Sistema de Plutão perigoso para a sonda New Horizons

A sonda New Horizons está a caminho de Plutão.
Vai chegar lá no ano 2015, num feito extraordinário da astronomia e do conhecimento científico em geral.

No entanto, há alguns receios da equipa de cientistas.
A descoberta de mais uma lua (já são 4 e provavelmente até haverão mais), e de um possível anel de detritos ao redor de Plutão, faz com que os cientistas tenham medo que algo colida com a sonda. Note-se que qualquer partícula com menos de um miligrama que colida com a sonda, que viaja a 14 kms por segundo, irá muito provavelmente “matar” a sonda.

A sonda foi lançada em 2006, quando ainda não se tinha estes dados.
Agora é preciso estar atento ao que se vai vendo com a chegada da New Horizons.

De notar que Plutão estará a quase 5 horas da Terra. Ou seja, se a sonda enviar a informação de que está a ver qualquer coisa a vir contra ela, então 5 horas depois essa informação é recebida na Terra. Se a resposta dos cientistas for: “desvia-te para a direita, utilizando propulsores laterais”… essa resposta só chegará à sonda 10 horas após o “grito de perigo”. Nessa altura, já nada haverá a fazer.
Daí que é importante saber com bastante antecedência que órbita a sonda irá ter… e que não tenha perigo.

E por tudo isto, o conhecimento científico em geral e o astronómico em particular consegue feitos extraordinários (como colocar sondas exactamente no sítio que se quer a 6.000.000.000 kms de distância), que são muito mais “mágicos” do que qualquer ideia dos pseudos.

4 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Bem, neste caso eu inferi esse valor como uma medida de distância 😉 … para eu ser correcto, a unidade correcta de distância é 5 horas-luz 😉
    5 horas é o tempo que a luz demora a percorrer a distância de Plutão até à Terra 🙂
    Ou seja, vê-se Plutão como ele era há 5 horas atrás 😉

    Exemplos:
    o Sol está a 8 minutos-luz da Terra.
    Proxima Centauri está a cerca de 4 anos-luz da Terra.
    a galáxia de Andrómeda está a cerca de 2,5 milhões de anos-luz da Terra 😉

    abraços

  2. Está muito bom mas queria só falar disto: “De notar que Plutão estará a quase 5 horas da Terra.”
    5 horas é um bocado relativo, exprime um tempo não uma distância. Deveria-se explicar um pouco mais o sentido das 5 horas para pessoas comuns (como eu) compreenderem melhor o seu significado, mas não retira qualidade ao texto, parabéns pelo blog.

  3. Sinto desapontá-lo Carlos, mas quanto ao último parágrafo as ideias dos pseudos são, infelizmente, muito mais “mágicas” que qualquer “conhecimento científico”.

    Vide Hale-Bopp, Elenin, Halley, Nibiru, Portais no Sol, Et’s, reptilianos e por aí vai… 🙁

    1. “Mágico” no sentido de extraordinário 😉

      O conhecimento científico para, por exemplo, esses cometas (Hale-Bopp, Elenin, Halley) permitia-nos perceber quase ao milímetro por onde iam passar… e essas previsões científicas, como sempre, concretizaram-se.

      Conseguir prever ao milímetro num universo gigantesco por onde uma pedrita vai passar, é uma informação mais extraordinária… do que estar sempre a repetir a mesma falsa generalidade de que vai bater aqui (isto não tem nada de “mágico” ou de preciso ou de verdadeiro).

      abraços 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.