Depósitos de aluvião na Lua?

Derrocada de material rochoso no interior da cratera Riccioli CA, a oeste de Oceanus Procellarum. Imagem captada a 05 de Novembro de 2009 pela sonda Lunar Reconnaissance Orbiter.
Crédito: NASA/GSFC/Arizona State University.

Terá a Lunar Reconnaissance Orbiter identificado pequenos leques aluviais na superfície da Lua?
Na Terra, os depósitos de aluvião são formados por aglomerados grosseiros de rocha e lama depositados pelas águas de um sistema fluvial no seu leito e nas respectivas margens. A superfície da Lua é completamente seca, pelo que qualquer estrutura semelhante resultará apenas de fenómenos geológicos que não envolvam a presença de água.
Neste caso em particular, um aglomerado de material granular e de grandes blocos rochosos fluiu encosta abaixo como se de um fluido newtoniano se tratásse, simulando o aspecto de um aluvião. A derrocada poderá ter ocorrido logo após o impacto que formou Riccioli CA, ou posteriormente, como consequência de outros impactos ou de erupções vulcânicas na vizinhança.

1 ping

  1. […] sua morfologia difere consideravelmente da morfologia dos barrancos lineares fotografados, por exemplo, na Lua – estruturas sulcadas pelo fluxo de detritos compostos por aglomerados de rocha e regolito […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.