Google+

«

»

Mar 08

Nebulosa em V

V nebulosa

Esta é a nebulosa Westbrook, que se parece com um V.
Esta é uma nebulosa protoplanetária, em que a a estrela que está a morrer, está a expelir nuvens de gases tóxicos (para os humanos), como monóxido de carbono e cianeto de hidrogénio.

Leiam em inglês, aqui, aqui, e aqui.

Acerca do autor(a)

Carlos Oliveira

Carlos F. Oliveira é astrónomo e educador científico.
Licenciatura em Gestão de Empresas.
Licenciatura em Astronomia, Ficção Científica e Comunicação Científica.
Doutoramento em Educação Científica com especialização em Astrobiologia, na Universidade do Texas.
Criou e leccionou durante vários anos um inovador curso de Astrobiologia na Universidade do Texas.
Foi Research Affiliate-Fellow em Astrobiology Education na Universidade do Texas em Austin, EUA.
Trabalhou no Maryland Science Center, EUA, e no Astronomy Outreach Project, UK, recebeu dois prémios da ESA, e realizou várias palestras e entrevistas nos media.

4 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Sérgio Paulino

    Carlos,

    Nebulosa protoplanetária? Não será nebulosa planetária?
    😀

  2. Carlos Oliveira

    Sérgio,

    Eu também achei MUITO ESTRANHO.

    Inclusivé, depois de publicar, fui outra vez ler os links…

    Universe Today:
    “Looking oddly reminiscent of the “V” depicted in the logo for the sci-fi television series “V,” this has to be one of the strangest objects in space. It’s the Westbrook Nebula — also known as PK166-06, CRL 618 and AFGL 618 — and is a protoplanetary nebula.”

    Space Telescope:
    “The Westbrook Nebula — also known as PK166-06, CRL 618 and AFGL 618 — is a protoplanetary nebula, an opaque, dark and relatively short-lived cloud of gas that is ejected by a star as it runs out of nuclear fuel.”

    “Observations with the NASA/ESA Hubble Space Telescope show a previously unknown richness of detail in the intriguing proto-planetary nebula CRL 618. CRL 618 is a superb example of the transition taking place in the later stages of the life of a star like the Sun after it has lost most of its mass and before it emerges as a fully-fledged butterfly-like planetary nebula. CRL 618 is evolving so rapidly that we can literally watch through Hubble’s eyes the hatching of one of these heavenly butterflies from its dusty cocoon. This snapshot of cosmic evolution provides important clues for current theories of the origin and evolution of planetary nebulae.”

    Ou seja, tal como as nebulosas planetárias (que não têm nada a ver com planetas, mas são uma das fases finais das estrelas pouco massivas como o Sol), também estas nebulosas protoplanetárias não têm nada a ver com planetas mas sim a fase inicial, antes de se tornar nebulosa planetária.

    http://en.wikipedia.org/wiki/Planetary_nebula
    http://en.wikipedia.org/wiki/Protoplanetary_nebula
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Protonebulosa_planet%C3%A1ria

  3. Sérgio Paulino

    Ah. Entendi.
    😀

    OK. Se nebulosa planetária já gerava confusão, então nebulosa protoplanetária torna tudo ainda pior.

  4. Carlos Oliveira

    Pois… concordo!!! 😀

    Eu acho que fazem isto de propósito para confundir os alunos de astronomia… ehehehehe 😛

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>