Cometa rasante da família Kreutz descoberto por astrónomo amador

O astrónomo amador australiano Terry Lovejoy descobriu no passado dia 27 de Novembro um pequeno cometa numa trajectória que o torna verdadeiramente especial. Designado oficialmente C/2011 W3 (Lovejoy), o novo objecto vai passar no próximo dia 15 de Dezembro a cerca de 180 mil quilómetros da superfície do Sol, o suficiente para que não sobreviva intacto ao encontro.

O cometa C/2011 W3 (Lovejoy) numa imagem resultante da combinação de 10 exposições de 10 segundos cada obtidas no passado dia 02 de Dezembro.
Crédito: Michael Mattiazzo.

C/2011 W3 (Lovejoy) é o mais recente membro da família Kreutz, um grupo de cometas rasantes ao Sol que partilham os mesmos parâmetros orbitais. A grande maioria destes objectos apenas se tornam suficientemente brilhantes quando se encontram a pouca distância do Sol, pelo que nos últimos anos têm sido identificados em grande quantidade em imagens obtidas pelo coronógrafo LASCO do observatório solar SOHO. Na verdade, este novo objecto tem a particularidade de ter sido o primeiro cometa rasante a ser detectado através de telescópios terrestres em mais de 40 anos – um feito verdadeiramente extraordinário! Curiosamente, Terry Lovejoy, o autor desta descoberta, é também um pioneiro na detecção de cometas em imagens do SOHO.
Espera-se que C/2011 W3 (Lovejoy) realize a sua primeira aparição nas imagens do coronógrafo LASCO a 12 de Dezembro. Os cometas são objectos imprevisíveis; no entanto é muito provável que este se torne num dos membros da família Kreutz mais brilhantes dos últimos anos. Por isso, olhos postos nas imagens do SOHO porque poderemos vir a assistir a um espectáculo memorável dentro de alguns dias.

2 pings

  1. […] os mais desatentos, Lovejoy é um membro da família de cometas rasantes Kreutz recentemente descoberto por Terry Lovejoy, um astrónomo amador australiano. Poucas horas antes de passar a menos de 140 mil quilómetros da […]

  2. […] (typeof(addthis_share) == "undefined"){ addthis_share = [];}Share|Anunciámos aqui na semana passada a espantosa descoberta de um novo membro da família de cometas rasantes ao Sol […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.