Telescópio WISE

WISE

O WISE (Wide-Field Infrared Survey Explorer) é um projecto da NASA que, através da luz infravermelha (calor), vai tentar, por exemplo, compreender melhor as possíveis ameaças exteriores à vida na Terra.

O WISE irá «observar» todas as cores do infravermelho e todo o céu com uma sensibilidade e uma resolução muito superior à da anterior missão levada a cabo há 29 anos. O telescópio irá passar nove meses a varrer o céu uma vez e depois metade do céu uma segunda vez. A missão principal irá terminar quando o hidrogénio gelado do telescópio terminar cerca de 10 meses após o lançamento.

O Jet Propulsion Laboratory gere a missão para o Science Mission Directorate da NASA, em Washington. Esta missão foi seleccionada no âmbito do Explorers Program, gerido pelo Centro de Voo Espacial Goddard da NASA. O instrumento científico foi construído pelo Space Dynamics Laboratory, em Logan – Utah, e o satélite foi construído pela Ball Aerospace & Technologies Corp., em Boulder – Colorado. As operações científicas e o processamento de dados irá ter lugar no Infrared Processing and Analysis Center no California Institute of Technology em Pasadena, Califórnia.

Do Público:
“Cartografar todo o céu que se vê a partir da órbita da Terra, a 525 quilómetros de altitude, e no espectro dos infravermelhos, que permite detectar objectos muito frios e, por isso, distantes, é a missão do telescópio WISE (…).
Durante os seis meses previstos para a sua missão, o WISE vai juntar-se aos dois outros observatórios de infravermelhos em órbita da Terra – o Spitzer, da agência espacial norte-americana, e o Herschel, da Agência Espacial Europeia (ESA).
Observar objectos próximos – como os asteróides e cometas do sistema solar, cujas órbitas os podem trazer desconfortavelmente próximo da Terra, um dia talvez em rota de colisão, é uma das suas missões. Medindo as suas emissões de luz infravermelha, o WISE vai permitir fazer uma boa estimativa dos tamanhos dos asteróides e da sua distribuição, o que será útil para calcular com que frequência a Terra pode esperar um encontro potencialmente perigoso com uma destas rochas espaciais.
Mas o WISE vai olhar para longe também. Vai tentar espreitar objectos como as anãs castanhas (…).
O WISE vai tentar observar também os objectos mais distantes conhecidos, diz a NASA: galáxias ultraluminosas de infravermelhos, que brilham com a luz de um bilião de sóis.”

Espera-se que o Telescópio WISE venha a descobrir:
– 100 mil novos asteróides que se encontrem na Cintura de Asteróides entre Marte e Júpiter,
– centenas de novos asteróides próximos da Terra,
– milhões de estrelas,
– milhões de galáxias.

Vejam o vídeo do lançamento, com a animação, e imagens do centro de controlo:

1 ping

  1. […] telescópio espacial WISE (leiam este nosso post) detectou 25 mil novos asteróides relativamente próximos da Terra. Nenhum deles irá bater na […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.