Espectacular erupção de um filamento magnético seguida de uma ejecção de massa coronal

O gigantesco filamento que adornou o disco solar durante vários dias desintegrou-se anteontem após uma violenta explosão. A erupção lançou no espaço uma densa nuvem de plasma para longe do plano orbital dos planetas, pelo que nenhum deverá ser atingido. Os observatórios espaciais SOHO e SDO registaram imagens impressionantes do fenómeno.


A erupção de um gigantesco filamento magnético no quadrante noroeste do disco solar. Imagens obtidas a 22 e a 23 de Novembro de 2011 pelo instrumento Atmospheric Imaging Assembly (AIA) do Solar Dynamics Observatory (SDO), através do canal de 304 Å (He II), e pelo coronógrafo LASCO do Solar and Heliospheric Observatory (SOHO).
Crédito: SDO/AIA consortium/LASCO/SOHO Consortium/NRL/ESA/NASA/Helioviewer.

Comparação das dimensões do filamento pouco antes da erupção com o diâmetro da Terra.
Crédito: SDO (NASA)/AIA consortium/NASA (imagem da Terra)/montagem de Sérgio Paulino.

4 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. É nosso Astro-Rei se sentindo incomodado (querendo dormir) e o ser humano, com suas sondas, atrapalhando seu sono solar 😉

  2. A comparação do filamento com o tamanho da Terra é assustador. Só mostra o quanto estamos vulneráveis a este tipo de evento.

    1. Olá Sybylla

      Felizmente estamos suficientemente longe do Sol para que estes fenómenos tenham algum impacto no nosso dia-a-dia. Temos também uma magnetosfera a envolver a Terra que nos protege da grande maioria das manifestações de mau humor do Sol. 😉

      Ainda assim a escala destas estruturas solares não deixa de ser impressionante. Recorda-nos da insignificância do nosso pequeno oásis terrestre. 🙂

        • Cavalcanti on 24/11/2011 at 23:54

        O Carl Sagan sempre fazia questão de lembrar-nos, em seus documentários, acerca da nossa insignificância perante o Universo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.