TRAPPIST


(O edifício e cúpula do TRAPPIST no Observatório de La Silla, a 2400 metros de altitude, em pleno Deserto de Atacama. Crédito: Projecto TRAPPIST)

Desde o ano passado que existe no Observatório de La Silla, no Chile, um novo telescópio de 0.6 metros dedicado exclusivamente ao estudo de exoplanetas, cometas e outros pequenos corpos do Sistema Solar – o TRAPPIST (TRAnsiting Planets and PlanetesImals Small Telescope). O projecto é uma colaboração entre a Universidade de Liége, o Observatório de Genebra e o ESO (European Southern Observatory) e tem como investigadores principais os belgas Michaël Gillon (especialista em exoplanetas) e Emmanuël Jehin (especialista em cometas). O TRAPPIST teve a sua “primeira luz” em 8 de Junho de 2010 e desde então participou em várias campanhas de observação de cometas (e.g. 103P/Hartley 2), de planetas anões (e.g. Eris e a recente dupla ocultação de Plutão e Caronte), de asteróides e participou ainda na descoberta recente de dois exoplanetas (WASP-23b e CoRoT-17b).


(O telescópio Ritchey-Chrétien de 0.6 metros do TRAPPIST. Crédito: Projecto TRAPPIST)

Podem ver a página do projecto com imensa informação e fotografias aqui.

1 ping

  1. […] Outra Galáxia. Estrelas como o Sol têm planetas. Kepler (características). WASP. HATnet. QES. TRAPPIST. Projectos. Hot Jupiters. Terrestres. Super-Terras com vida e frequentes. Estranhos. Mais frio. […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.