as imagens enquanto a Terra rodava.
DSN
A Deep Space Network inclui antenas na Califórnia, na Austrália, e na Espanha.
As primeiras imagens chegaram através da Austrália.
Australia antenna
Leiam tudo sobre isto, em inglês, aqui e aqui.
Por todo o mundo se provou a chegada da Apollo 11 à Lua.

Lançamento:
A CNN, mostrou os momentos do lançamento da missão.
Vejam o lançamento da Apollo 11, tal como aconteceu a 16 de Julho de 1969:

Águia Alunou:
A 20 de Julho de 1969, numa descida dramática, com somente 25 segundos de combustível disponível, Armstrong pousou o módulo lunar.
Às 21h17 em Portugal (16h17 em NY), o sonho de Kennedy e de muitos outros “loucos idealistas” concretizava-se.
Nas famosas palavras de Armstrong: “Houston, Tranquility Base here. The Eagle has landed”. (“Houston, estamos na Base Tranquilidade. A Águia pousou”).
A Apollo 11 pousou na região lunar denominada Mar da Tranquilidade e o módulo lunar tinha sido denominado de Águia.

1º passo:
smallstep_nasa
Armstrong pisou pela primeira vez o solo lunar às 22:56 (hora de Nova Iorque) do dia 20 de Julho de 1969.
Curiosamente, em Portugal eram 3:56 da manhã de dia 21 de Julho.
Ao pisar o solo lunar, Neil Armstrong pronunciou as famosas palavras: “That’s one small step for man, one giant leap for mankind” (“Este é um pequeno passo para o homem, um salto gigantesco para a humanidade”).
Podem ver aqui o vídeo do Armstrong a pôr o pé na Lua:

Cerca de 15 minutos mais tarde Buzz Aldrin também pisou o solo lunar, descrevendo-o como uma “magnificent desolation” (“desolação magnífica”).
Podem ver aqui o primeiro passo do Aldrin na Lua:

Cliquem aqui e leiam alguns testemunhos de pessoas que, em Portugal, viram na TV a chegada do Homem à Lua em 1969.

Após pouco mais de 2 horas e meia na superfície lunar, voltaram ao módulo lunar de modo a preparar tudo para a viagem de volta à Terra e para descansar/dormir um pouco (o que não conseguiram).

Splashdown!
A 24 de Julho de 1969, terminava a missão Apollo 11.
Às 17h50 em Portugal (12h50 em NY), a cápsula com os astronautas caiu no Oceano Pacífico.

NASA restaurou imagens:
ap11-69-H-1247
(em cima: Neil Armstrong, Michael Collins, e Buzz Aldrin)
De modo a terem melhor definição, a NASA restaurou as imagens da chegada e os passeios na Lua da missão Apollo 11.
Note-se que não são do filme original. O filme original foi guardado, analisado e copiado pela NASA. Depois de terem as cópias, a NASA apagou o filme original (em cima), e gravou por cima as missões seguintes!
Na altura ninguém percebeu o valor histórico do filme!! Enfim…
Assim, foram restauradas as imagens das cópias feitas ao filme original.
Vejam os vários vídeos, em alta definição:

Tudo junto:

Armstrong:

Aldrin:

Placa:

Bandeira:

Montagem:

Press Kit da Apollo 11 – o material que foi distribuído à imprensa em Julho de 1969. Podem ler todo o ficheiro, 254 páginas em inglês, clicando aqui.

Camisola com o módulo lunar estampado:

Conversas na Lua:
As conversas entre Buzz Aldrin, Neil Armstrong, e Michael Collins, foram agora disponibilizadas pela NASA.
Leiam algumas das frases em português, aqui.
Leiam a transcrição oficial, em inglês, aqui.
Oiçam as melhores frases, aqui.

Celebração Calórica:
Após as férias, voltei ao Texas. Fui ao supermecado, e tive uma surpresa!
Em vários tipos de comida, aparece na embalagem o logotipo com a celebração dos 40 anos desde que o Homem pôs pela primeira vez os pés na Lua!
Como é óbvio, adorei ver aquilo em vários sítios no supermercado.
E como é óbvio, sempre que vi o logotipo na comida, comprei-a logo!!
Achei bastante interessante fazerem o marketing através da comida, por vezes de primeira necessidade, como o pão, de modo a todas as pessoas terem noção do que se celebra este ano.
Assim, é certo e sabido que chegam a toda a gente.

Computador da Apollo 11:
apollo 11 computer
Para os “geek” 🙂
John Pultorak escreveu um manual sobre como recriar o computador utilizado durante a missão Apollo 11.
O computador original custou mais de 150 mil dólares, não tinha disco com software, e tinha somente 74 Kb de memória (4 Kb de RAM).
Agora podem criá-lo fazendo o download de todo o manual, aqui.

Apollo 11 interactivo:
A NASA lançou uma página interactiva onde se pode ver o módulo lunar da missão Apollo 11 na Lua.
Pode-se ver os vídeos, ouvir as comunicações, passear pelo local (vendo a bandeira por exemplo), atentar na superfície lunar, e até entrar no módulo lunar e reparar em todos aqueles botões!
Pode-se ir rodando o “ecrã” e ter uma visão de 360º.
Divirtam-se e aprendam na página, clicando aqui.

Apollo 11 em tempo real:
We Choose The Moon
Se não presenciou a chegada do homem à Lua ou se simplesmente deseja recordar o momento, poderá fazê-lo neste website.
Trata-se de uma iniciativa da Biblioteca e Museu John F. Kennedy e tem como objectivo recriar em tempo real a missão Apollo 11 que ocorreu há 40 anos atrás.
A emissão terá início 90 minutos antes da hora de lançamento de Cabo Canaveral, da missão original da Apollo 11, e irá cobrir toda a viagem desde o lançamento à chegada do Homem à Lua e aos primeiros passos de Neil Armstrong na superfície lunar.
Poderá ler mais sobre esta iniciativa aqui e também aqui.

Apollo 11 no Twitter:
A Nature tem este blogue sobre o assunto.
A Nature decidiu criar um Twitter que conta tudo o que se vai passando momento a momento com os astronautas. Para isso acontecer, a Nature imagina que estamos em 1969 e vai relatando o que está a acontecer.
É certo que os astronautas partiram para a Lua a 16 de Julho e desceram na superfície lunar a 20 de Julho, mas em Junho já andavam em testes, experiências, e muita preparação.
Assim, o Twitter está a acompanhar, por exemplo, a 23 de Junho de 2009, tudo o que se passava a 23 de Junho de 1969.
Este Twitter vai-se manter para lá de 24 de Julho (após os astronautas regressarem sãos e salvos à Terra), continuando a relatar a vida deles e os relatórios pós-missão que foram saindo.
Esta é uma ideia excelente em termos de marketing!
E bastante interessante para quem gosta destes assuntos.
Leiam o artigo no Público, aqui.
Acedam ao Twitter da Missão Apollo 11, aqui.

Reportagem em português do Brasil:

1 comentário

    • Alberto Fernando on 20/07/2009 at 22:15
    • Responder

    Há 40 anos, ainda a preto e branco, segui de princípio ao fim a transmissão da RTP.

    Que emoção!

    A alunagem, as primeiras imagens da Lua, os primeiros passos tímidos…

    Uma noite histórica que foi bom viver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.