Nova Supernova descoberta na M51!

Uma nova supernova foi descoberta na Galáxia M51! A descoberta feita pelo astrónomo amador Stéphane Lamott Bailey já foi confirmada. A Supernova com uma magnitude de cerca de 14 é uma Supernova do tipo II, que teve como origem uma estrela gigante vermelha com mais de 8 massas solares. A Galáxia M51 é uma das Galáxias espirais mais próximas da nossa Galáxia, encontrando-se segundo as últimas medições a cerca de 23 milhões de anos-luz

Nas duas imagens seguintes poderão ver uma imagem “antes” e “depois” do aparecimento da Supernova. A localização da Supernova encontra-se assinalada por dois traços vermelhos na segunda imagem.

Esta Galáxia encontra-se localizada perto da cauda da Ursa Maior, e a Supernova deverá já ser visível com um telescópio com uma abertura razoável como por exemplo um Dobson com uma abertura de 20~30 cm. Por isso, astrónomos amadores, têm aqui uma excelente oportunidade de observar este fenómeno!

Mais informações poderão ser lidas aqui e aqui.

7 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Acabei de observar M51 e NGC 5195 com meu refletor de 8”, mas nada de supernova. Ela está além do limite do meu telescópio.

  2. Bem João, o Filipe já respondeu. Mas se olhares para as tabelas desta página:

    http://www.stargazing.net/david/constel/howmanystars.html

    verás o seguinte:

    Abertura 8” (203 mm) – Magnitude 13,3
    Abertura 10” (254 mm) – Magnitude 13,8
    Abertura 12,5” (318 mm) – Magnitude 14,3

    Na altura em que escrevi o texto li um site que dava a magnitude da Supernova como sendo de 13,7. Este valor cai ao alcance dos telescópios da lista acima, com excepção do de 8 polegadas (20,3 cm). No entanto foi precisamente com um telescópio de 20 cm que Stéphane Lamott Bailey descobriu a Supernova (fotografou-a). O valor da magnitude que aparece no site supernovae.net é de 14,5. Não sei se este valor está actualizado. No entanto, olhando mais uma vez para a tabela da página que escrevi acima, verás que não são precisos telescópios de 80 ou 100 cm para se conseguir apanhar esta Supernova.

  3. A supernova é uma fonte de luz pontual, é como se fosse uma estrela. Mag 14, já deveria de começar a ser visível em céus escuros com 8 ou 10 polegadas.. Mas será coisa mesmo ténue de apanhar. A estrutura da galáxia, é coisa mais complexa de identificar, porque já é um objecto “extenso”, e não-pontual.. O problema passa a ser o de “identificar contraste”, em vez de “ver estrela ou ver céu”..
    Eu diria que 10″ já devia dar para ver com visão periférica e filtros contra poluição luminosa 🙂

  4. Telescópio de 20-30 cm para ver a supernova??? nem com o dobro da abertura se vê a estrutura da galáxia com nitidez.
    Talvez um “bicho” de…80cm ou mesmo 1 metro!!! e mesmo assim …

  5. Olá !

    segundo esta nota do Alexei Filippenko,

    http://www.astronomerstelegram.org/?read=3401

    é possível que tenha sido identificada a estrela progenitora. A confirmar-se será uma supergigante amarela com uma luminosidade consistente com uma massa inicial entre as 18 e 24 massas solares.

    Ab.

    Luís

  6. Pelos vistos, esta supernova acabou de receber um nome oficial: SN2011 DH

  7. Olá,

    Já agora, deixo o site de supernovas:
    http://www.supernovae.net/

    E a imagem feita pelo “nosso” João Gregório:
    http://atalaia.org/gregorio/artigo.php?id=114

    🙂

  1. […] da supernova 2011dh na M51? Vejam este artigo para avivar a memória. Nessa altura referi, neste artigo, que uma equipa de astrónomos analisou […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.