Google+

«

»

Out 23

ROSAT já caiu

No mês passado caiu o satélite UARS.
Na altura dissemos que o pior estava para vir, com a queda do satélite alemão ROSAT.
O ROSAT tinha 2.400 kgs, iria-se desintegrar em pedaços de 400 kgs, e poderia ser bastante perigoso para os Humanos.

Estava previsto que este satélite iria cair hoje, por volta do meio-dia.
Na verdade, já caiu. Terá caído provavelmente sobre o Oceano Índico ou sobre a China. Ainda não se sabe ao certo, mas os cientistas tendem a apontar para provavelmente ter caído em território Chinês.

Acerca do autor(a)

Carlos Oliveira

Carlos F. Oliveira é astrónomo e educador científico.
Licenciatura em Gestão de Empresas.
Licenciatura em Astronomia, Ficção Científica e Comunicação Científica.
Doutoramento em Educação Científica com especialização em Astrobiologia, na Universidade do Texas.
Criou e leccionou durante vários anos um inovador curso de Astrobiologia na Universidade do Texas.
Foi Research Affiliate-Fellow em Astrobiology Education na Universidade do Texas em Austin, EUA.
Trabalhou no Maryland Science Center, EUA, e no Astronomy Outreach Project, UK, recebeu dois prémios da ESA, e realizou várias palestras e entrevistas nos media.

9 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Carlos Oliveira

    As últimas estimativas dizem que afinal foi sobre o Oceano Índico, mas ainda não há certezas:
    http://www.spaceflight101.com/rosat-re-entry-information.html
    This Entry time would put the satellite in the Indian Ocean away from China. Where exactly the debris hit will be announced later when more data has been analyzed.

  2. Carlos Eduardo Santos

    Porque eles não sabem exatamente aonde este satélite caiu?

    1. Carlos Oliveira

      Porque é preciso alguns dias para eventualmente encontrar os pedaços que tenham caído 😉

      1. Carlos Eduardo Santos

        bem, vamos lá.
        Todo equipamento não tem um localizador? ou um chip de rastreamento? sendo assim, monitorando o seu percurso e local exato da queda dele?

      2. Carlos Oliveira

        O ROSAT ardeu em parte e desfez-se em pedaços ao entrar na atmosfera, provavelmente cerca de 30 pedaços. O maior deles deverá ser o espelho do telescópio. Penso que o espelho não teria chip de rastreamento incorporado 🙂

      3. Carlos Eduardo Santos

        avião quando cai se separa em varios pedaçõs, mas não todos tãooooo distantes, logo talvez este equipamento poderia ter uma “caixa preta” como os aviões.

      4. Carlos Oliveira

        Penso que não. Penso que quando foi enviado, nem consideraram essa possibilidade… 😉 penso eu 😉

  3. Carlos Oliveira

    Parece que caiu no Norte da Tailândia:

    http://spaceweather.com/archive.php?view=1&day=23&month=10&year=2011

    “US Strategic Command has released an updated set of final orbital elements for ROSAT. Using these latest figures, German satellite decay expert Harro Zimmer estimates that the massive X-ray observatory re-entered Earth’s atmosphere on Oct. 23rd at 01:56 UTC +/- 09. Best-fit coordinates (21.33°N, 100.32°E) suggest a re-entry over Northern Thailand.”

  4. Carlos Oliveira

    Afinal, caiu no Golfo de Bengala:
    http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/0e/Bay_of_Bengal_map.png

    “Final Report:
    The German Aerospace Agency DLR has issued a report including the time and location of the uncontrolled Re-Entry of the abandoned ROSAT Satellite. On Sunday, October 23, 2011 at 1:50 UTC, the spacecraft re-entered the atmosphere over the Bay of Bengal. It is not known whether any debris reached Earth’s surface. This information was provided by evaluations of data that was provided by Germany and its international partners including the USA and the Space Surveillance Network.
    Damage to property caused by ROSAT has not been reported. It is suspected that any components that survived the entry environment have splashed down in the Ocean away from populated areas.”
    http://www.spaceflight101.com/rosat-re-entry-information.html

  1. Satélite caiu na Terra » AstroPT - Informação e Educação Científica

    […] a sonda Fobos-Grunt reentrar a 15 de Janeiro de 2012, do satélite ROSAT reentrar a 23 de Outubro de 2011 e do satélite UARS reentrar a 24 de Setembro de 2011, foi a vez […]

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>