ESO e Governo Chileno Assinam Acordo para Construção do E-ELT

No passado dia 13 o European Southern Observatory (ESO) e o governo chileno assinaram um acordo que permitirá a construcção do European Extremely Large Telescope (E-ELT) no topo de uma montanha no Deserto de Atacama conhecida por Cerro Armazones. O E-ELT ficará integrado no Observatório de Cerro Paranal, casa do Very Large Telescope (VLT) e situado a apenas 20km, permitindo a partilha de infra-estruturas. A escolha do local para a instalação do telescópio tinha sido anunciada em Março de 2010.


(A localização do Cerro Paranal e do Cerro Armazones no planalto do Deserto de Atacama. Crédito: ESO, adaptada)

O E-ELT terá um espelho primário segmentado com 40 metros de diâmetro e será o maior telescópio do mundo da sua geração, quando entrar em funcionamento no início da próxima década. O acordo agora celebrado inclui apoio do governo chileno à construção do telescópio ao nível das infra-estruturas e o estabelecimento de uma área protegida em torno do mesmo. O governo chileno cede uma área de 189 km2 em torno do Cerro Armazones, para a instalação do E-ELT, bem como uma concessão por 50 anos de uma área adicional de 362 km2 que protegerá o telescópio de poluição luminosa e de actividades de mineração. Em conjunto com uma área semelhante estabelecida aquando da construção do Observatório do Cerro Paranal, a área total protegida em torno do complexo Paranal-Armazones cifra-se agora em 1270 km2 ! Uma das contrapartidas avançadas pelo ESO consiste na extensão ao E-ELT da fatia de 10% de tempo de observação para propostas realizadas por astrónomos chilenos, uma medida em vigor nos restantes observatórios geridos pela instituição europeia no Chile.

Podem ver a notícia original aqui.

1 comentário

1 ping

  1. Excelente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.