Kepler Descobre Primeiro Planeta “Terrestre”

Foi anunciada hoje a descoberta do primeiro planeta do tipo terrestre por parte da missão Kepler. Designado de Kepler-10b, o planeta orbita a sua estrela hospedeira em pouco mais de 20 horas, a uma distância inferior a um vinte avos (1/20) a de Mercúrio ao Sol. Um local pouco apetecível para dizer o mínimo. O raio do planeta é de apenas 1.4 vezes o da Terra e a sua massa, estimada pela variação da velocidade da estrela usando o espectrógrafo HIRES num dos telescópios Keck, é de 4.6 vezes a da Terra. A estrela hospedeira, é uma estrela de tipo espectral G, com 0.9 vezes a massa do Sol e ligeiramente mais fria, situada a uma distância de aproximadamente 560 anos-luz. A análise dos dados obtidos com o Kepler permitiu detectar um sinal que poderá ser devido a um segundo planeta no sistema, numa órbita de 45 dias em torno da estrela e com uma massa aproximada de 20 vezes a da Terra. Este planeta necessita de mais observações para ser confirmado e ter a sua órbita refinada.

A descoberta foi anunciada na conferência da American Astronomical Society (AAS) a decorrer em Seattle, Estados Unidos. Podem ver a notícia no sítio da missão Kepler aqui e mais informação sobre o sistema aqui.

8 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Olá Sérgio,

    tens toda a razão. Estava tão entusiasmado a escrever sobre “o raio do planeta” 😉 que me enganei. De facto o sinal foi detectado inicialmente pelo Kepler. Esta descoberta é mesmo muito importante especialmente quando comparada com a do Corot-7b. Apesar das respectivas estrelas hospedeiras terem magnitudes aparentes muito semelhantes, a determinação precisa dos parâmetros do Corot-7b é extremamente difícil. Isto deve-se à juventude da sua estrela hospedeira, cuja elevada actividade magnética provoca variações no espectro que tornam o seguimento pela técnica da velocidade radial muito complicada. A estrela hospedeira do Kepler-10b é muito evoluída segundo a análise astrosismológica das curvas de luz do Kepler, com pouca actividade magnética e com um espectro muito estável.

    Ab.

    Luís

  2. space.com…

    Um texto interessante, em inglês, sobre como os astrónomos sabem que o planeta é rochoso:
    http://www.space.com/10599-kepler10b-alien-planet-rocky.html

  3. Excelentes notícias!
    Está mesmo para breve a descoberta de um planeta com características semelhantes à Terra. Só não partilho do mesmo optimismo do Carlos. Eu daria mais um ano ou dois, mas desejo sinceramente que o Carlos tenha razão. 🙂

    Caro Luís,

    Só uma pequena correcção. Segundo o que entendi no draft do paper (http://kepler.nasa.gov/files/mws/Batalha_N_Kepler-10b.pdf), o segundo objecto emergiu dos dados do Kepler. A confirmação deverá ser feita (essa sim) pela detecção pelo método da velocidade radial.

    Um abraço
    😀

  4. nasa.govbbc.co.ukpublico.pt…

    Bem, estive a ler os artigos quer na NASA quer na BBC quer no Público, e esta é uma descoberta fantástica:
    http://www.nasa.gov/topics/universe/features/rocky_planet.html
    http://www.bbc.co.uk/news/science-environment-12158028
    http://news.discovery.com/space/rocky-earth-like-exoplanet-110110.html
    http://www.publico.pt/Ciências/o-exoplaneta-rochoso-e-quente-kepler-10b_1474648

    É o exoplaneta mais pequeno de sempre, e o primeiro com toda a certeza que é rochoso!!
    😀

    Mais uma “milestone” completada!
    Fantástico!
    😀

  5. LOLLLLLLLLLLLLLLL Sérgio 😛

  6. Não tem nada a ver, mas gosto da expressão “o raio do planeta”

  7. Falta agora uma Terra numa zona habitável! 🙂

  8. Excelente!!! 🙂

    Eu previ isso: que a missão Kepler irá descobrir um planeta como a Terra:
    http://www.astropt.org/2010/12/31/previsoes-para-2011/
    😀

    Mas estou a pensar em Fevereiro de 2011:
    http://kepler.nasa.gov/news/nasakeplernews/index.cfm?FuseAction=ShowNews&NewsID=81

  1. […] KOI-172.02, Alfa Centauri, Quinteto, Mais 10 + 18 + 50. HD 132563. HD 85512b, HD 10180, HD 40307g, Kepler-10b, Kepler-11, Kepler-16b (Tatooine), Kepler-20e e 20f, Kepler-22b. Kepler-62, Kepler-69. Diamante. 55 […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.