Artefactos Extraterrestres no nosso Sistema Solar

Recentemente, Jacob Haqq-Misra e Ravi Kumar Kopparapu publicaram um artigo (que pode ser lido, aqui) em que falam da probabilidade de existirem artefactos extraterrestres no nosso Sistema Solar e nem nos damos conta.

O Abstract/Sumário do artigo diz isto:
“Extraterrestrial technology may exist in the Solar System without our knowledge. This is because the vastness of space, combined with our limited searches to date, implies that any remote unpiloted exploratory probes of extraterrestrial origin would likely remain unnoticed. Here we develop a probabilistic approach to quantify our certainty (or uncertainty) of the existence of such technology in the Solar System. We discuss some possible strategies for improving this uncertainty that include analysis of moon- and Mars-orbiting satellite data as well as continued exploration of the Solar System.”

“Artefactos extraterrestres podem existir no nosso sistema solar sem termos conhecimento. Isto deve-se à vastidão do espaço, combinada com as nossas limitadas pesquisas até ao momento, o que implica que qualquer sonda de exploração de origem extraterrestre ainda não tenha sido identificada.”

Nós temos material nosso por todo o sistema solar: desde sondas (Cassini, Juno, Mars Express, Mars Reconnaissance Orbiter, New Horizons, Voyager 1, Voyager 2, Pioneer 10, Pioneer 11, SoHO, Solar Dynamics Observatory, etc), passando por rovers na Lua e em Marte, e acabando no próprio “ruído” que fazemos a partir da Terra.

Fotografia da família de Charles Duke, deixada pelo próprio astronauta na Lua, durante a missão Apollo 16

Eles baseiam-se numa das soluções do Paradoxo de Fermi, que é a Hipótese de Zoo, para dizerem que poderá haver sondas Sentinelas extraterrestres (como no filme 2001 – Odisseia no Espaço) a monitorizar-nos.
Dizem eles que o espaço é enorme e ainda não procuramos o suficiente. Além disso os nossos métodos de detecção ainda são fracos. Sondas de 1 metro, por exemplo, não seriam detectáveis.

Realmente o argumento deles (o Sistema Solar é grande e não o pesquisamos em todos os centímetros) é verdadeiro.
O salto que eles fazem no pensamento a seguir é que não faz qualquer sentido. Para eles, se não vemos algo é porque há grande probabilidade de haver. Isto é uma falácia pseudo.
Além disso, assumem que as sondas extraterrestres têm que ser como as nossas – que possam ser detectadas/compreendidas por nós. E têm que ser como as nossas actualmente. Isto denota geocentrismo psicológico de quem assume que os extraterrestres têm que ser como nós somos no século XXI.
Por outro lado, eles denotam geocentrismo psicológico em assumirem a Hipótese de Zoo. Eles assumem que os ETs estão muito interessados em nós, porque nós somos especiais. Basicamente, eles estão a dar a probabilidade de existir um “deus”, a que chamam civilização extraterrestre avançada. Assim, para mim, isto não é um artigo científico, mas sim um artigo religioso.
Por último, este é um “estudo” não-falsificável. E é não-falsificável, porque quando pudermos ver sondas de 1 metro, eles vão dizer que as sondas extraterrestres podem ter 1 centímetro; quando pudermos vermos sondas de 1 centímetro, eles vão dizer que as sondas extraterrestres podem ter 1 milímetro; etc, etc, etc, e assim sucessivamente. Nunca será possível “provar” que elas não existem (até se pode imaginar “mantos de invisibilidade” para elas). Ao não ser falsificável, então as premissas que eles usam não estão dentro do âmbito da ciência.

É uma especulação interessante, sem dúvida. E é uma especulação baseada no conhecimento que temos.
Mas não é um estudo que passe o teste do que é ciência.

11 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. É preciso ter cuidado, o Prof. Stephen Hawking já afirmou que essas tentativas de contactar raças extraterrestres podem ser muito arriscadas.

  2. Na minha opinião eles têm razão (e nem precisam de naves de um metro)…se:

    Forem fãs incondicionais de filmes de ficção (como eu), e se

    Como acontece nalguns filmes de ficção, aparecem brutais naves alienígenas em pouco mais de 20min, (nossos) que estavam escondidas atrás da lua (sim porque “eles” gostam de jogar às escondidas), sem nunca ninguém as ter visto chegar. Apesar de todos os dias uns bons milhares de maduros passarem horas com (a cabeça) os olhos nas estrelas.

    Se não, não percebo, nós os sublimes do Universo e eles nem nos ligam, inacreditável.

    1. Pois… mas mesmo que se escondesse atrás da Lua, os Americanos, Russos, Japoneses, Indianos, etc… uma data de países… já enviaram sondas a passar por trás da Lua 🙂

      Por isso, das duas uma:
      1 – ou toda a gente nos mente…
      2 – ou então nessa altura, os extraterrestres puseram a nave do nosso lado da Lua para as sondas não os verem 😛

      Mas no 2º caso, então milhares de astrónomos amadores por todo o mundo os tinham detectado… e por isso, se detectaram não nos disseram nada. Estão todos a mentir-nos 😛

      Ou seja, as duas hipóteses levam ao mesmo resultado: à paranóia de que está toda a gente a mentir-nos, e só nós sabemos da verdade sem qualquer evidência. É a conspiração suprema: está toda a gente contra nós. Somos nós contra o mundo 😛

      Note-se que a minha menção no post a “mantos de invisibilidade” não foi casual.
      Apareceu na ficção científica, que eu adoro, mas será uma realidade humana daqui por 10 ou 20 anos, como temos dito aqui no blog.
      Ou seja, ETs que viagem entre estrelas, têm certamente invisibilidade… e até uma versão de invisibilidade milhões de anos mais avançada que a nossa.
      Daí que é irrelevante andar com “estudos” sobre artefactos ETs (ou OVNIs) que se querem manter escondidos, mas são detectados por “descendentes” de macaco. É pensarmos que somos muito inteligentes, tão inteligentes como uma potencial civilização milhões de anos mais avançada que nós, e não somos! É um perfeito disparate pormo-nos num pedestal desse género. A verdade é que SE eles existirem, e forem tão avançados para virem cá ou deixarem artefactos aqui e ali, e SE não quiserem ser vistos, então nós NÃO vamos conseguir vê-los. É totalmente irrelevante termos a arrogância de pensarmos que somos tão ou mais espertos que eles; não seremos mediante essas premissas.

      “nós os sublimes do Universo e eles nem nos ligam, inacreditável.”

      Exacto.
      Isto define perfeitamente o que se passa 😉
      Muita gente continua a pensar que é o centro da atenção do Universo… 😛

      abraços! 😉

  3. concordo com você Carlos Oliveira, quase toda referencia que se faz sobre E.T eles são parecidos com os humanos ou com algo que se pode achar na Terra.

  4. É a sábia prudência adotada por um verdadeiro cientista que o faz oscilar bem menos na margem de erro – ao contrário dos pseudoscientistas e afins, que lançam disparates pra tudo que é direção diante de qualquer possibilidade…

  5. Não se preocupem, eu perguntei aos extra-terrestres e eles dizem que não tem sonda nenhuma por estes lados. Para mais, avançados como obviamente são, conseguem falar com deus, e portanto não existe necessidade de sondas, apenas de perguntar, porque deus está em todo o lado. Alias, ainda abocado fui à casa de banho e tive algum receio que estivesse a fazer para cima dele…

    “God can’t exist. If God existed, his omnipresence would force his head to, at any given time, be stuck up his own ass. That would totally break his omnipotency, can’t have both at same time.”

    • Ana Guerreiro Pereira on 11/11/2011 at 00:59
    • Responder

    “Para eles, se não vemos algo é porque há grande probabilidade de haver.”~

    Ora bem. Era a isso q me referia com o meu indignado WTF? 😉

    Quer dizer, como não há provas…existem?… calma lá, não é bem assim.

      • Ana Guerreiro Pereira on 11/11/2011 at 01:02
      • Responder

      Que se diga que “o espaço/sistema solar é vasto, não o analisámos todo, talvez existam artefactos alien que não tenhamos detectado” é uma coisa. Que se diga ” “o espaço/sistema solar é vasto, não o analisámos todo, por isso é que ainda não detectamos artefactos alien” é outra totalmente diferente.

      Eh pah, isto é no discovey. Num laiko.

      • Ana Guerreiro Pereira on 11/11/2011 at 01:09
      • Responder

      De qq forma, não acho q isto seja propriamente um estudo. É uma opinião, uma análise opinativa. Safa-se por isso.

      Mas, Carlos, e se os hipotéticos ETs existirem, forem parecidos connosco (já q a evolução nos tratou relativamente bem qto ao binómio organismo-consciência) e tiverem tecnologia semelhante? Vais-lhes chamar geocentricos? 😀

      Estou já a imaginar a cena: seus, seus, seus geocêntricos psicológicos!! ;D vocês são uma falácia!

      1. É mais provável tu seres o Pai Natal 😛

        • Ana Guerreiro Pereira on 11/11/2011 at 01:18

        Deixa-me fazer crescer a barba, a barriga, descolorar tudo e logo vês… 😛

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.