Reflexão à Chuva… de Pássaros

No meu blog deixei este desabafo já recorrente. No entanto as actualizações não cessam e as desilusões também não, mas cientista que é cientista está habituado a que os resultados demorem algum tempo. Haja paciência…

É impressão minha ou a ilitracia científica está a alastrar, mesmo entre pessoas que deveríam ter um pensamento mais crítico (pessoas das áreas científicas)?

Hoje reparei numa notícia que ocorreu na noite da passagem de ano:

“uma chuva de tordos-sargentos mortos, no Arkansas. Parece que estes pássaros têm dificuldade de visão nocturna e, ao ouvirem os foguetes que festejam a entrada no novo ano assustaram-se e tentaram fugir. Como não vêm muito bem à noite acabaram por embater em todos os obstáculos que encontravam pelo seu desajeitado trajecto.

Um veterinário daquele estado, alguém que parece que sabe o que diz: “Estamos praticamente certos de que o pânico foi o que causou as mortes”, George Badley.

Mas quem sabe são aquelas pessoas que dizem que isto é uma profecia ou outras conspirações. O mais engraçado é quando a realidade é bem mais simples e linear. Todas essas fantochadas caem por terra. Aqui lemos bastantes opiniões acéfalas. E aqui também.” (in Universo Paralelo)

Contudo, ainda esta tarde deparei-me com a fascinante mente ridícula de algumas pessoas. Veja-se este exemplo:

“Nos EUA caíram milhares de aves mortas do céu e agora ontem apareceram milhares de peixes mortos.
Vejam no infowars.com

Depois eles dizem que as aves morreram por causa dos rojões do ano novo !

Obviamente estão:
1) envenenando as aves com a química das chemtrails, ou
2) desorientando o mecanismo de vôo das aves com o HAARP.”

Li isto num blog de conspirações. Há lá de tudo! Mas tudo mesmo. Se quiserem um remédio para a tosse eles têm rezas. Se pretendem umas botas eles incentivam a calçar chinelos porque as botas têm chips que vos alteram o cérebro. Se desejarem comer um gelado eles aconselham palha porque o gelado contém resíduos tóxicos para o governo e a NASA nos deixarem zombies e fazerem experiências conosco.

Reparem no que descobri há pouco. Neste mesmo blog e noutro há post que dizem que o Homem nunca foi à lua. Enfim gente fanática. Neste último descobri que o autor não só não acredita que o ser humano nunca foi à Lua mas também que a mesma é uma base militar! Vejam a incongruência! A NASA construíu a Lua para servir de base, tem tecnologia para isso, mas nunca lá foi ninguém porque não tinha tecnologia para enviar ninguém e acabou por fazer a alunagem num estúdio sabe-se lá onde!

É gente que acredita em porcos a voar pelo espaço mas não acredita que as células existem!

24 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. ontopmag.com…

    Mais uma explicação que vi na CNN:

    http://www.ontopmag.com/article.aspx?id=7297&MediaType=1&Category=26
    A auto-proclamada profeta Cindy Jacobs diz que os pássaros morreram porque Deus os matou… devido aos gays.

    enfim…

  2. LOLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL 🙂

    Olha que aqui em Austin também há benfiquistas… e não vi os famosos morcegos a suicidarem-se
    😛 ihihihihihihhi 😀

  3. Finalmente uma explicaçao lógica http://networkedblogs.com/cHeLj

    Cumprimentos 🙂

    • Conceição Monteiro on 08/01/2011 at 22:03
    • Responder

    Acabei de ver na SIC, uma reportagem sobre o aparecimento de pássaros mortos, em diferentes partes do mundo e as possíveis explicações.
    Ficou-me a conclusão do jornalista “se a noticia é encarada como prognóstico do fim do mundo nos USA. Na Suécia o assunto é remetido para os veterinários e ponto final”.
    Isto diz muito da cultura de cada país.

  4. As teorias da conspiração são como deus. Só servem a lacunas. Quando é descoberta a causa real a conspiração deixa de fazer sentido. Para mim (e não só) não fazem sentido desde o início.

    Muitas teorias da conspiração abusam nas suas explicações e previsões. É sempre algo de assustador e que vai matar muita gente. Pois, é isso uma teoria da conspiração. Mas nunca ocorre nada. O evento passa, é explicado e pronto.

    Além disso as teorias conspirativas têm o condão da contradição, tal com aconteceu com a gripe H1N1/2009 e com a respectiva vacina: 1º a gripe era para matar toda a gente e o governo e os cientistas não queriam dar a vacina. Quando esta apareceu já era a vacina que iria matar toda a gente e o governo e os cientistas queriam obrigar as pessoas a tomá-la. O facto é que as pessoas tomaram e não aconteceu nada.

    • Victor Rodrigues on 07/01/2011 at 12:42
    • Responder

    “Esta semana foram conhecidos outros casos de animais mortos, nos Estados Unidos (no Arkansas e Louisiana), Suécia, Reino Unido, Brasil e Nova Zelândia. Apesar de as causas ainda estarem a ser investigadas, as temperaturas anormalmente baixas poderão ser a explicação para a maioria dos casos.”

    http://ecosfera.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1474015

    1º foi o fogo de artificio…agora “chovem” desculpas e ainda não há uma causa certa!?
    Eu pessoalmente não me recordo de haver tanta mortalidade entre aves e peixes em tão curto espaço de tempo, mas enquanto os cientistas não saibam (divulguem) a verdadeira causa, vem as teorias de conspiração. 🙂

  5. Pelo que tenho lido, parece-me um caso como o dos terramotos.

    Quando houve um forte, de repente passou a haver logo imensos, e alguma coisa estava mal com a Terra que produzia tantos terramotos.
    Na verdade, há vários terramotos todos os dias, as pessoas é que não se dão conta, e quando finalmente se dão conta, então inventam factores anormais.
    Temos posts aqui no blog, na altura, sobre isso
    🙂

    Os pássaros parece-me a mesma coisa.
    Pelos vistos, todos os dias há disto, normalmente em zonas não residenciais.
    No entanto, caiu uma data deles em zona residencial, por isso as pessoas andam a tentar fazer ligações que não existem, e a imaginar situações anormais.

    Como diz um residente de uma das terriolas:
    “Todas as noites, escuras como bréu, passam milhões de pássaros em bando por cima de minha casa”.
    Digo eu agora: caíram algumas centenas, o que pelos vistos é normal caírem mas não sobre a casa do homem, mas em sítios em que normalmente ele não vê.

    Notem que eu acho bem que se encontre uma causa (isso é ciência).
    As supostas ligações é que me parecem um Erro Tipo I, na estatística.

  6. universetoday.com…

    A passarada, pelo menos, já está marcada no mapa do google:

    http://www.universetoday.com/82263/aflockalypse-mass-animal-deaths-now-mapped-on-google/

    Bom, vamos lá ver.. O que ouvi no Euronews é que “não se sabe ainda”.. Isto já é caso a mais ao mesmo tempo para eu tentar perceber… 🙂 pode ser também um daqueles casos da massificação da informação, que como a notícia apareceu num sítio, agora todos os noticiários vão encontrar mais do mesmo noutros sítios.. O que sei é que não foram os fogos-de-artifício da passagem de ano que mataram (menos) pássaros na Suécia, esta 3ª feira..

  7. africanaonline.com…

    Parece que o problema não são só os pássaros… agora também aparecem peixes mortos em todo o lado:
    http://www.africanaonline.com/2011/01/dying-birds-and-fish-deaths-becomes-global/
    http://ecosfera.publico.pt/biodiversidade/Details/frio-mata-milhares-de-peixes-nos-eua-brasil-e-nova-zelandia_1473826

  8. Olá,

    É certo que têm acontecido em vários lados: Arizona, Louisiana, Texas, e agora até na Suécia.
    Mas tendo em conta que eles são por vezes milhões em bandos, a morte súbita de alguns milhares não afecta a generalidade do bando.

    Sim, eles deitam aqui muito fogo-de-artifício nos quintais… e nas grandes quintas.
    Isso não acontece em NY, por exemplo, mas acontece no Sul dos EUA: Texas, Arizona, Louisiana, etc…

    Sim, há testemunhas de os verem a voar na horizontal e a acertarem em casas, telhados, e caixas do correio (que aqui são aquelas peculiares que parecem casas de pássaros).
    Há quem tenha visto alguns a acertarem em linhas eléctricas – cabos de electricidade.

    O que se sabe na prática é o que as autópsias dizem: sofreram ataques de coração, o que terá tido como causa um grande susto.
    Tendo sido o fim-de-ano, o + provável é ter sido o fogo-de-artifício.

    😉

    abraço!

  9. O que eu quis dizer com a distribuição dos pássaros e dos obstáculos, foi que se um pássaro bate numa parede, e se se admitir que morre instantaneamente aí, será de esperar que ele fique ao pé dessa parede. Do mesmo modo, se admitirmos que o pássaro cai morto depois de bater em algo, e se está em certo sítio, será de esperar que aí ao pé esteja o obstáculo onde bateu. (“Ao pé” tem que ter em conta a velocidade do pássaro, a altura do obstáculo, e se o obstáculo era “permeável” à passagem do pássaro: parede versus ramo). Ora no meio de uma estrada que não tem árvores por cima ou assim “perto”, nem linhas eléctricas, ou outra coisa, não há obstáculo nenhum. Daqui, o que se pode concluir é que se os pássaros ali estavam depois de um choque em voo com alguma coisa, não foram ali ter já mortos!
    Isto também sugere que se houver mais pássaros mortos na estrada do que num jardim, que os pássaros que estavam na estrada foram lá ter ainda vivos, mesmo que cambaleantes e aleijados, e finalmente mortos por atropelamento.
    Outra possibilidade é que a estrada é mais dura que o jardim, e se tiverem morrido devido a uma queda na vertical é natural que na estrada tenham morrido mais que no jardim, mas isto já acho pouco provável haver pássaros vivos a voar no mesmo sentido da gravidade.

    Se realmente houve testemunhas a dizer que viram pássaros a voar na horizontal de encontra obstáculos, aí é uma coisa bem concreta!

    Num outro sítio eu comentei em tom irónico que “acredito mais que a causa tenha sido o facto do eclipse lunar ter calhado no solstício de inverno do que os pássaros terem morrido de ataque de coração”. Parece-me que inadvertidamente até tenho alguma razão, porque havendo o eclipse lunar a 21 de Dezembro, sem ter havido um eclipse 15 dias antes, significa que 15 dias depois irá ocorrer um eclipse solar! Efectivamente, a passagem de ano ocorreu 3 dias antes do eclipse solar, o que dito por outras palavras significa que era Lua Nova e como tal não havia Lua iluminadora no céu na altura do fogo de artifício! Isto escurece as noites onde não houver poluição luminosa com nuvens, e talvez faça sentido em Beebe, o que pode ter dificultado a visão da passarada…

    Quanto ao lançar fogo-de-artifício do seu próprio quintal, não me tinha ocorrido, porque não é essa a minha realidade, efectivamente…

    “Física meu caro, física… ” -Sim é isso que eu estou a dizer.. Só comentei “pássaro na dobra do telhado” porque provavelmente ninguém reparou que era aí que eles estavam. Os outros terão rebolado para fora do telhado ou para as goteiras. Mas mesmo assim, parece-me mais difícil (embora não impossível) aleijar um pássaro em voo numa superfície inclinada do que numa vertical.

    Quando eu digo que “não acredito”, não estou a questionar nem a credibilidade dos jornalistas, nem as fontes que os jornalistas consultaram antes de resumirem, transcreverem, traduzirem, e reproduzirem… Estou só a criticar que na mesma notícia em que certa mensagem é passada, não me parece existir “sumo” auto-crítico consistente que realmente apoie o essa mensagem (ou neste caso em que se apontam várias hipóteses há algumas que parecem não fazer sentido com o que é dito ou mostrado). Talvez isso não compita aos jornalistas, mas digamos que falta o assunto ter sido mastigado por alguém que tenha tentado investigar por ele(a) próprio(a) o que realmente se terá passado.
    Isto nunca se pode esperar no primeiro dia útil a seguir a algo que acontece num fim-de-semana, com muita gente responsável no assunto de folga do trabalho.

  10. “nunca foi à Lua mas também que a mesma é uma base militar!”
    Uma base na lua isso é ridículo, toda a gente sabe que a base extra-terrestres é em P4X-650

  11. Filipe,

    “Eu não vou muito à bola com a ideia de os pássaros terem morrido de ataque cardíaco e terem ficado tão bem distribuídos pelo chão quanto as imagens que vi na televisão.. Por outro lado havia outros pássaros envolvidos, como pardais”

    Os pássaros começaram a voar, não em bando mas sim à toa. A distribuição deles pelo chão mostra bem que andaram aleatóriamente pelo ar. Se estivessem todos juntos no chão, aí sim era curioso. Parece que, no primeiro parágrafo é a única questão. O resto são factos que podemos ver, por exemplo, perto de minha casa: bastantes pássaros, chilrear pela manhã, e estou perfeitamente habituado porque eles só começam a fazer barulho pela manhã quando eu acordo. Além disso o barulho do trânsito, das pessoas e dos aviões quase abafa o dos pássaros. E também houve fogo de artifício junto ao prédios onde estou, que é proibido e perigoso. Não me admira que tal tenha acontecido também no Arkansas.

    “Também não sou apologista da teoria dos pássaros baterem em obstáculos invisíveis para eles à noite porque nesse caso seria de esperar que a densidade de pássaros mortos no chão estivesse algo relacionada com a densidade dos respectivos obstáculos nocturnos. … … …”

    Mais uma vez a uniformidade de distribuição mostra que não estavam em bando, logo andavam à toa. E quando um pássaro bate num obstáculo existe algo em física que se chama inércia. Assim, o movimento continua. O pássaro pode até continuar vivo e atordoado até chegar onde chegou. Esta espécie tem dificuldade de visão nocturna, por isso mesmo se juntam (como factor de protecção) e cessam a sua actividade à noite. O facto de não haver feridos é porque os pássaros são bastante sensíveis, não aguentam muito tempo feridos. O pescoço dum bicho destes é a parte mais sensível do seu corpo.

    “Os pássaros que vi nos telhados, foi engraçado ter reparado que eles estavam nas dobras (em vale) dos telhados e não em qualquer área do telhado…. … …”

    Física meu caro, física…

    “Mas agora outra coisa: como é que há quem diga “it happened just before midnight”, e também diga que “o fogo-de-artifício é uma possibilidade” ? A passagem de ano não costuma ser assim, tipo, à meia-noite?”

    Em Portugal houve sítios em que a mia-noite foi às 23:55. Acho que isto explica muito bem.

    Por vezes a informação está correcta, nós é que não temos a noção de que a informação está correcta.

  12. mr. shankly,

    Não está colocada totalmente de parte a hipótese de tornados.
    Tem havido imensos tornados por aqui…

    Se bem que ninguém viu esses tornados na área em que os pássaros caíram.
    Ouviram e viram sim eles a bater contra as coisas, como por exemplo as caixas do correio.

    abraço!

  13. news10.netnydailynews.comcitystatetimes.comallvoices.comtodaysthv.com.folha.uol.com.br…

    Olá Filipe,

    Vi muitas imagens aqui e não me pareceram equidistantes…

    O fogo-de-artifício é constante. Aliás, ainda no domingo, dia 2 andavam a atirar fogo-de-artifício. E também o ouvi por aqui muitas horas antes do fim-do-ano.
    É normal as pessoas deitaram fogo a partir do próprio quintal.

    Os relatórios estão de acordo com aquilo que as muitas testemunhas viram.
    http://www.news10.net/news/story.aspx?storyid=115666&catid=2

    Estes eventos não são fora do comum. Acontecem de vez em quando.
    Quando acontecem muito próximos uns dos outros, é que as pessoas vêem mais do que simples coincidências.
    http://www.nydailynews.com/news/national/2011/01/05/2011-01-05_dead_birds_found_in_louisiana_explained_but_some_still_fear_apocalype_is_coming.html
    http://www.citystatetimes.com/4365/birds-fall-from-the-sky-cause-of-dead-birds-on-arkansas-still-undetermined/
    http://ecosfera.publico.pt/biodiversidade/Details/autoridades-americanas-tem-em-maos-dez-casos-de-mortalidade-de-aves-ainda-sem-explicacao_1473694
    http://www.allvoices.com/contributed-news/7800408-now-east-texas-also-reports-hundreds-of-dead-birds
    http://murrayledger.com/news/article_283ce250-19b3-11e0-9533-001cc4c03286.html
    http://weblogs.baltimoresun.com/features/green/2011/01/puzzling_bird_fish_kills_drive.html
    http://www.todaysthv.com/news/local/story.aspx?storyid=136195&catid=2
    http://www1.folha.uol.com.br/mundo/855152-depois-dos-eua-suecia-tem-chuva-de-passaros-mortos.shtml
    http://ecosfera.publico.pt/biodiversidade/Details/nova-chuva-de-aves-nas-estradas-do-lousiana-adensa-misterio_1473651
    http://ecosfera.publico.pt/biodiversidade/Details/mortalidade-de-aves-em-portugal-tem-causas-conhecidas_1473685
    http://ecosfera.publico.pt/biodiversidade/Details/peritos-dizem-que-mortalidade-das-aves-e-caso-raro-mas-nao-apocaliptico_1473899

    O número de pássaros tem a ver com a quantidade deles (milhões deles em bandos).
    São imensos nos nossos ares, mas não nos damos conta.

    Tive um prof. de astronomia, que é bird-watcher, e que me contava muitas histórias “estranhas” com pássaros.
    Uma das coisas que o espantou, por exemplo, é a quantidade de pássaros (e outros animais) existentes em Chernobyl – sim, onde existia tanta radiação nociva.

    abraço!

  14. Pensei o mesmo que o Filipe Dias, embora obviamente não tenha toda a informação. O meu primeiro pensamento foi que teria sido um fenómeno atmosférico, mas se ninguém falou nisso não deve ser uma possibilidade.

  15. Eu não vou muito à bola com a ideia de os pássaros terem morrido de ataque cardíaco e terem ficado tão bem distribuídos pelo chão quanto as imagens que vi na televisão.. Por outro lado havia outros pássaros envolvidos, como pardais (pareceu-me, mas não sou observador de aves). Isto também quereria dizer que havia mais de 5000 pássaros daqueles a “dormir” naquela zona habitacional, e todos os habitantes teriam que estar perfeitamente habituados a vê-los por ali (seria o caso?). (5000 pássaros num círculo com 1 milha de raio dá cerca de 625 pássaros por quilómetro quadrado, aproximadamente em média 1 pássaro em cada quadrado de 40m x 40m). Nas imagens via-se em plena zona habitacional uma densidade maior de pássaros que seria de esperar, neste caso, que fosse maior perto do fogo de artifício.. E eu duvido que o fogo de artifício estivesse a ser lançado mesmo por cima das casas das pessoas. Mas as autoridades saberão onde foi lançado o fogo-de-artifício, e onde havia pássaros mortos no chão…

    Também não sou apologista da teoria dos pássaros baterem em obstáculos invisíveis para eles à noite porque nesse caso seria de esperar que a densidade de pássaros mortos no chão estivesse algo relacionada com a densidade dos respectivos obstáculos nocturnos. E para os pássaros estarem tão uniformemente distribuídos numa estrada sem árvores por cima, como me pareceu ver nas reportagens, teriam que ser obstáculos invisíveis ao ser humano durante o dia também. Por outro lado, se foram realmente obstáculos que mataram os pássaros, ficamos com uma ideia muito clara que os pássaros ou sobrevivem muito bem e desaparecem a voar, ou então morrem mesmo (não houve muitos sobreviventes feridos pelo que me parece).. E isto acho estranho, novamente.

    Os pássaros que vi nos telhados, foi engraçado ter reparado que eles estavam nas dobras (em vale) dos telhados e não em qualquer área do telhado.. Estes sítios costumam coleccionar as coisas que escorrem ou rebolam para lá, mais do que as coisas que por acaso batem lá e não no resto do telhado. Eu acho que os pássaros foram ter ao telhado vindos de cima, e não na horizontal.

    Mas agora outra coisa: como é que há quem diga “it happened just before midnight”, e também diga que “o fogo-de-artifício é uma possibilidade” ? A passagem de ano não costuma ser assim, tipo, à meia-noite?

    Nós, do lado de cá da TV, só temos as imagens e as informações que eles nos dão, para conseguir decifrar alguma coisa.. Portanto, o que eu digo baseia-se só num sub conjunto do que aconteceu. Claramente não posso ter certezas sobre nada, mas enquanto este tipo de incongruências se mantiver na informação, eu vou sempre torcer o nariz ao que é dito.

  16. Eles querem incriminar o “Sistema” com acusações totalmente sem nexo, deixa o bendito Sistema em paz, coitado dele rsrsrs

    • Conceição Monteiro on 05/01/2011 at 01:51
    • Responder

    Independentemente do que digam, eu acho que foi uma das experiências de “Flashfoward”.
    Aposto que os americanos desmaiaram todos, na passagem de ano, durante 2 minutos e 17 segundos. Tem é, vergonha de disser, pensam que foi do champagne.
    É verdade…… o Carlos não mora nos EUA?
    Vá…. confessa-te… 😛

  17. Eu lia a notícia hoje na internet. E no horário que li ainda não se sabia a causa mas, quando mencionaram teorias conspiratórias, foi exatamente com um viés cômico. Logo em seguida deram as razões mais lógicas, eliminando de pronto a possibilidade de envenenamento.
    É uma pena que, até mesmo quando festejamos, causemos danos a natureza. 🙁

  18. De facto, mas para essa gente o ataque cardíaco foi devido ao HAARP que lançou uma radiação K para matar os animais como forma de teste. Os próximos seremos nós! uuuuhhhhh que medinho!

    Haverá sempre desgraças, sempre seremos todos mortos. Mas nunca acontece nada.

  19. LOLL adorei a última frase!!! 😛

    Realmente, vi esta história na TV por aqui, dezenas de vezes… sobretudo na CNN !!!

    E apesar dos cientistas (nesse caso, veterinários) terem logo dito que tinha sido devido ao fim de ano… as teorias que mais se ouviam na TV eram dos pseudos: o final dos tempos como vem na Bíblia, a invasão dos extraterrestres, arma secreta do governo, etc…

    enfim…

    já fizeram as autópsias às aves, e os veterinários tinham razão desde o início: foi ataque de coração devido aos foguetes de fim-de-ano.

Responder a Dário S. Cardina Codinha Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.