Betelgeuse = Supernova ?

hst_betelgeuse

Betelgeuse é uma estrela enorme, uma supergigante vermelha, que se encontra a 640 anos-luz da Terra.

betelgeuse-vs-solar-system

E no próximo milénio, irá entrar em supernova.

Mas recentemente, em Maio de 2010, um rumor na net dizia que Betelgeuse iria se tornar uma supernova nas próximas semanas, e poderia nos matar a todos, ou no mínimo, fornecer-nos um espectáculo magnífico nos nossos céus.
Ou seja, em Junho de 2010, o mundo iria acabar devido à implosão de Betelgeuse!

Como isso não aconteceu, então tiveram que mudar a data, para continuar a enganar as pessoas.
Em Janeiro de 2011, saíram artigos em jornais a dizer que Betelgeuse irá explodir em… em… em… 2012!!!
Obviamente que os pseudos-profetas da desgraça agora apontam todos para a mesma data!
E os péssimos jornalistas caem como baratas tontas! Jornalismo não deveria incluir saber procurar fontes credíveis?

Crédito: Jeffrey Weston

Na verdade, como sempre, o rumor e os artigos baseiam-se em informações erróneas sobre as observações da estrela, e sobre o que os cientistas dizem!
Além disso, a estrela está demasiado longe para nos afectar: 640 anos-luz (é muito superior à distância de segurança = 100 anos-luz).

Ou seja, não se sabe quando a estrela irá explodir: pode ser amanhã ou daqui por 100 mil anos, mas o mais certo é que será no próximo milénio.
Quando explodir vai produzir um espectáculo magnífico no céu, mas terá um brilho muito inferior ao Sol (provavelmente parecerá similar à Lua).
Não influenciará negativamente a vida na Terra, porque: está bastante longe, não terá as chamadas explosões de Raios Gama, e mesmo que envie Raios Gama letais, estes não vêm na nossa direcção, devido ao eixo de rotação não estar direccionado para a Terra.

32 comentários

7 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Torço para que não exista qualquer civilização a menos de 100 anos-luz dessa estrela.

  1. […] de anos de idade, mas está já no processo de se transformar numa supernova. Quando tal acontecer, a explosão resultante poderá ser vista a partir da Terra, mesmo em plena luz do […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.