Explorar a habitabilidade em Marte

NASA, ESA e UC reúnem-se em Lisboa para planear missões no planeta vermelho, noticia o portal Ciência hoje.

Muito pessoalmente acho que explorar a habitabilidade de outros planetas não deveria ser assim tão importante, e isto por uma razão simples: o planeta vermelho está a anos de distância (tendo em conta as “nossas” naves), o que torna o processo de “mudança” não apenas moroso mas impossível. Fez há poucos dias um ano que vários cosmonautas se encontram numa nave, na Rússia, para testar as resistências biológicas que uma viagem desta natureza exige.

Daqui a umas décadas, não se sabe que meios teremos para este tipo de projecto, mas neste momento parece-me mais premente a conservação “deste nosso planeta”. Vamos contemplar os outros planetas (ainda há pouco olhei para Saturno), e preservar este, porque quer queiramos quer não, neste momento, é o único “nosso”.  :o)

A notícia pode ser lida http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=49580&op=all

Boas observações

3 comentários

  1. Sempre que se fala em conquistarmos Marte, penso que seria bem melhor conquistarmos a Terra de volta.

    Ela é como uma mulher que muito cuidou de nós, aguentando todos os nossos mal tratos com uma paciência de mãe.

    Mas, ingratos que somos, sempre a desprezávamos, e agora, cansada de nós, ela ameaça, com toda justiça, nos deixar.

    E como se fosse pouco, cá estamos, de olho na novinha que passa perto de casa todos os dias. Uma novinha inocente e pura, e que merece um destino melhor que se envolver conosco (péssimos maridos).

    Uma novinha chamada Marte.

  2. Não tinha reparado! Antes duas que nenhuma ::)
    Abraço

  3. O astroPT já tinha dado essa notícia em 1ª mão 😉
    (foi-nos dito pelo “nosso” astrogeólogo… que estará lá)

    http://www.astropt.org/2011/06/03/conferencias-sobre-marte/

    abraço 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.