CoRoT-20b, um Júpiter Quente com a Densidade do Cobre


(Os trânsitos do CoRoT-20b sobrepostos numa única figura. Crédito: Deleuil et al.)

Uma equipa de astrónomos liderada por Magali Deleuil, do Laboratoire d’Astrophysique de Marseille, disponibilizou um artigo em que descreve a descoberta do CoRoT-20b, um Júpiter Quente muito maciço e denso. A estrela hospedeira, CoRoT-20, situada a cerca de 4 mil anos-luz na direcção da constelação do Unicórnio, de tipo espectral G2V, é quase uma cópia do Sol no que diz respeito às suas características físicas, mas é muito mais jovem e activa, com uma idade estimada em apenas 100 milhões de anos.

O período orbital do planeta é de apenas 9.24 dias. Ao contrário da maioria dos Júpiteres Quentes, que têm órbitas circulares ou quase, o CoRoT-20b tem uma órbita elíptica bastante alongada, com uma excentricidade de 0.56. Este facto faz com que, no seu ponto de maior aproximação à estrela (periastro), o planeta diste da estrela 5.9 milhões de quilómetros, ao passo que, no ponto de maior afastamento (apoastro), a distância é de 21.1 milhões de quilómetros. Esta variação periódica na distância do CoRoT-20b à estrela tem implicações na temperatura estimada do planeta que varia entre os 760 Kelvin, no apoastro, e os 1440 Kelvin, no periastro, em apenas 4.6 dias. Planetas com estas variações drásticas de temperatura têm atmosferas muito activas com tempestades violentas de ventos supersónicos, como foi demonstrado espectacularmente para o HD80606b em 2009.

As características físicas do planeta são também muito interessantes. O CoRoT-20b é muito maciço e denso. Com cerca de 4.2 vezes a massa e 0.8 vezes o raio de Júpiter, a sua densidade média de 8.8 g/cm3 é muito elevada, comparável à de metais como o Cobalto, o Cobre e o Níquel. Um planeta tão denso tem forçosamente de conter uma grande quantidade de “metais”, elementos mais pesados que o hidrogénio e o hélio. De facto, simulações preliminares levadas a cabo pelos autores apontam para um núcleo interno do planeta com uma massa incrível de cerca de 800 vezes a massa da Terra (2.5 vezes a massa de Júpiter) composto por elementos pesados.

Podem ver o artigo aqui.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.