Interior do Atlantis durante o lançamento


Este fantástico vídeo dá-nos a ideia de como eram os lançamentos a bordo do vaivém espacial.

Vídeo: SpaceVidsNet

1 comentário

    • Manel Rosa Martins on 16/07/2011 at 17:28
    • Responder

    De dentro não os apercebemos bem da manobra de rolamento que poderia ser demonstrada em aulas de física do secundário (fica a sugestão), nas transmissões é o Roll Program que posiciona o vaivém “virado de costas.” Esta manobra tem várias vantagens entre as quais – mas não só – melhores comunicações (menos interferência nas antenas) e uma manobra de abortar do lançamento teoricamente menos difícil.
    De seguida há alguma tensão quando a nave e todo o sistema de propulsão e aproximam da barreira do som. Todos os materiais são aí submetidos à área de máxima pressão dinâmica. O Vaivém estará a 70% de aceleração.
    Depois d passada esta barreira, a ordem que a todos alivia:
    Atklantis go at Throttle up – Atlantis acelere ao máximo.
    No action on the DPDT –
    O comandante regista a ordem e cumpre a sequência.
    Roger that – go at throttle up no action on the DPDT.
    O DPDT é um interruptor duplo “standard” que é normalmentne ligado de forma invertida. São as iniciais que designam Double Pole, Double Throw = DPDT.

    http://www.kpsec.freeuk.com/components/switch.htm#standard

    De cá de fora, para ser sincero, eu designo esta ordem por Ufa, esta já passou. Depois é logo, muito à português: força Atlantis, dá-lhe gás, prego a fundo!

    Entre as Emoções e Ciência nada se compara ao Programa do Vaivém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.