Set 20

Encontrar o Módulo Lunar da Apollo 10

Crédito: Adrian West

A imagem de cima é feita em computador.
Mas representa algo de que se anda à procura.

A missão Apollo 10 testou o módulo lunar, em órbita lunar, a 22 de Maio de 1969, de modo à Apollo 11 alunar 2 meses depois.
O módulo lunar chamava-se Snoopy (o da Apollo 11 chamava-se Eagle).

Depois de fazerem todos os testes necessários, os astronautas (2 deles) voltaram ao módulo de comando para se encontrarem com o 3º astronauta, e o módulo lunar foi largado para uma órbita ao redor do Sol.
O módulo lunar é minúsculo, e não tem interesse, por isso ninguém mais lhe ligou.

Agora, após 42 anos, uma equipa de astrónomos vai coordenar sessões de observações em escolas de modo a serem os alunos a tentarem encontrar onde estará o Módulo Lunar.

Leiam mais, aqui.

7 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Mauricio Jose Kaczmarech on 30/10/2012 at 22:18
    • Responder

    Tenho certeza que existe uma informação muito errada nessa notícia, basta ler a frase “Depois de fazerem todos os testes necessários, os astronautas (2 deles) voltaram ao módulo de comando para se encontrarem com o 3º astronauta, e o módulo lunar foi largado para uma órbita ao redor do Sol.”. A fase de retorno do Módulo Lunar foi largado em órbita ao redor da Lua onde se encontrou com o conjunto Módulo de Comando-Módulo de Serviço. Depois de ficar em órbita ao redor da Lua, esta foi decaindo levando o estágio cada vez mais próximo da superfície lunar, onde caiu a grande velocidade. Para colocar o estágio superior do ML em órbita solar, este deveria ser acelerado para escapar da gravidade lunar, mas ele foi simplesmente abandonado não sendo mais acionado o seu motor, o qual aliás, não teria combustível e comburente suficiente para fazer o estágio escapar da gravidade lunar. A equipe de astronômos que tentou achar o Snoopy perdeu tempo! Alíás, não é citado qual equipe é esta? Pode informar isto?

    1. “Para colocar o estágio superior do ML em órbita solar, este deveria ser acelerado para escapar da gravidade lunar, mas ele foi simplesmente abandonado não sendo mais acionado o seu motor, o qual aliás, não teria combustível e comburente suficiente para fazer o estágio escapar da gravidade lunar. ”

      http://www.astronautix.com/flights/apollo10.htm
      “The LM ascent stage was jettisoned, its batteries were burned to depletion, and it was placed in a solar orbit on May 23.”

      Os jactos/motor foram accionados de modo a colocá-lo em órbita solar a 23 de Maio de 1969.

      Lembremo-nos que o Snoopy tinha mais combustível do que aquele que foi utilizado na subida (descida nem precisa).

  1. Mesmo que ainda se mantenha em órbita solar, Deve ser um corpo pequeníssimo e de fraquíssimo brilho. Será mesmo possível localizá-lo e, nesse caso, identificá-lo como sendo o módulo lunar?

    No caso de o encontrarem… para o identificar, a análise ao espectro poderá identificar a prsença das ligas metálicas que o compõem?

    1. A verdade é que não sei responder a essas perguntas 😉

      Se dependesse de mim, punha lá mais 2 astronautas e enviáva-os para o Sol, mas de noite 😛 LOL 😀

      BAZINGA 😀

  2. Essa informação, que que o módulo de ascensão do Módulo Lunar da Apolo 10 ainda está “inteiro” no espaço é muito bem vinda. Carlos, parabéns pela precisão das informações no site.
    Quanto à busca pelo Snoopy, depende da aproximação dele com a Terra, é um objeto pequeno, só detectável com telescópios de médio para diante. Infelizmente pelas perturbações gravitacionais que a órbita do módulo já recebeu, sua órbita original deve ter mudado, dificultando calcular por onde anda o Snoopy.
    Se ele sobreviver no espaço (hoje deve estar esburacado por causa da poeira dos meteoróides e cometas), deverá ser resgatado e ir para um museu espacial, vai ser um grande tesouro da tecnologia espacial…um módulo lunar que foi utilizado no espaço!
    Parabéns pelo texto!
    Maurício

    1. Para aqueles que não acompanharam as missões Apollo, o módulo Snoopy desceu até a altura de aproximadamente 10km da superficie, mas não tocou o solo lunar. Dessa forma, apos o regresso ao módulo de comando, sobrou combustivel suficiente para que a NASA o colocasse em rota de intercessão de uma órbita solar, através de sinais de rádio.

        • Mauricio José Kaczmarech on 18/09/2017 at 15:21

        O módulo de ascensão do Snoopy deve estar em uma órbita similar a da Terra, mas por seu pequeno tamanho, sob influência gravitacional da própria Terra deve ter suas características modificadas com o tempo, mas nada que atirasse para longe o módulo. Uma busca fotográfica nas regiões prováveis poderia ser feita, mas seria trabalhosa, pois é um corpo pequeno, então sua magnitude (o brilho que aparenta ter visto a partir de um telescópio na Terra), deve ser muito baixo. O mais correto seria pegar as últimas características orbitais e quem sabe jogar prováveis modificações da órbita, daí fazer uma série de imagens da região em busca de um corpo de baixa magnitude e que através de outras imagens obtidas posteriormente, mostre que tem uma órbita similar a inicial. Entretanto, seria uma busca bem trabalhosa, a equipe deve gostar muito de Astronáutica para realizar isto. Infelizmente o resultado não traria muita informação útil, pois nas próximas décadas, com total certeza não haverá uma expedição para recuperar o Snoopy e um trabalho de busca do que os astrônomos chamam de “Lixo Espacial” não é do interesse de equipe de astrônomos. O Snoopy ficará pelo menos meio século abandonado, pena que os micrometeoritos e a radiação do espaço irão danificar essa nave espacial de grande valor histórico.
        Dessa história, eu posso contar, a título de curiosidade que tenho uma fotografia autografada do piloto do módulo de comando, o John Youg, um verdadeiro superastronauta! Foi astronauta do Projeto Gemini, Projeto Apolo e ainda primeiro pilodo de um Space Shuttle!!!!!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.