Atalaia, 01 de Outubro

Dia 1 de Outubro foi uma espécie de reentrada após o período de férias de verão.

No verão as noites são curtas e quase toda a gente está de férias, de um modo qualquer. Nesta altura, as noites já são suficientemente longas e todos já regressaram aos afazeres normais. Foi assim que este encontro na Atalaia juntou umas 20 pessoas.

Para começar, há duas semanas, tínhamos procedido à capinagem do terreno. A erva crescida na primavera estava agora seca e o terreno tinha um ar de abandono. Por isso, Alberto, Luís Evangelista, João Gregório e José Ribeiro puseram mãos à obra e procederam à capinagem da área. A imagem mostra uma panorâmica do terreno após esta operação.

Como no sábado anterior resolvemos ir fazer uma observação em Castelo de Vide, só para relembrar o encontro Astrovide que, infelizmente, deixou de realizar-se, este sábado foi o primeiro em que verdadeiramente fizemos uso do terreno, após a operação de limpeza. Aqui ficam duas perspectivas do local, durante a noite.

 

A noite esteve muito amena, quase sem humidade, com atmosfera pouco turbulente mas um pouco velada.

Foi uma excelente noite de convívio. Devo dizer que o número de presenças ultrapassou as melhores expectativas.

A Atalaia continua a ser “o lugar de observação”.

Fica perto e é seguro.

Tem frequentadores, ambiente e carisma.

Durante o último ano, a frequência na Atalaia baixou consideravelmente. Mas tudo indica que estamos a regressar aos bons velhos tempos.

Foi uma noite à moda da Atalaia e vamos fazer tudo para que assim continue.

 

Alberto

 

2 comentários

  1. mecês não digam nada a ninguém, mas há fantasmas/ETs na Atalaia…
    Vejam bem nas fotos, os “vapores” rosáceos que eles emanan…
    heheeheh!

    • André Martinho on 03/10/2011 at 12:47
    • Responder

    Realmente foi uma noite muito bem passada e com uma grande afluência, esperemos que as próximas continuem com ou mais participantes e que tragam esse espirito de convivência que se sentiu este sabado passado.

    Um Abraço e até uma próxima vez.

    André Martinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.