Sucesso! Hartley 2

Hartley

Como eu já tinha avisado neste post, a NASA iria receber as novas fotos do cometa Hartley, tiradas pela sonda EPOXI.
Há quem diga que se parece com um amendoim, ou com um pickle, ou com um pin de bowling.
O certo é que as imagens são magníficas.
Sobretudo devido aos jactos… que são o efeito de sublimação do gelo no cometa.
hartley

A explicação para os jactos: os jactos eram devidos à sublimação de gelo de dióxido de carbono.
jactos
Tempestade de gelo atinge sonda da Nasa que se dirigia para cometa.
Câmeras na sonda registraram imagens da tempestade. Elas mostram uma espécie de névoa branca cercando o cometa, que tem cerca de 800 metros de comprimento.
De acordo com os cientistas, a tempestade de gelo foi causada por jatos de dióxido de carbono lançados do interior do cometa. Conforme o composto era expelido, levava consigo toneladas de gelo. Alguns fragmentos eram do tamanho de bolas de basquete.
Os pesquisadores da Nasa disseram que esse tipo de tempestade contraria o que se pensava sobre o comportamento dos cometas. (…)”
We now have unambiguous evidence that solar heating of subsurface frozen carbon dioxide (dry ice), directly to a gas, a process known as sublimation, is powering the many jets of material coming from the comet.”
“Infrared scans of comet Hartley 2 by NASA’s EPOXI mission spacecraft show carbon dioxide, dust, and ice being distributed in a similar way and emanating from apparently the same locations on the nucleus.
This is the first time we’ve ever seen individual chunks of ice in the cloud around a comet or jets definitively powered by carbon dioxide gas.
The new findings show Hartley 2 acts differently than Tempel 1 or the three other comets with nuclei imaged by spacecraft. Carbon dioxide appears to be a key to understanding Hartley 2 and explains why the smooth and rough areas scientists saw respond differently to solar heating, and have different mechanisms by which water escapes from the comet’s interior.
The carbon dioxide jets blast out water ice from specific locations in the rough areas resulting in a cloud of ice and snow. Underneath the smooth middle area, water ice turns into water vapor that flows through the porous material, with the result that close to the comet in this area we see a lot of water vapor. (…)”

“Comet Hartley 2 might be the smallest of the five comets that our spacecraft have visited, but no doubt it is the most interesting, and for its size, the most active.
Closeup views yielded some big surprises: Hartley 2 is throwing snowballs.
“When we first saw all the specks surrounding the nucleus, our mouths dropped,” said Pete Schultz, EPOXI mission co-investigator at Brown University. “Stereo images reveal there are snowballs in front and behind the nucleus, making it look like a scene in one of those crystal snow globes.”
Estimates of the size of the largest particles ranges from a golf ball to a basketball.
Another surprise, which was noted almost immediately from the flyby images, were that the very active jets on the comet were powered by carbon dioxide. “This is the first time we’ve ever seen individual chunks of ice in the cloud around a comet or jets definitively powered by carbon dioxide gas”

Esta missão EPOXI é uma re-utilização da missão Deep Impact.
Mesma sonda, mesmos instrumentos, foi só continuar na sua viagem espacial.
E apesar de não ser planeada desde o início, foi um sucesso!!!
🙂

Uma imagem da APOD:
hartley close

Nesta montagem da APOD, a 1ª imagem tirada foi de cima à esquerda, e depois sigam os ponteiros do relógio:
hartley montage
(cliquem sobre a imagem, para a ampliarem)

Outra imagem:
hartley

Vejam as imagens, aqui.

3 comentários

  1. Esta viagem ao Hartley, foi um bónus excelente! 🙂
    Que grande sucesso desde a missão inicial! 🙂

  2. Durante a emissão ouvi colocarem a hipótese de que 2 pequenos asteróides colidiram para formar o Hartley.
    Nesse caso, a parte do meio, seria a parte da colisão, que teria ficado muito quente, e entretanto solidificado.
    Daí ser mais liso…

    Por outro lado, se pensarmos que ao rodar, irá ter as pontas viradas para o Sol, então será nessas 2 pontas que terá mais jactos a soltarem-se, levando a que produza mais “buracos” nesses 2 lados…

    São as 2 hipóteses que me lembro para responder a essa duvida 🙂

  3. Já tinha visto imagens do cometa noutro site… Estranho como a parte do meio parece tão lisa em relação às “pontas” não?

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.