Evolução da Idade do Universo

O encerramento dos 9 anos de trabalho da sonda espacial WMAP (Wilkinson Microwave Anisotropy Probe) para medir de maneira mais precisa a radiação de fundo do Universo, nos estimula a fazer uma lista da evolução da estimativa da Idade do Universo, segundo os modelos mais aceites pelos astrofísicos.

No mesmo se coloca o ano da publicação e a estimativa tanto da constante de Hubble, como da idade estimada para essa data:  

1922 – Alexander Friedmann establece seu modelo cosmológico com matária em expansão. Quantifica a idade do universo em 10 bilhões de anos.

1929 – Edwin Hubble e Milton Humason, a partir da estimativa de sua constante de expansão do Universo (500 Km/s/MPc), estimam sua idade em 2 bilhões de anos.

1956 – Milton Humason, Nicholas Mayall e Allan Sandage estimam a constante de Hubble em 180 Km/s/MPc, o que dá uma idade do Universo de 5,4 bilhões de anos. 

1958 – Allan Sandage estima a constante de Hubble (Ho) em 75 Km/s/MPc, para uma idade de 13 bilhões de anos.  

1960 – 100 Km/s/MPc para uma idade do Universo de 9,7 bilhões de anos.  

1970 – Allan Sandage e Gustav Tammann estimam Ho em 55 Km/s/MPc para 18 bilhões de anos.  

1990 – Estimam Ho em 50 Km/s/MPC para uma idade de 19,5 bilhões de anos.  

2001 – Estimam Ho=72±8 para uma idade de 13,58 bilhões de anos.  

2003 – Estimam Ho=71±4, para uma idade de 13,8 bilhões de anos.  

2006 – Estimam Ho=77, para uma idade de 12,7 bilhões de anos.  

2009 – Estimam Ho= 74,2±3,6 para uma idade do Universo de 13,18 bilhões de anos.

A constante de Hubble mais aceite é a determinada pela WMAP (2003).  

Fonte: LIADA

4 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Frases do André Luiz há 1000 anos atrás:

    Jamais conseguiremos ir à Lua.
    Jamais conseguiremos enviar sondas a outros planetas.
    Jamais conseguiremos de forma “instantanea” comunicar por todo o mundo.
    Jamais saberemos como se forma a chuva.

    Ninguém sabe porque as pessoas não voam indiscriminadamente, e teimosamente se agarram ao chão.
    Ninguém sabe como funciona um relógio.
    Ninguém sabe se Vénus é um planeta.

    ———————————————-

    enfim…
    é cada comentário que se lê…
    há pessoas que realmente não têm qualquer neurónio…

  2. Ninguém sabe como o universo começou. Ninguém sabe sua idade. Ninguém sabe se ele é finito ou infinito. Jamais saberemos a verdade sobre o universo.

  3. O Universo é jovem 🙂 Só tem 13 bilhões de anos. É um bébé 🙂
    Em princípio vai haver expansão para sempre (mas não é certo), e por isso o Universo será basicamente esticado até “romper”…
    Daqui por 100 trilhões de anos, já não haverá mais estrelas a se formarem.
    Após mais alguns milhares de trilhões de anos (gazillions, como diria uma amiga minha inglesa), tudo no Universo deixará de existir.
    Nessa altura deixaremos aqui no blog essa informação. 😀

    Sugiro estas páginas da Wikipedia:
    http://en.wikipedia.org/wiki/Ultimate_fate_of_the_universe#Theories_about_the_end_of_universe
    http://en.wikipedia.org/wiki/Future_of_an_expanding_universe#Degenerate_Era

    Quanto à idade, tudo depende do sítio onde esteja e a velocidade a que vá.
    Se fôr mais depressa, a velocidades que interessem a Einstein, então pode envelhecer mais lentamente.
    Por outro lado, se eu estivesse em Júpiter, teria só 3 anos, porque teria dado somente 3 voltas ao redor do Sol
    😉

  4. Algumas pessoas são exatamente assim, nào é? Você pode ter um parâmetro e até mesmo saber a data de seu nascimento, mas nunca vai saber a idade exata. 😀 E exatamente por isso, por esse mistério, se torna um desafio a ser desvendado, desperta a curiosidade.

    Agora, a minha pergunta: esta provável idade do Universo significa que ele é antigo, e se aproxima de um retraimento, ou morte; ou ele ainda é jovem, ainda em expansão?
    Existe a possibilidade da “morte” se dar pela expansão e consequente “dissolvimento de sua massa”?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.