«

»

Abr 06

Boriska, o extraterrestre

Bookmark and Share

Lembram-se do nosso post sobre Jacob Barnett, um verdadeiro prodígio? Leiam aqui.

E lembram-se dos nossos posts e comentários sobre as ideias fantásticas pseudo-religiosas, de um certo visitante que veio só dizer disparates? Leiam aqui e aqui.
Os comentários foram posteriormente vedados, como eu disse nos comentários, porque o homem continuava no seu dogmatismo de crenças religiosas, rejeitando tudo o que é conhecimento. Ou seja, foi-lhe dito sempre a verdade.
Já ele, diz que não é religioso mas está sempre a falar da Bíblia misturando-a com crenças New Age do fanatismo religioso anti-ciência, usa a ciência enquanto a rejeita, diz que questiona as coisas mas tem uma crença cega e fundamentalista em tudo o que seja disparate pseudo, diz que só quer paz com todos mas anda a promover guerras nos blogs dele, e diz que nos blogs dele aprova todos os comentários mas já não aprovou alguns.
Ou seja, é um puro pseudo, que alia a ignorância às mentiras e a uma forte hipocrisia.

Ora no blog dele cheio de mentiras e disparates devido à falta de neurónios, vi duas notícias sobre Boriska, supostamente uma criança que sabe mais de astronomia que toda a gente, porque é uma “criança das estrelas” – uma ideia que combina os filmes da Guerra das Estrelas, com as seitas religiosas da Cientologia e das Portas do Céu.

Supostamente, esta é a história:

———————————————–

“Em 11 de Janeiro de 1996, uma criança incomum nasceu na cidade de Volzhsky, na região de Volgograd, Rússia. Sua mãe, Nadezhda Kipriyanovich, descreve o trabalho de parto: “Foi muito rápido e não senti nenhuma dor. Quando me mostraram o bebê, ele me olhava fixamente com seus grandes olhos castanhos. Como médica, eu sei que não é habitual entre naciturnos esse olhar concentrado. Exceto esse fato ele parecia um bebê normal”. (não sentiu dôr, por isso o rapaz só pode ser especial! E os bebés não se concentram na cara das pessoas por vezes? Enfim…)
Quando saiu da maternidade, de volta ao lar, Nadezhda começou a perceber que o menino, chamado Boris, tinha um comportamento singular: raramente chorava e nunca solicitava qualquer alimento. (uns choram mais e outros menos. E, claro, uma característica típica pseudo que é dizerem que vive de ar e vento, como este)
“Quando Boriska nasceu, notei que com 15 dias de idade, ele já levantava a cabeça dele(aprendi que não é “anormal”), relembra Nadezhda. “Sua primeira palavra, “Baba” (avó), ele disse aos quatro meses de idade e, a partir de então, você poderia dizer que ele começou a falar. Ele fez primeira frase dele, com 7 meses, com as palavras: “Eu quero um prego(claro. Todos os miúdos quando falam, é para pedirem pregos, e serem carpinteiros, como o pai de Jesus)
Ele crescia como as outras crianças, mas começou a falar frases inteiras aos oito meses. Com um ano e meio, lia jornais. (curioso que não há qualquer evidência disto… nem disto, nem do resto) Os pais deram a ele um jogo de peças para montar figuras e ele começou a elaborar peças geométricas combinando diferentes partes com precisão. (eu também devo ter vindo de Marte, porque desde miúdo que faço puzzles) “Eu tinha a impressão de que nós éramos como aliens para ele, aliens com os quais ele estava tentando se comunicar” – disse a mãe de Boris ou Boriska, como é chamado pela família.
Boriska começou a desenhar figuras que, à primeira vista, eram abstrações nas quais se misturavam tons de azul e violeta. Quando psicólogos examinaram os desenhos, disseram que o garoto estava, provavelmente, tentando representar a aura das pessoas que via ao seu redor. (estavam indecisos entre a pseudo-aura, ou unicórnios invisíveis que habitam o planeta Neptuno… Se o miúdo desenhasse coisas claras então seria extraterrestre, mas como ele desenhava coisas abstratas como é normal, então os pais levaram-no a psicólogos porque ele era extraterrestre. Ou seja, o que quer que ele fizesse, por mais normal que fosse, isso seria sempre uma prova que ele é extraterrestre. É “unfalsifiable”. Enfim…) Aos três anos, Boris começou a conversar com seus pais sobre o Universo. Ele sabia nomear todos os planetas do Sistema Solar e seus respectivos satélites. (há crianças que memorizam o que os pais lhe dizem! Realmente é incrível! Por outro lado, é mentira que ele nomeasse todos os satélites, mas por aqui já se vê que quem inventou estas mentiras não percebia nada de astronomia) Ele falava também nomes e número de Galáxias. Isso pareceu assustador e a mãe pensou que seu filho estava fantasiando (DUH!!!); por isso, resolveu conferir se aqueles nomes realmente existiam. Consultou livros de astronomia e ficou chocada ao constatar que Boris, de fato, sabia muito sobre aquela ciência. (claro, porque os livros não foram comprados pela mãe, nem estavam em casa para ele ler… ou será que o choque foi de encontrar livros publicados no ano 3000??? enfim…) Os rumores sobre o “menino-astrônomo” espalharam-se rapidamente na cidade. Boriska tornou-se uma celebridade local e as pessoas começaram a visitá-lo para ouvi-lo falar sobre civilizações extraterrestres, sobre a existência de antigas raças humanas cujos indivíduos mediam três metros de altura, sobre o futuro do planeta em função de mudanças climáticas. (já faltavam os extraterrestres e as civilizações antigas. Esta é uma evidência clara de ser tudo uma mentira pseudo) Todos ouviam aquelas coisas com grande interesse embora não acreditassem nas histórias.
Ao mesmo tempo Boriska anunciou que ele costumava viver em Marte, (claro!!!! LOLLL) e que o planeta era habitável, mas que sobreviveu a pior catástrofe de sua história, a perda de sua atmosfera, e agora os poucos habitantes que restam vivem em cidades subterrâneas. (claro, está toda a gente escondida em cavernas subterrâneas onde viveram nos últimos 3 mil milhões de anos!!! enfim…) Naquela época, ele muitas vezes voou para a Terra em missões comerciais e de pesquisa científica. (claro, porque ele até respira ambas as atmosferas perfeitamente. A falta de conhecimento destas pessoas é incrível) Parece que ele era um piloto de uma nave espacial. (Han Solo) Isso foi na época da civilização lemuriana (ahhh foi só nessa época dessa civilização inventada? Já se percebe porque ele não faz agora isso) e ele tinha um amigo lemuriano, que morreu diante dos olhos dele… (curioso ele ter olhos…)
Os pais decidiram batizar o filho, (toda a gente sabe que os Marcianos são Cristãos) cogitando que talvez fosse uma questão espiritual pois acreditavam que havia algo errado com Boris. Mas o fenômeno não cessou: Boriska começou a falar às pessoas sobre seus “pecados”. (afinal, sempre é… porque os pecados são uma ideia Cristã) Um dia, na rua, abordou um rapaz e admoestou-o por usar drogas; falava com certos homens para parar de bater em suas mulheres; prevenia pessoas sobre a iminência de problemas e doenças. (e isto faz dele… extraterrestre!)
O menino sofre com o conhecimento prévio de desastres naturais ou sociais: durante a crise do Beslan, recusou-se a ir à escola enquanto durou o ataque. (não há qualquer evidência disto… nem do resto) Quando perguntaram a ele o que sentia sobre o assunto respondeu que era como se algo queimasse dentro dele. “Eu sabia que o caso todo teria um final terrível” – disse Boriska. (é incrível fácil fazer “previsões” após já sabermos o resultado dos acontecimentos… mas supostamente, este “dom” dele – que todas as pessoas têm – faz dele extraterrestre)
Sobre o futuro do planeta, ele adverte que a Terra passará por duas situações muito perigosas nos anos de 2009 e 2013, com a ocorrência de catástrofes relacionadas à água. (os anos já passaram, nada se passou, mas os fanáticos religiosos continuam a acreditar)
Especialistas do Instituto de Estudos do Magnetismo Terrestre e Ondas de Rádio da Academia Russa de Ciências (Institute of Earth Magnetism and Radio-waves of the Russian Academy of Sciences) fotografaram a aura de Boriska que mostrou-se forte, nítida de modo incomum. (mais uma mentira de que não há quaisquer evidências) O professor Vladislav Lugovenko analisa: “Ele apresenta um espectograma laranja. O que significa que é uma pessoa alegre, positiva, com um intelecto muito poderoso.” (ou seja, tretas pseudo-astrológicas. Se fôr azul, é portista…)

O jornalista paranormal russo, Gennady Belimov, entrevistou o menino sobre sua experiência como habitante de Marte: (ou seja, um crente em mentiras paranormais, entrevistou o miúdo assumindo sempre que ele é extraterrestre)
Belinov – Boriska, você realmente viveu em Marte como dizem as pessoas da vizinhança?
Boriska – Sim, eu vivi, é verdade. Eu tinha 14 ou 15 anos. Os marcianos faziam guerra todo o tempo e eu tinha de participar daquilo. Eu podia viajar no tempo e no espaço, (note-se que ele também viaja no tempo!!!) podia voar em naves espaciais e também pude observar a vida no planeta Terra. As naves marcianas são muito complexas e podem se deslocar pelo Universo.
Belinov – Existe vida em Marte atualmente?
Boriska – Sim, existe, mas o planeta perdeu sua atmosfera há muitos anos atrás como resultado de uma catástrofe global. O povo marciano ainda vive em cidade nos subterrâneos. Eles respiram gás carbônico. (mas é segredo… um segredo que ele sabe… e que só ele sabe… as ideias pseudo são assim: são segredos a que só alguns têm acesso)
Belinov – Qual é a aparência dos marcianos?
Boriska – Eles são muito altos, uma altura média de sete metros. (grandes cavernas!!) Eles possuem capacidades inacreditáveis. Boriska fala de Marte mas também tem lembranças de suas observações sobre Terra naquela existência passada: ele foi testemunha da destruição da lendária civilização da Lemúria, “a maior catástrofe que já aconteceu neste planeta. Um continente gigante foi engolido por terríveis tempestades oceânicas. Eu tinha um amigo lemuriano que morreu na minha frente esmagado por uma rocha. Não pude fazer nada. Nós estamos destinados a nos reencontrar em algum momento desta vida.”
Sobre o Egito, Boriska diz que existe um conhecimento precioso oculto sob uma pirâmide que ainda não foi descoberta: “A vida vai mudar quando a Esfinge for aberta. A Esfinge tem um mecanismo que aciona uma abertura secreta. O mecanismo está atrás da orelha”. (claro. Ainda faltava o Egito!!! E notem o pormenor do “truque de magia por trás da orelha”. E notem outra coisa: ele afirma o maior disparate, mas é incapaz de ir ao Egito e mostrar essa entrada)
Quanto ao aumento de nascimentos de crianças especialmente dotadas, o garoto informa que isto é decorrência do fato de que “chegou a época” propícia para que elas venham à Terra (notem que se fizerem um estudo histórico, todos estes pseudos ao longo dos séculos disseram o mesmo. Sempre. Era sempre na época deles que os “extraterrestres inteligentes nos vinham salvar”) porque o “renascimento do planeta se aproxima… Eles estão nascendo e estarão preparados para ajudar as pessoas… Amar seus inimigos, essa é a Lei.
Você sabe porque o lemurianos pereceram? Porque eles não investiram no desenvolvimento espiritual e mergulharam nas práticas da Magia desconsiderando esta Lei. (notem a relação com a religião, e com as razões para a destruição de Sodoma e Gomorra) “O amor é a verdadeira mágica!”.
Boris encerrou a entrevista dizendo: Kailis!
Belinov – O que você disse?
Boriska – Eu disse Olá. Essa é a língua do meu planeta.” (claro. Então em bebé é que deve ter dito várias palavras na língua do planeta dele) (já agora, além de várias outras pistas em que se percebe que esta foi uma história ridícula para apanhar quem é acéfalo, no fim ficou mais esta pista. Isto é de Star Trek: Kailis, também escrito kay’liss e Kahless, é o nome do salvador/messias Klingon)

—————————————————————

Podem ler mais sobre isto, em inglês, em português, em que supostamente ele continua a falar de extraterrestres, de ser marciano, de civilizações antigas, de não morrer, de outras dimensões, de OVNIs, etc.
Enfim, uma miscelânea de todas as crenças fundamentalistas pseudo que se possam lembrar.

Supostamente ele é considerado uma das “indigo-children”, “crianças indigo”, supostamente uma nova geração de seres humanos dotados de faculdades especiais, com um alto grau de inteligência e surpreendentes conhecimentos sobre o Universo, os Extraterrestres, os Mundos habitados, o passado remoto da Terra, os Mistérios da Antiguidade, e o futuro do Planeta.

Já foram crianças? Já lidaram com crianças?
As crianças acreditam no Pai Natal, têm amigos imaginários, têm uma imaginação extraordinária em que viajam para terras extraordinárias, etc. É normal.
Claro que os adultos com um mínimo de inteligência, percebem que faz tudo parte dos “contos de fadas”, que as crianças acreditam e gostam de contar.

Mas demonstrando que no mundo existe muita gente extremamente ignorante, há quem acredite nos contos de fadas, no Pai Natal, e outros disparates. Continuam com uma mentalidade de criança, que não cresceu, que continuam a acreditar em fantasias. O pior é que tornam essas fantasias em obsessões religiosas, e resolvem disseminar a estupidez pela net.

E no entanto, bastaria a essas pessoas procurar um pouco de conhecimento, para perceber que:
– essa história de Boriska é mentira.
– estão ligados a seitas religiosas de New Age (com auras, cristais, e outras parvoíces).
– esses fanáticos religosos acreditam em profetas que estão na Terra em comunicação com deuses no céu para avisarem a população que vai haver catástrofes (mas sem fazerem nada).
– só dizem disparates sobre supostos extraterrestres.
– há crianças que têm uma imaginação e conhecimento acima da média (por isso é que se diz “média” – uns estão mais acima e outros mais abaixo),
– até os crentes em conspirações, que passam a vida a inventar pseudo-tretas, dizem que esta história do Boriska foi só uma manobra de marketing dos criadores desta mentira de modo a venderem livros e fazerem montes de dinheiro com os crentes nestes disparates.

Acerca do autor(a)

Carlos Oliveira

Carlos F. Oliveira é astrónomo e educador científico.
Licenciatura em Gestão de Empresas.
Licenciatura em Astronomia, Ficção Científica e Comunicação Científica.
Doutoramento em Educação Científica com especialização em Astrobiologia, na Universidade do Texas.
Criou e leccionou durante vários anos um inovador curso de Astrobiologia na Universidade do Texas.
É actualmente Research Affiliate-Fellow em Astrobiology Education na Universidade do Texas em Austin, EUA.
Trabalhou no Maryland Science Center, EUA, e no Astronomy Outreach Project, UK, recebeu dois prémios da ESA, e realizou várias palestras e entrevistas nos media.

30 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Ana Guerreiro Pereira

    E pôr o Boriska a falar com o Jacob? :D

  2. Marco Filipe

    “Os marcianos faziam guerra todo o tempo e eu tinha de participar daquilo. Eu podia viajar no tempo e no espaço”

    Está explicado! É o Doctor Who! :D
    Agora só falta encontrar a TARDIS .

  3. Ana Margarida

    outra vez o stranger in a strange land?? :P :D

  4. Ana Guerreiro Pereira

    Ps – uai, como é q eu fiz a proeza de aparecer como no Facecoico? :D Sorry…atulhada…

    A Ana Margarida do stranger in a strange land sou eu. :)

  5. Mauricio Campos Teixeira

    Gostaria que estas notícias sobre Boriska fossem verdade, porém, ainda não vi nenhum documento, vídeos ou algo que comprove todos estes fatos que falam do garoto.
    Minha filha Natália com 2 anos sabia todas as capitais do Brasil e muitas outras de outros países e nunca achei que ela fosse de outro planeta.
    A única coisa que me dá, realmente certeza, de que algo sobrenatural existe é o fato de já terem acontecido inúmeros fatos comigo e meus familiares que só podem ser explicado como milagres, apesar de não me considerar muito religioso e ser apenas uma pessoa que tem muita Fé em Deus.

  6. Antonio

    A nossa mente deve estar sempre aberta, você deveria abrir a sua, quem se recusa a acreditar sempre, sofre com as descobertas da verdade. Lembre´-se da mensagem, amar e aceitar , aliás ha 500 anos atrás meu amigo pessoas pensavam como você, que além do mar só existia o mar. Obrigado!

    1. Carlos Oliveira

      Antonio,

      Que comentário parvo…

      Já viu que está na net? Já viu que está a escrever em computadores? Já viu que existe um universo digital?
      Sabe quem lhe deu??? Os CIENTISTAS!!!! Porque são os Cientistas que têm a mente aberta, que imaginam coisas espectaculares, e que as criam.

      Pessoas como o Antonio ficam à espera que as coisas lhe caiam do céu… com a mente tão aberta que o cérebro já caiu.

      Há 500 anos atrás, pessoas como EU, foram descobrir novos mundos. Como sempre, são os que têm conhecimento que se fazem ao caminho e dão novos mundos ao mundo.
      Já pessoas como o António, ficaram na margem a acenar a extraterrestres… à espera que eles lhe dessem a resposta.

      Enfim… aceitar parvoíces e vigarices? Nunca!

      Tente ter mais conhecimento, em vez de fazer afirmações absurdas e totalmente falsas.

      1. Anonimo

        Com certeza os cientistas são “MUITO INTELIGENTES”, mas, com todo o respeito, são pouco confiantes. O q devemos fazer, é não acreditar em suas afirmações, pois, sempre q chegam a uma conclusão, aparecem outros para provarem o contrário, como o fato de os dinossauros terem sido extintos por um meteoro… Cara!!!! Essa afirmação durou MTO TEMPO, mas, atualmente, há evidências de que, não foi isso o q realmente aconteceu… E, acreditar nesse tal de Boriska, é realmente, mto difícil, mas, pq não???? E se esse muleque tiver msm um despertar, talvez, espiritual. A ciência não consegue, e acho, q nunca conseguirá, explicar os eventos espirituais, eles tentam, mas no fim, não chegam a uma resposta conclusiva, é demais pra eles. Como eles afirmam q o universo foi gerado de uma explosão (Big-Bang)???? O homem mal chegou a Lua. Somos crianças aprendendo a andar ainda. Concluindo, talvez, esse Boriska, seja parte do plano da New Age (a qual devemos ficar longe), se for, logo saberemos, mas, ainda assim, não devemos desconsiderar a probabilidade de ele fazer parte do plano de Deus… Temos que ter a mente aberta. Vamos ficar espertos com os sinais…
        A única certeza q devemos ter, é que, Jesus Cristo, é a única Verdade e Salvação!!!!!

        Desculpe se, em algum momento, ofendi você, Carlos Oliveira.

      2. Carlos Oliveira

        Não me ofendeu. Mas é triste haver tanta gente que crê em Jesus andar TÃO MAL informada.

        Não são todos… mas são aqueles que se lembram de entrar em locais científicos a falar em Seu nome.

        Enfim…

        A ciência Não erra:
        http://www.astropt.org/2011/08/23/ciencia-nao-erra/

        Os dinossauros morreram devido a um cometa/asteroide:
        http://www.astropt.org/category/extincoes/dinossauros/

        Se o “anónimo” (que nem sequer respeitou o local e “escondeu-se”) não percebe que está na internet devido à ciência e aos cientistas terem chegado a essas respostas… então nada há a fazer por si.

        Se acredita em Deus, deveria saber que Ele lhe deu um cérebro pensante para ter um crescente conhecimento racional. Esse é o papel da ciência: dar-lhe conhecimento racional.

        Quanto ao assunto em causa (Boriska), é uma manobra de marketing baseada em mentiras.
        Tal como as pulseiras quânticas.
        http://www.astropt.org/2011/11/22/pulseiras-do-equilibrio-na-falencia/

        Como vê, ao contrário do que diz, a ciência chega a respostas.
        O “anónimo” tem é medo dessas respostas…

        Por último, admira-me bastante que alguém que se diz crente em Deus e em Jesus, depois siga outras seitas religiosas que nada têm a ver com essas crenças. Mas são os paradoxos normais de quem crê sem saber em quê.

        abraços

    2. Anônimo

      Tentei levar uma discussão amigável com você, mas vejo que não consegui…

      Como ousa colocar a minha fé em questão! Você é um SIMPLES humano… Você diz que tem a mente aberta, mas só acredita naquilo que pode ser provado, se falamos em Deus e em Jesus Cristo, você já começa a ficar confuso e a agredir verbalmente os visitantes, pois, não encontra respostas para os argumentos.

      Você é muito arrogante!!! Não enxerga, e acho que nunca enxergará a verdade. Você usa matérias do próprio site para apoiar suas próprias conclusões, ou seja, só enxerga aquilo que quer ver, esse é o pior cego que existe. Em nenhum momento, eu disse que a CIÊNCIA não explica os fenômenos, eu disse que os CIENTISTAS é que não conseguem, por serem burros. (Você é cientista, não é???)
      Se vai opinar em algum assunto, seja educado e não saia agredindo como se não entendessemos nada do assunto, você, como todos nós, estamos atrás de respostas. Se vai deixar um campo de comentários no site, respeite a opinião de todos os visitantes… E, sinceramente, nunca vi um site tão ruim quanto esse, um site de mentiras. Como alguém, que defende (puxa-saco) tanto os cientistas e a ciência, não esteja atualizado…

      Os dinossauros NÃO morreram devido a um cometa/asteróide:
      http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2011/09/asteroide-suspeito-nao-poderia-ter-causado-extincao-dos-dinossauros.html

      Pesquise melhor, Carlos Oliveira, você, ainda, tem muito o que aprender, tanto em ciência, quanto em respeito ao próximo.

      Ah, já ía me esquecendo, se vou aparecer como anônimo, e não anónimo, como você postou acima (aprenda o português primeiro), é problema muito meu, afinal, o site permite isso, se você se sente ofendido com isso, programasse o site melhor, ou chamasse um PROGRAMADOR mesmo pra fazer isso, pois, se foi você quem o fez, putz….. Tem muito mesmo o que aprender eim…

      Sinto pena de você…

      Que Deus o abençoe!

      PS: Cadê o seu conhecimento racional???? Não o vejo por aí…

      1. Carlos Oliveira

        Anónimo que se esconde COBARDEMENTE atrás de identidades FALSAS com o único objectivo de fazer de TROLL,

        Coloco em causa a sua fé como coloco em causa todas as fé de fundamentalistas religiosos como você que NEGA o conhecimento para seguir cegamente ideologias impróprias.

        Eu sou arrogante? Por ter conhecimento?
        E humilde é você por ser IGNORANTE e entrar em locais de ciência a pensar que é o maior???
        Vá aprender o que é humildade e arrogância, antes de vir falar de fé. O seu lugar no Inferno tá certinho com essas suas atitudes.

        Eu não opino sobre assuntos, eu forneço conhecimento com base nos factos sobre esse assunto.
        Se não sabe as diferenças entre opinião e conhecimento, vá viver para uma caverna e deixe de ser hipócrita utilizando a net (que só existe devido ao CONHECIMENTO dos assuntos e não de meras opiniões).

        Eu não respeito a opinião de quem vem fazer de troll que imagina que a sua ignorância é tão importante como o conhecimento dos outros.

        Essa notícia sobre asteróides prova o quanto você é ignorante.
        O que a notícia diz é que o asteróide causador da morte dos dinossauros foi OUTRO, e não da família que se pensava. É só.

        Isso já foi explicado aqui:
        http://www.astropt.org/2011/09/22/quem-tramou-os-dinossauros/
        Mas para isso você precisa saber LER.

        E claro que uso matérias do meu site. Nós sabemos do que falamos, e muitas vezes investigamos estas matérias. Até vê aqui coisas que eu próprio fiz.
        Já você dá sites generalistas que nada têm a ver com ciência ou cientistas, e que muitas vezes estão errados, porque nada sabem do assunto.
        Quer mesmo comparar fontes? LOLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL

        Sim, você aparece como “anónimo” – é assim que se diz em português de Portugal. É pena que você seja limitado a uma forma de escrever.

        E as pessoas podem aparecer como anónimas sim. Eu posso é não aprovar os comentários. Por RESPEITO aos sítios onde entra, devia apresentar-se. Infelizmente, você é demasiado cobarde para ter respeito por quem quer que seja.

        Prefiro que os ETs me abençoem.

        P.S.: o meu conhecimento racional está aí em cima… cheio de factos e pensamento crítico.

      2. Marco Filipe

        Recapitulando:
        – Os cientistas são burros e por extensão isso implica que o anónimo (é assim que se escreve em Portugal) é que é inteligente;
        – Em cima disto os cientistas, só porque passam a vida a estudar o universo, têm a arrogância de pensar que sabem mais do que o anónimo que se limita a ler páginas da internet. Que desplante! Ainda assim é estranho porque a julgar pelo primeiro ponto, a internet, computadores, electricidade e a linha telefónica que está a utilizar são coisas más, uma vez que foram feitas por burros;
        – Ter a mente aberta NÃO é a capacidade de aceitar novas ideias face a novas evidências, MAS SIM acreditar em todas as parvoíces que nos aparecem à frente mesmo sem provas;
        – O facto de a ciência não saber tudo dá-nos o direito de preencher as lacunas com a história que mais nos agrada. Esperar por provas antes de acreditar em algo é afinal de contas uma coisa de burros.

        Sim senhor, muito bem.

        Só tenho mais isto a acrescentar:
        http://www.youtube.com/watch?v=H9kpTvm6CYA

      3. Carlos Oliveira

        LOLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL Marco :-D

      4. Ana Guerreiro Pereira

        Eu acrescento:

        http://www.youtube.com/watch?v=bBUc_kATGgg

      5. Ricardo Praça

        Caro Carlos você é apenas um humano que acredita em menos um deus do que o anónimo. Esse só não acredita em pouco mais dos 2000 que foram registados em fantasias desde que se inventou a escrita.
        Há 500 anos atrás, o conhecimento científico vinha de uma fonte. A bíblia. Felizmente ocorreu um período chamado Renascentismo que catalisou o pensamento crítico e o método científico. Desde então o que temos verficado é que afinal a Terra era redonda e os humanos andavam a ser enganados por um livro. Existe algo na ciência que é todos os temas estarem abertos para discussão até que haja uma comprovação dos factos e só a partir daí um determinado modelo é aceite. Na bíblia as coisas são assim porque tá lá escrito apesar de ela ter sido escrita por seres humanos sem o minimo de conhecimento das leis da natureza.
        Eu nunca fui ao centro da Terra. Nem quero ir. Sei que ela não é como Júlio Verne disse apesar de ser um livro e muita gente achar que se está num livro é porque é verdade. Os vulcões existem por alguma razão…os terramotos propagam-se por alguma razão…etc etc etc.
        Termino com uma citação de um senhor que já sabia como as coisas funcionavam ainda antes de haver livros montados por imperadores romanos.

        “Is God willing to prevent evil, but not able? Then he is not omnipotent.
        Is he able, but not willing? Then he is malevolent.
        Is he both able and willing? Then whence cometh evil?
        Is he neither able nor willing? Then why call him God?” – Epicurus

        PS: Um abraço ao Dário. É bom rapaz!

  7. Ana Guerreiro Pereira

    LOOOOOOOOL :D Carlos, confessa, és tu quem paga a estes personagens de mente “aberta” para darem emoção aos posts. Confessa, vá!

    LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL

    perdoai-lhes grande FMS, eles não fazem a menor ideia do que dizem…

    perdoai-lhes grande FMS, há mesmo pessoas tão totózinhas neste mundo… amen.

    Abra a sua menteeeeeeeeeee Carloooossssss…. mas cuidado…. não deixe o cérebro escorregar para o chão. Olhe q é um mal muito comum.

  8. Joao

    Carlos!

    Não tanto pelo boriska, com o qual não perderei tempo, nada a dizer está tudo dito.
    Mas sim por vc ,que, percebo a sua euforia, afinal vc é um jovem, não à limites!!!
    Aprenda só o básico, para aceitar-mos os outros temos primeiro que nos aceitar a nós; vc é um paradoxo já se aceitou a si mas ainda não aceitou os outros…….
    Cuidado com fundamentalismos exacerbados.
    Mas vc é jovem e inteligente.
    Acredito que vai aprender.

    Aquele abraço

    1. Carlos Oliveira

      Da minha parte, não houve euforias, fundamentalismos, ou exacerbamentos.

      Eu aceito toda a gente que vem para aprender.
      Quem vem para fazer afirmações absurdas, então o astroPT não é para eles nem eu os estou para aturar.

      Isto não é paradoxal. Pelo contrário. É uma atitude bastante objectiva, e que já foi explicada em vários sítios pelo blog.

  9. Dante

    Na minha humilde opinião, eu acho que você Carlos, é excruciantemente arrogante.

    “Afirmações absurdas” são opiniões dos diversos que visitam seu blog. Estando eles errado ou certos (no seu ponto de vista) não significa que tem o direito de “humilhá-los”.

    Eu acredito sim no Boriska. Creio que há muitas coisas ainda que o homem não sabe explicar, seria ignorância dizer que sabemos e conhecemos tudo de dentro e fora do planeta, e que todo o resto está errado.

    1. Ana Guerreiro Pereira

      Por favor, isto é um site onde se divulga ciência e conhecimento, não parvoíces e fraudes.

      Acredite no que quiser, mas tenha em atenção que a Natureza não está interessada nas suas crenças. Nunca será democrática.

      E ninguém humilha ninguém. Humilham-se sozinhos ao aparecer perante quem tem mais conhecimento especifico e transversal com uma atitude ignorante e arrogante. “Excruciantemente” ignorante.

    2. Carlos Oliveira

      Na minha humilde opinião, eu acho que você Dante, é excruciantemente arrogante e parvo.

      “Afirmações absurdas” são as que você faz.

      Ninguém é humilhado, mas as suas afirmações são avaliadas.

      Se você acredita no Boriska, ou Corista, ou no Manipulista, o problema é seu.
      As suas crenças, as minhas crenças, ou as crenças de quem quer que seja, são totalmente irrelevantes em face das evidências e da verdade.

      Mas você é demasiado ARROGANTE para entender que há pessoas que sabem mais que você, e para sequer pôr em causa as suas crenças – imagina que são as suas crenças que têm razão, estando acima do conhecimento de todos os outros.
      Isso sim é a sua Arrogância.

      Ninguém lhe disse que o Homem já sabe explicar tudo. Isso é uma falácia de Apelo à Ignorância.

      Como o Homem não sabe tudo, quer dizer que o Pai Natal existe? E unicórnios invisíveis voadores também? É esse o seu argumento para acreditar no Boriska? Que se não sabemos tudo é porque é tudo possível? Se acha que sim, faça a experiência do Dawkins e atire-se do topo de um edifício de 20 andares. E ACREDITE no Borista, no Maniska, e no Corista…. e depois quando se estatelar cá em baixo falamos… aí vemos se são as suas crenças ou a Gravidade que têm razão.

      Enfim…

      Se o Dante gosta de ser enganado e manipulado, o problema é seu.
      Aqui só lhe dizemos a verdade. Se não gosta da verdade, sugiro um psicanalista.

  10. José Inacio

    Não acuso nem defendo. O que me desnorteia é como alguém com o seu currículo, perde tanto tempo dissecando o comentário de outro blogueiro, com anotações tão infantilóides. Se a sua sapiência é real, quanto desperdício! :(

    1. Carlos Oliveira

      Eu acuso e defendo. A verdade acima de tudo.

      O tempo em que os cientistas eram uns totos ke se calavam… deu no mundo de hoje em que as mentiras da pseudociência proliferam.

      Eu nao gosto de vigarizar nem de ver outros a vigarizar com as suas crenças… se considera isso um desperdício de tempo ou uma infantilidade, parece-me que será um problema seu e não meu.

      abraço

      1. guilherme

        Concordo com o colega Jose. Simplesmente publique o texto e faça sua observação ao fim dele, ou simplesmente deixe que os leitores absorvam a informação e resolvam por si mesmos o que fazer com o que é adquirido e assimilado, independente do que é publicado neste blog.
        É verdade que há muita proliferação de mentiras por todos os segmentos cientificos, e isso durante toda a historia, afinal a verdade só é cultivada no momento que convem para aqueles que alimentam a desinformação, obscuridade e misticismo.
        Contudo, a ciencia se justifica por si mesma, pela sua propria finalidade, não é preciso que ninguem a defenda, pois ela mesma se coloca a prova e se “desmente” com o tempo, pois nossos fundamentos ainda são muitos rasos, então aonde esta a verdade?
        Eu tambem defendo a verdade, porem ainda não a encontrei!
        De qualquer forma parabens pelo blog, as vezes dou uma escapada dos meus textos de filosofia para interesses pessoais como certos assuntos tratados aqui neste espaço. Fica apenas a observação que comentarios em meio ao texto atrapalha o desenvolvimento, justamente porque o discernimento e o juizo de valor do sujeito pode e deve ser diferente do autor da publicação ou do dono do espaço, senão não há razão para o debate sadio.
        Minha opinião!
        Abraço

      2. Carlos Oliveira

        O Guilherme encontra a verdade todos os dias… na ciência.
        Por isso é que anda agarrado ao chão (gravidade) e usa computadores.
        Porque a verdade é a científica e toda a gente que lê o blog já a encontrou.

        abraços

  11. MARCELO ZANFRILI

    PRIMEIRAMENTE PARABENIZO CARLOS OLIVEIRA PELAS OPINIÕES SENSATAS E COERENTES.

    A CIÊNCIA BASEIA-SE EM FATOS CONCRETOS, E SOMENTE ATRAVÉS DESTES FATOS CONSEGUE-SE PROVAR ALGO E CHEGAR A VERDADE…

    ESTE GAROTO CHAMADO BORISKA, COM SUA IMENSA IMAGINAÇÃO FALA O QUE MUITA GENTE GOSTARIA QUE FOSSE VERDADE, MAS NÃO CONSEGUE FUNDAMENTAR E PROVAR NADA. A VERDADE É QUE A CIÊNCIA É A GRANDE ESTRELA DO MUNDO REAL, SEM A QUAL NÃO PODERÍAMOS NEM AO MENOS ESTAR TROCANDO OPINIÕES NESTE BLOG.

    QUANTO AO SR. ANÔNIMO TENHO A DIZER QUE A CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988, EM SEU ARTIGO 5°, INCISO IV DIZ:

    CF/88 ART.5°,IV – É LIVRE A MANIFESTAÇÃO DO PENSAMENTO, SENDO VEDADO O ANONIMATO.

    O OBJETIVO DESTE TEXTO DE LEI SUPRACITADO É DE EVITAR A DISSEMINAÇÃO DE TEXTOS VITUPERANTES DESPROVIDOS DE IDENTIFICAÇÃO DO AUTOR QUE SEJAM BASEADOS EM FALÁCIAS E OBJETIVEM UNICAMENTE DENEGRIR OU ATÉ BENEFICIAR ALGO OU ALGUÉM. O LEGISLADOR DESEJAVA ATRIBUIR RESPONSABILIDADES A TODA PRODUÇÃO INTELECTUAL, DE MODO QUE SEJA POSSÍVEL IDENTIFICAR O TITULAR DE TODAS AS CONSEQUÊNCIAS JURÍDICAS QUE PODEM SE ORIGINAR DESSA PRODUÇÃO.

    OU SEJA A OPINIÃO ANÔNIMA LITERALMENTE E LEGALMENTE NÃO POSSUEM EFEITO ALGUM.

  12. Ansyse

    Sua abordagem sobre o tema pareceu movida por uma paixão pela verdade. Sabemos muito pouco sobre o universo e suas infinitas possibilidades, sabemos quase nada das nossas potencialidades e muito menos dos mistérios que regem a vida. Ser cético e questionador é legítimo, faz parte da nossa capacidade racional,entretanto, devemos permitir uma pequena parcela do fantástico e do absurdo em nossa mente, mesmo que pequena para dar espaço a novas descobertas,novos caminhos. Quando Eiensten falou da lei da relatividade foi criticado, quando se iniciou o estudo da física quântica pensaram que eram loucos, etc, a ciência avança, a humanidade avança, e as verdades, ditas como absolutas, vão caindo por terra, a visão mecanicista, por exemplo, já não satisfaz mais aos estudos cinetíficos de várias correntes da atualidade. Não sou religiosa no sentido dogmático, tenho até questionamentos da existência de Deus, sou mesma apaixonada por Nietzsche. Mas enfim, é só para dizer que as convicções humanas, na sua maioria, sofrem mudanças ao longo da história.

    1. Carlos Oliveira

      Nada no post é sobre convicções humanas.

      Quando Einstein falou da teoria da relatividade, ele não foi criticado. Até porque ele não “falou”, mas provou com experiências concretas que todas as pessoas no mundo podem fazer e utilizar. O GPS funciona com base nisso.

      Nenhuma verdade absoluta caiu por terra sempre que a ciência avançou. Einstein não deitou Newton abaixo só por explicar melhor a Relatividade. Isso são concepções erradas da ciência que já foram explicadas aqui no blog em vários sítios.
      http://www.astropt.org/2011/08/23/ciencia-nao-erra/

      A verdade é só uma: a história no post é mentira.
      E isso não retira qualquer fascínio pela realidade do fantástico. O fantástico é termos computadores, internet, carros, telemoveis, e até sabermos como funciona a gravidade. Isso sim é fantástico. Isso sim é verdadeiro. E tudo isso é-nos dado com o conhecimento, com a verdade, com a ciência.

  13. Carolina

    Saudações terrestres!

    Sigo o astroPT há algum tempo. Hoje estou um pouco “inflamada” e apete-me malhar nalguma coisa. Espero que me perdoem o abuso do vosso espaço.
    Posto isto, cá vai:
    – Sim, as crianças concentram-se na cara das pessoas quase sempre. É um mecanismo de sobrevivência com que os bebés vêm equipados. Assim como o sorriso dos recém-nascidos e alguns reflexos. Suponho que uma médica deveria saber disso.
    – A primeira palavra foi Baba?? ISSO é muito estranho, nunca vi um bebé dizer baba, ou lala, ou repetir várias vezes qualquer outra sílaba. Espero que a ciência dedique alguma atenção a este fenómeno
    – “Eu quero um prego” – Por acaso já ia… ou uma bifana! É natural que o rapaz quisesse um prego. Não vamos esquecer que quando nasceu ele não solicitava qualquer alimento. Naturalmente, 7 meses depois a coisa já não ia com leitinho…
    – “Boriska tornou-se uma celebridade local e as pessoas começaram a visitá-lo para ouvi-lo falar sobre civilizações extraterrestres, sobre a existência de antigas raças humanas cujos indivíduos mediam três metros de altura, sobre o futuro do planeta em função de mudanças climáticas” – e a chave do euromilhões? Não se arranja?
    – Penso que é possível que o rapaz, em versão marciana, respirasse duas atmosferas. O Homem da Atlântida também respirava ar e água. Vi isso na televisão há uns anos, por isso, deve ser verdade!!

    O chorrilho de disparates é absolutamente notável. É incrível as coisas que as pessoas “papam” hoje em dia. Eu sei que vocês aqui se esforçam por pôr algum juízo na cabeça das pessoas. Deixem-me contribuir também:
    A vida NÃO É como os filmes do Harry Potter. Ou da saga Twilight. Ou como outro disparate qualquer que tenham visto na televisão ou lido em livros de fantasia.
    Querem magia na vossa vida?!
    Vão ver o mar, vejam os campos a florir, ou deixem-se estar em silêncio numa tarde chuvosa de inverno. Leiam um livro de anatomia e fisiologia humana e deslumbrem-se com a complexidade do vosso corpo, e do mundo que vos rodeia, e entendam que sim, existem mistérios, mas este tipo de balelas NÃO têm nada de misterioso.

    Pronto, termino aqui a minha contribuição. Como diria o Paulo de Carvalho “e se não gostam, desculpem qualquer coisinha”.

    1. Carlos Oliveira

      Excelente! :D

  1. TOP 100

    […] Quânticas (fraude, falência). Indiano de 179 anos. Prahlad Jani (morte, Respiratorianismo). Boriska. Braco. Reiki (patetice). Terapias Alternativas. Leitora de sina. Parvalhão. Intuitos. Depois da […]

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>