Asteróide irá acabar com a vida na Terra em 2019 ?

Lembram-se das notícias sobre o asteróide de ouro que iria bater na Terra em 2021? Leiam aqui.
Afinal, todas as informações dadas nessa “notícia” eram mentira.

Mas é óbvio que os pseudos, profetas da desgraça, têm muitas mais mentiras para inventar.
Afinal, têm que olhar pela vida depois de 2012. Têm que continuar a vender livros cheios de mentiras a crentes acéfalos que vão acreditar nas mentiras deles.

Daí que decidem inventar mais histórias mentirosas.

Esta história está a ser divulgada em diferentes fóruns e websites. Até já existe um website oficial!

A mentira:
– o asteróide não foi descoberto por um “abservatório”, mas sim pelos telescópios conhecidos como Ground-based Electro-Optical Deep Space Surveillance (GEODSS).
– não foi descoberto a partir da Cidade do México, no México, mas sim a partir da cidade de Socorro, no Novo México, EUA.
– o Don Yeomans não disse nada disso.
– o asteróide não irá bater na Terra em 2019.
– daí que os governos não começaram a unir forças, porque não existe essa ameaça deste asteróide.
– se toda a vida vegetal se extinguisse em 4 semanas, não faz qualquer sentido que 5 mil milhões de pessoas sobrevivessem! Existem vários outros erros do mesmo género no texto.
– a citação final, religiosa, é bem metida, porque realmente só acredita nestas parvoíces quem é demasiado crente para procurar as informações correctas.

yeomans

A verdade:
– Don Yeomans (na imagem) é um cientista da NASA que está atento a todas as órbitas de asteróides, incluindo aqueles que possam ser potencialmente perigosos para a vida na Terra, como podem ler aqui.
– existe um asteróide chamado 2002 NT7.
– foi descoberto a 9 de Julho de 2002.
– foi descoberto por cientistas. Refiro isto para se perceber que quem faz as descobertas, quem nos transmite os dados correctos, quem nos faz evoluir no conhecimento são os cientistas. Já os pseudos nunca fizeram nada de positivo pela humanidade.
– o asteróide tem 2,6 kms de diâmetro.
– cálculos iniciais, preliminares, permitiram perceber que o asteróide irá passar próximo da Terra perto da data de 1 de Fevereiro de 2019.
– no início, quando se descobriu, ficou com 1 na escala de Torino: ou seja, em princípio não irá bater na Terra, mas são sempre necessárias mais observações para o provar.
– as observações foram feitas e passou a ser 0 na escala de Torino: ou seja, não há qualquer hipótese dele bater na Terra em 2019. A Terra irá estar bastante distante nessa altura. Já se sabe isto desde 2002!
– note-se que qualquer asteróide pode passar perto ou mesmo sobre a órbita da Terra, mas nessa altura em que o asteróide está a passar sobre a órbita da Terra, a Terra pode estar numa zona completamente diferente da sua órbita.
– o mesmo asteróide irá passar por aqui a 1 de Fevereiro de 2060. Neste momento, ainda não se pode dar absoluta certeza que ele não irá bater. É muito pouco provável que bata, mas ainda não se pode colocar completamente de lado essa hipótese. São precisas mais observações da sua órbita. E sobretudo, é preciso esperar por 2019, e perceber as mudanças na sua órbita que irá sofrer nessa altura. Só em 2019 se poderá colocar de parte a hipótese de bater em 2060.

P.S.: entretanto, novos cálculos da sua órbita permitiram concluir que ele irá passar a mais de 50 milhões de quilómetros da Terra a 13 de Janeiro de 2019.

398 comentários

2 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. No artigo você fala das mentiras contidas no vídeo “2019 Será o Fim?” … E sobre o Website Oficial? Quais são as mentiras ditas no texto:

    An Asteroid Could Devastate Earth
    By Dr David Whitehouse
    BBC News Online science editor

    http://www.february12019.com/

    1. Esse não é o “website oficial”.
      Website oficial é o da NASA, dos NEOs, que são os astrónomos que observam esses objectos.

      Quanto ao texto que refere, é este:
      http://news.bbc.co.uk/2/hi/sci/tech/2147879.stm
      Como se percebe, este texto diz a verdade, este é o texto original, e prova que o vídeo do youtube só disse mentiras.
      Como percebe, é um texto de há mais de 10 anos atrás, quando o objecto foi descoberto. Desde aí, como o próprio texto diz, muitas mais observações da órbita seriam feitas, e muito provavelmente deixaria de ser minimamente perigoso (o que acabou por acontecer, como acontece em quase 100% deste tipo de casos).

      abraços

    • Savino Nelson Dassié on 14/11/2013 at 11:49
    • Responder

    Uma coisa é certa: Pode-se dizer que havia uma mentalidade ANTES, e outra, DEPOIS do episódio de Chelyabinsky, reportado em 15/02/2013. Aguardava-se a passagem do 2012 da14 a 27000km da superfície quando algumas horas antes, e de surprêsa, outro objeto, com 17m nos atingiu. As primeiras notícias foram desencontradas. Falou-se em meteoro com 1 m, depois de 30 a 40 ton, e por último, após medições indiretas, baseadas nos efeitos, em 10 000 ton. e energia liberada de 500ktons! Hoje sabe-se que impactos como esse, menores, foram mais comuns do que se imaginava.

  2. Numa matéria da bbc Brasil “Asteroide não vai bater na Terra em 2019” segue o link:

    http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2002/020729_asteroideaf.shtml

    Ao término da matéria quando falam sobre sensacionalismo, citam uma opinião de Benny Peiser, da Universidade John Moore de Liverpool, na Inglaterra, dizendo que não há motivo para celebração.

    “Seria prudente avisar que futuras observações podem resultar em novas datas de colisão”

    O que ele quis dizer com isto?

    1. Daniel ou Rodrigo (umas vezes utiliza um nome, outras vezes utiliza outro),

      O que ele quis dizer é que não se tem dados para afirmar actualmente que ele vá ou não bater no ano 3478, por exemplo.

  3. Porque na opinião de Benny Peiser, da Universidade John Moore de Liverpool, na Inglaterra diz que não há motivo para celebrações, no que diz respeito a não colisão em 2019.

    Dizendo:“Seria prudente avisar que futuras observações podem resultar em novas datas de colisão”.

    Você entendeu??? O que ele quis dizer??

    abraço

  4. so nao entendo 1 coisa, se esse meteoro fosse bater na terra nos não poderiamos destruir ele com as nossas bombas atomicas antes de ele chegar?

    1. Esse seria o pior método.
      http://www.astropt.org/2011/11/11/formas-de-desviar-asteroides/

  5. pra onde voce acha que nos vamos quando morremos? vc ja pensou nisso?

  6. Segundo um artigo que li asteroides com diâmetro de 1 km atingem a Terra a cada 500.000 anos em média, e nossa capacidade de defesa nem esta inclusa nesta estatística. E como ja foi dito aqui, as chances de colisão deste asteróide é 0. Feliz 2020!!! rsrsrsrs…

    • Isabella Fernanda on 01/10/2013 at 02:17
    • Responder

    Mas ele vai mesmo bater em 2060?

    1. Leu o final do texto?

      “o mesmo asteróide irá passar por aqui a 1 de Fevereiro de 2060. Neste momento, ainda não se pode dar absoluta certeza que ele não irá bater. É muito pouco provável que bata, mas ainda não se pode colocar completamente de lado essa hipótese. São precisas mais observações da sua órbita. E sobretudo, é preciso esperar por 2019, e perceber as mudanças na sua órbita que irá sofrer nessa altura. Só em 2019 se poderá colocar de parte a hipótese de bater em 2060.”

  7. Eu acho pouco provável, uma colisão do Asteroide 2002 NT7, com o planeta Terra mesmo que ele esteja em rota de colisão. Pois a uma probabilidade muito grande deste Asteroide cair na Terra, que envolve velocidade do asteroide e sua órbita que é muito extensa, e tambem com o movimento da Terra em sua órbita, que gira em torno do sol, as chances de colidir é muito remota, acredito que quase que impossivel. o universo e o nosso sistema solar, é muito imprevisivel, pois este corpo celeste, pode ser desviado por outro corpo e até mesmo ser destruido, tudo pode acontecer ao longo desta jornada.

    1. As probabilidades podem ser pequenas para este mas, mais tarde ou mais cedo, algum grande irá bater na Terra.
      Basta olhar para a história do planeta para se ver que a colisão com asteroides grandes é uma coisa vulgar.
      Quanto a este (ou outro qualquer) em particular, de nada serve formular desejos ou avançar com palpites. O que conta é a realidade e a previsão das órbitas feita por especialistas. Se vivêssemos de bitaites, não valia a pena estudar física e astronomia.

    • Guilherme Cestari on 27/09/2013 at 18:22
    • Responder

    é mais essa noticia saiu ate na BBC dizendo que esse asteroide 2002 NT7 podera atingi aterra em 2019 . e tabem tudo tem um fim ,tudo tem um começo, tem o mei,o e o fim.

  8. Cara muito obrigado por este post por que tipo em todos os sites que eu via disse que ia bater esse asteroide ai eu me preocupei bastante cara muito obrigado por este post agora fiquei muito mais tranquilo.

    • marcelo juniir on 02/09/2013 at 05:25
    • Responder

    Eu tava mais iu menis sabejdo sobre o apophis nas e o 2011ag5?

    1. Marcelo,

      Não vai agora perguntar um a um, pois não?

      Se quiser saber informações sobre determinado asteróide, basta procurar aqui.

      Nesse caso, uma simples procura mostra estes 2 artigos:
      http://www.astropt.org/2012/02/29/enorme-asteroide-a-caminho-da-terra/
      http://www.astropt.org/2012/12/23/asteroide-2011-ag5-nasa-elimina-risco-de-impacto-para-2040/

      abraços

    • marcelo juniir on 02/09/2013 at 05:09
    • Responder

    Entao carlos so e um poco mais complicado seria Postal l falar sem ser pelo site are mos se for pelo face e melhor

    1. Marcelo, eu não irei falar pelo face, como deveria compreender.

    • marcelo juniir on 02/09/2013 at 04:40
    • Responder

    Carlos os cienttistas da nasa descobriram dois nss novos asteroide o apophis qye para os egipicios era um demonio do mal um falso deus do mal oque sabemos hoje que existem estes dois asteroides que mesmou ma pequena chance se o apophis que ira passar proximo a terra mudar mesmo que um pouco a arbita da terra as chances de um impacto segundo a nasa seria significativa pois a terra entraria em ritade colisao em 2040 se eu nao estiver engánado em 4 de fevereiro de 2040 se algumas das minhas informaçoes estiver errada voubprocurar me informar mais mas gostaria muito de conversar com vc meu face e marcelo junior eu tenho uma teoria bem interesante sobre como e o que fazer numa c8tuaçao como esta olha eu vou te procurar no face viu te add o meu face é marcelo junior eu sou de recife. Um abraço irmão espero que possamos conversar pois o que eu quero saber e o teu tenho a dizer sobre isso pode ser do seu interece ou ate mesmo para a nasa

  9. carlos oliveira pq vcs não botão um bomba no asteroide ser eu falei alguma coisa errada me descupe eu tenho sor 11 anos

  10. na verdade não e a terra que se acaba e sim nos mas se algum dia a terra se acabara pode deixar que em outro planeta nossa vida vai mudar sempre cada planeta que se acabara a célula vai tará em cada uma da quelas pedras sempre vai ter uma célula a mais que vai se desenvolver em outro em outro planeta e nada mais e nada menos que nos somos um tipos de bactéria que não morre e morrer pode ser o fim da humanidade mas pode se restabelecer e pode levar a milhares e bilhões de anos para se formar e só uma questão de tem para que isso aconteça nos nunca morreremos

  11. Cara eu nao manjo muito de astronomia, na vdd so fiquei curioso com esse papo ai de asteroide mas, como ele poderia voltar a passar perto da terra daqui a 5 decadas ? Tipo esse asteroide fica dando voltas em volta do sol igual a terra ?

    1. Sim, numa órbita mais elíptica.

  12. Fico surpreendido com a capacidade do ser humano em inventar ou criar situações que no minimo foram tirados de sites que postam mentiras ou de mal interpretação. Sou evangélico e não descrimino nem ateus nem adeptos a outras religiões, apenas acho que o apocalipse bíblico é verdade e vai nos surpreender, afinal as coisas acontecem sem que o homem saiba, e ele faz de tudo pra mudar e muitas vezes conseguem. Acho muita falta de respeito esse vídeo de mentiras e ainda mais colocando o nome de Deus.
    Carlos Oliveira adoro seu site e super apoio seu trabalho 🙂
    Obrigado.

  13. Boa noite!

    “Sim. Daqui por 5 mil milhões de anos. Se bem que daqui por 2 mil milhões de anos já não poderá haver vida à superfície.”

    O que acontecerá na Terra nesse período?
    E quando falam mil milhões, são dois mil ou dois milhões?

    As tempestades solares e reversão dos pólos magnéticos da Terra, o campo magnético ficando fraco (Se ficar mesmo), podem nos prejudicar de alguma forma?

    Obrigada

    1. mil milhões = 1.000.000.000

      Quanto à reversão dos pólos:
      http://www.astropt.org/2011/12/06/campo-magnetico-da-terra-reversao-dos-polos/

    • carlos oliveira on 06/05/2013 at 22:46
    • Responder

    Até lá penso que a ciência irá descobrir alguns raios,lazer,gama,alfa etc,que transformará esse asteróide em poeira micróscopia,que por sua vez entrará em ebulição ao cruzar a atmosfera terrrestre.teremos apenas uma grande fogueira no ar.

  14. Se o sol realmente um dia irá morrer , em marte será que dar para os humanos viverem lá ?

    1. Marte ficará um pouco mais quente… mas não tem uma atmosfera como a nossa.

      abraços

  15. E aquele meteoro q caiu na Rússia tem a ver com esse meteoro de 2019?

    1. Olá Lucas,

      Não têm qualquer relação. 2002 NT7 está, neste momento, muito distante da Terra.

    • Alberto Roberto on 17/02/2013 at 23:54
    • Responder

    acho que não da para afirmar com absoluta certeza que ele não irá cair aqui em 2019, pois ele pode sofrer uma nova interferência gravitacional na sua trajetória que é bem longa por sinal!!

    • Marcelo Maestro on 17/02/2013 at 07:14
    • Responder

    Parabéns pelo conteudo postado e gostaria de saber duas coisas?? A primeira é :
    Quando esses corpos celestes enormes passam por perto da Terra ,mesmo que não se choquem ,eles não poderiam influenciar em alguma catastrofe no planeta somente pela força gravitacional como a lua por exemplo que influencia nas marés??
    2 , Estes telescopios potentes conseguem estudar de fato o corpo de um asteroide corretamente para tentar destruir de alguma maneira ? Pergunto isso por que não sabemos corretamente a densidade do corpo celeste ,então podemos esfarelar ele ,como também apenas influenciar em sua rota e nem se quer partir em pedaços ,ou mesmo acabar transformando em vários asteróides e ainda deixar que oferecam perigo a nós. Desculpe pela minha falta de informação e desde já agradeço .
    Abraço e Parabéns pelo trabalho
    Marcelo

    1. Olá Marcelo,

      Não tem que se desculpar. Está a fazer o mais correcto, que é perguntar. 😉
      1 – A massa destes asteróides corresponde a uma ínfima fracção da massa da Lua, pelo que mesmo quando passam a tão curta distância da Terra, a sua atracção gravitacional não tem qualquer influência mensurável no nosso planeta.
      2 – Sim. A análise espectral destes objectos pode dar uma ideia aproximada da sua composição. No entanto, se uma colisão estiver eminente, é preferível desviar o asteróide em vez de o destruir com, por exemplo, uma explosão nuclear ao jeito do Bruce Willis. O problema está exactamente naquilo que o Marcelo escreve no seu comentário. Uma explosão conduziria sempre à formação de vários fragmentos com tamanho suficiente para, mesmo assim, provocarem estragos . Tem aqui alguns métodos que poderiam ser usados para desviar asteróides: http://www.astropt.org/2011/11/11/formas-de-desviar-asteroides/.

  16. Pq em cinco milhoes de anos o sol ira aumentar e ira morrer?
    Naum liguem pra mim eu gosto de fazer muitas perguntas

    1. Porque as estrelas nascem, desenvolvem-se, e morrem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.