KaBOOOOMM!!!


?Cratera lunar muito recente, com cerca de 80 metros de diâmetro, fotografada a 15 de Março de 2011 pela sonda Lunar Reconnaissance Orbiter.
Crédito: NASA/GSFC/Arizona State University.

Quando vi pela primeira vez a imagem desta pequena cratera não consegui deixar de imaginar a violenta explosão que a formou. Quase que se consegue visualizar toda a acção desse momento impressa no manto brilhante de ejecta que cobre toda a área envolvente. Curiosamente, são também visíveis crateras secundárias formadas pela queda de grandes fragmentos de rocha resultantes do impacto primário. Estas estruturas são, por sua vez, rodeadas pelos seus próprios mantos de ejecta formados por material mais escuro proveniente dos estratos inferiores.

?
Pormenor da imagem de cima mostrando o manto de ejecta e algumas crateras secundárias.
Crédito: NASA/GSFC/Arizona State University.

O padrão em estrela dos raios que rodeiam esta cratera e a elevada reflectência do manto de ejecta são sinais claros da frescura deste impacto. A estrutura situa-se nas proximidades de Mare Undarum, no extremo leste do hemisfério mais próximo da Terra.

4 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Luis Barreiros on 26/04/2011 at 02:08
    • Responder

    Sorry … My fault 🙂

    Tenho que controlar melhor os meus espirros, senão da próxima vez saí-me uma GRB do nariz 🙂

    🙂

  1. Impressionante a imagem, parece um quadro (só que ao natural) 🙂

  2. Foi a nave do Nibiru que se espatifou. Condolências às famílias dos nibironautas.

    1. LOLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL
      😀 😀 😀 😀 😀 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.