Campo Magnético da Terra – reversão dos pólos

Se pesquisarem no Google, vêem cerca de 3 milhões de websites a “profetizar” o fim do mundo para 2012 devido à inversão do campo magnético da Terra.

Se não entrarmos por fantasias, próprias de quem quer fomentar o medo, de modo a manipular a população… o que resta é a verdade. E qual é essa verdade?

O pólo magnético está em constante mudança, e não é por isso que morremos todos os dias.

A Terra tem 4,6 mil milhões de anos. Tem tido muitos ciclos com períodos temporais diferentes de reversão de pólo magnético.
Há aproximadamente 20 milhões de anos, manteve-se num padrão de a cada cerca de 250.000 anos haver uma inversão dos pólos.

No entanto, a última mudança de Pólo Norte para Pólo Sul aconteceu há 780.000 anos. Esta reversão é chamada de Brunhes-Matuyama.
Nessa altura, há 780.000 anos, a vida não acabou. Nem sequer houve “inundações globais” e demais parvoíces. Simplesmente há 800.000 anos a vossa bússola apontava para Sul e agora aponta para Norte.

Quando se diz que é uma mudança “abrupta”, o significado temporal geologicamente não é igual ao que utilizamos popularmente. Os vigaristas aproveitam-se destas diferenças de significado para mentirem à população. A verdade é que “abrupto” nas escalas temporais que estamos a falar são cerca de 5000 anos. Ou seja, as reversões de pólos são processos graduais que demoram cerca de 5.000 anos.

Mesmo durante a mudança, ao contrário do que dizem os vigaristas, o campo magnético continua a existir e a proteger-nos das tempestades solares e radiação espacial.
Nessas alturas de mudança, a grande diferença (além da bússola) é o facto de existirem belíssimas auroras mais frequentes e a latitudes mais baixas.

Conclusão: não existe qualquer razão para ter medo da reversão dos pólos. Pelo contrário: venha lá essa reversão! Já devia ter chegado há bastante tempo! Se vier agora, é fantástico! Isso quereria dizer que nos próximos 5000 anos, iríamos poder ver belíssimas auroras nos céus de Portugal, do Texas, e do Brasil.

Leiam aqui, aqui, aqui, e aqui.

52 comentários

17 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Fernando Tulim on 11/08/2013 at 00:18
    • Responder

    Não existe nenhuma possibilidade de tornar a terra mais vulnerável à radiação solar?

  1. Olá,
    No vídeo fala que serão lançados medidores para análise do campo magnético da Terra no início de 2013. Já foram lançados, e já têm alguma informação?
    Vi que essa reversão se deve ao núcleo da Terra, mas pode ter alguma influência também externa?
    Só mais uma dúvida, não sei se estou fantasiando, mas se o campo magnético estiver mesmo diminuindo, há algo que pode fazer para reverter isso?
    Obrigado! Abraços

    1. Qual vídeo?
      Não existe qualquer vídeo no post…

      As influências estão referidas no texto do post… 😉

      As mudanças são bem-vindas como é dito no artigo. Venham as mudanças no campo magnético.

      abraços!

  2. Olá,
    E durante a reversão, ficamos mais expostos aos raios solares?
    Abraços

    1. O campo magnético continuará a existir e a proteger-nos.

      abraços

  3. Olá,
    Há previsão de quando teria essa reversão, ou já estamos nela? E quanto tempo dura essa reversão?
    Outra dúvida é o que provoca esse fenômeno. Tem alguma coisa a ver com inclinação do eixo da Terra? Se é que o eixo pode inclinar.
    Obrigado!

    1. Se calhar já estamos no começo dela. Ela acontece gradualmente durante pelo menos 5.000 anos, como é dito no texto 😉
      E nada provoca nos seres humanos. Por isso, para a maioria dos humanos que não sigam astronomia, é irrelevante 🙂

      Quanto à outra pergunta, está um bom vídeo no link que aparece no texto 😉

      abraços!

    • Daniela Da Silva on 01/07/2012 at 21:59
    • Responder

    Olá Carlos,
    Após leitura dos seus posts (que me aguçaram a curiosidade) fiquei com muitas dúvidas.
    Confesso que sou uma ignorante nestes assuntos (muiro ignorante, diga-se) mas estes temas sucitam a minha curiosidade.

    Gostava de saber se esta alteração dos polos é a causa para a alteração das temperaturas que nos assolam nos dias de hoje?
    O aquecimento global tem alguma coisa a ver com esta alteração?
    Li algures (noutro site) de que esta alteração do campo magnético está a fazer-se sentir de uma maneira mais rápida do que seria de esperar.
    Outra questão: isto tem alguma coisa a ver com a constante deslocação geográfica dos países?

    Obrigada
    DDS

    1. Olá Daniela,

      “Gostava de saber se esta alteração dos polos é a causa para a alteração das temperaturas que nos assolam nos dias de hoje? O aquecimento global tem alguma coisa a ver com esta alteração?”

      Não.

      “esta alteração do campo magnético está a fazer-se sentir de uma maneira mais rápida do que seria de esperar.”

      Não. Pelo contrário, como é dito no post.;)

      “isto tem alguma coisa a ver com a constante deslocação geográfica dos países?”

      Não. Nada. 😉

      abraços

  4. Simples e objetivo.
    Excelente!

    Cumprimentos
    JG

  5. tomara que os polos mudem, seria um espetadulo

    1. LOLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL 😀

    • Paula Carneiro on 06/12/2011 at 18:50
    • Responder

    Desculpe a minha ignorância, mas aprendi que o Pólo Norte geográfico correspondia com uma diferença de uns graus ao pólo Sul magnético… Na imagem está exatamente o oposto…Será que já reverteu? 🙂

    1. Eu já não me lembra do que me disseram na escola, mas neste site diz isto:

      http://www.windows2universe.org/earth/Magnetosphere/earth_magnetic_poles.html
      “Earth’s magnetic poles are actually pretty far from its geographic poles. In 2005, the North Magnetic Pole was about 810 km from the Geographic North Pole. The South Magnetic Pole was about 2,826 km from the Geographic South Pole.”

      abraços 😉

  6. eba!!! auroras no brasil!!!!

    1. 😀

    • Renan Boschetti on 06/12/2011 at 12:58
    • Responder

    O polo norte MAGNETICO nao fica no sul GEOGRAFICO e vice versa? na imagem está ao contrário… enfim…os livros de física dizem que o norte magnetico fica no sul geografico e o sul magnetico no norte geografico.

    1. Concordo com o Renan.
      As linhas de campo magnético “saem” do pólo norte e “entram” no pólo sul, logo o norte magnético está próximo do sul geográfico e o sul magnético está próximo do norte geográfico.
      Uma pequena correção a fazer na primeira imagem.

    2. A imagem é da Astrobiology Magazine 😉

      Parece que são no mesmo sítio:

      http://www.windows2universe.org/earth/Magnetosphere/earth_magnetic_poles.html
      “Earth’s magnetic poles are actually pretty far from its geographic poles. In 2005, the North Magnetic Pole was about 810 km from the Geographic North Pole. The South Magnetic Pole was about 2,826 km from the Geographic South Pole.”

      http://wiki.answers.com/Q/What_is_the_difference_between_earths_geographic_pole_and_earths_magnetic_pole

      abraços 😉

        • Renan Boschetti on 07/12/2011 at 00:05

        Carlos, fiz uma rápida pesquisa na biblioteca, consutei um livro do David halliday e um do Tipler, e os dois dizem que o norte magnetico fica no sul geografico e vice-versa..acho que é uma fonte bem confiavel né..

      1. Eu já não vou a casa há bastante tempo, e tenho lá os livros todos, por isso não os posso consultar 🙁
        Senão consultava, assim de cor, os livros do Lunine e do Emiliani.

        Assim, só mesmo na net 😉

        http://news.nationalgeographic.com/news/2009/12/091224-north-pole-magnetic-russia-earth-core/

        http://en.wikipedia.org/wiki/North_Magnetic_Pole#Magnetic_north_and_magnetic_declination

        abraços

    • Sandra Monteiro on 06/12/2011 at 10:12
    • Responder

    Acho “normal” a existência de websites com tretas… afinal, qualquer pessoa pode fazê-lo. O que não acho normal é a existência de documentários “informativos” que utilizam estes temas para justificar as tais teorias do fim do mundo em 2012, como um que já vi no Odisseia, ou Discovery Channel, não sei ao certo, um desses…

    Realmente eles afirmavam que a inversão dos pólos é uma situação constante e não repentina, mas o pico da coisa irá acontecer em 2012 a toda a força e isso irá provocar os tais tsunamis, terramotos,tempestades gigantescas, dilúvios, e desgraças afins… Além da queda das comunicações e o caos geral em todo o mundo e manifestações apensas.

    Ou seja, dão a entender que graças a isso, tudo o que se verifica hoje em dia vai ficar 30 vezes pior… a culpa é dos pólos! 😉

    1. Exacto, eu também vi um documentário, penso que no Discovery, que dizia o mesmo, que iamos ficar sem comunicações e apesar de sobrevivermos, o mundo como estamos habituados iria acabar… Eu não sou de acreditar nestas coisas, mas pensei que estando a dar num canal que penso que é bastante bom e fidedigno, acreditei…

    2. Pois… têm razão…

      Mesmo canais supostamente “científicos” estão a cair cada vez mais no sensacionalismo.

      O History Channel tá constantemente a passar programas e séries pseudo.
      Este é o mais famoso:
      http://en.wikipedia.org/wiki/Ancient_Aliens
      é somente crenças com o sensacionalismo da “aura de mistério” do principio ao fim…

      🙁

      • Nuno José Almeida on 19/12/2012 at 16:24
      • Responder

      O discovery que gostava tanto tem me brindado com umas “pérolas” vai-se se safando o Odisseia.

  7. Quer dizer que poderíamos ver as auroras ao vivo e em directo aqui? 🙂

    O que acontece na utilização da bússola?

    1. O ponteiro da bússola muda de direcção 😉

      Mas se estiver muito perto dos pólos, também vai enganada, pk o ponteiro aponta para o pólo magnético e nao geográfico. 😉
      http://www.windows2universe.org/earth/Magnetosphere/earth_magnetic_poles.html
      “Earth’s magnetic poles are actually pretty far from its geographic poles. In 2005, the North Magnetic Pole was about 810 km from the Geographic North Pole. The South Magnetic Pole was about 2,826 km from the Geographic South Pole.

      Did you notice how we said where the magnetic poles were in 2005? Guess what; the magnetic poles actually move around! Remember, swirling motions of molten metal in Earth’s outer core make our planet’s magnetic field. Those swirling motions are changing all the time. That means the magnetic field is changing, so the magnetic poles move! In the first part of the 20th century, the poles usually moved about 9 km per year. Then, around 1970, they started moving faster. In recent years they have been moving about 41 km per year!”

      😉

    • Miguel Angelo on 06/12/2011 at 08:12
    • Responder

    Não sou de forma alguma crente em previsões apocalipticas mas durante a fase de inversão dos polos o raio da magnetosfera não será reduzido (daí a maior frequencia/intensidade das auroras)?
    Isso não é de forma nenhuma o fim do mundo mas possivelmente causará alguns problemas aos satelites em orbita, ou estou a ver a coisa mal porque as mudanças são tão graduais que qualquer alteração significativa leva mais tempo do que o tempo de vida de um satelite?

    1. Olá,

      Não tem que ser crente, mas se não sabe, deve fazer perguntas. Foi o que fez, o que é um sinal de inteligência 😉

      E foi uma excelente pergunta, e a resposta é: sim, tem razão. Afectará também os satélites em órbita, como afectam actualmente as explosões solares.

      As mudanças são graduais, mas pode haver sempre tempestades solares e os satélites estarão mais desprotegidos 😉
      http://www.astropt.org/2010/06/12/tempestades-solares/

      Não morre ninguém, mas podemos ficar com as comunicações alteradas 😉

      abraços

  8. Com a loucura que está o clima por aqui e por Portugal, eu diria que estamos no mesmo hemisfério. Até outro dia a temperatura aqui, já verãozinho, andava por volta dos 17 graus, chuva, vento… e mau humor. 🙁

    Já pensou ter que mudar todos os livros didáticos a explicar que no Brasil existe auroras belíssimas? 😀

    1. “Com a loucura que está o clima por aqui e por Portugal, eu diria que estamos no mesmo hemisfério. Até outro dia a temperatura aqui, já verãozinho, andava por volta dos 17 graus, chuva, vento”

      Vai ver é Nibiru, Mirian 😉 que está chegando feito “gato soturno” em algum lugar de sua órbita elíptica e sua visão infravermelha Kamen Rider Black RX:

      http://1.bp.blogspot.com/-JEPHAZoDqUc/TYeo4SESwkI/AAAAAAAAAf8/pkT42jBh1t8/s1600/1208731466.jpg

      (bazinga)

      1. Bom, Cavalcanti, se Nibiru está às portas, então vai valer a pena! 😀 Mas bem que podiam mudar o nome, né? Podia ser um nome com sons mais abertos e os Ets ter uma aparência melhor do que esses verdes, ou cinzas de olhos enormes. 😀

        • Cavalcanti on 06/12/2011 at 18:17

        LOL 😀

        Concordo, Mirian 😉

        Abraços.

    2. “Já pensou ter que mudar todos os livros didáticos a explicar que no Brasil existe auroras belíssimas?”

      Teríamos um espetáculo belíssimo nos céus brasileiros 😉

      Abraços.

      1. Espero que, com a poluição que existe aqui em São Paulo, não haja impedimento para ver qualquer coisa. 😉

  9. Acho que desta vez consegui ser simples, conciso, e directo. Certo? 😛
    O que acham? 😛

    Preferem assim ou “testamentos”? 🙂

    1. “Acho que desta vez consegui ser simples, conciso, e directo. Certo?”

      Sim. Correto. E sem demonstrar tanta ira contra os pseudos, focando muito mais na (ótima) informação em si 😉

      Isso é o mais importante 😉

      Abraços e, mais uma vez, parabéns.

        • Nuno Almeida on 06/12/2011 at 16:56

        Sim, foi muito claro e conciso.
        Pessoalmente prefiro esta forma aos “testamentos”, porque por vezes a informação, apesar de ser interessante, torna-se difícil de ler totalmente 😉
        Abraço!

      • Renato Romão on 06/12/2011 at 19:37
      • Responder

      Boas,

      Consoante o post assim deveria ser o seu conteúdo. Penso que um bom “testamento” se adequa perfeitamente a temas que justifiquem uma análise cuidada e profunda.
      Penso que este post também não justificaria um texto muito extenso!
      Mas Carlos, nós leitores também gostamos das suas analogias e opiniões. Penso que enriquece imenso um texto cientico!!!

      Relativamente ao assunto, penso que seria perfeito para documentar o tal evento, pois é a 1ª vez que acontecerá e detemos ferramentas e instrumentos que nos ajudarão a detectar e acompanhar o comportamento do fenómeno. Podemos também comparar com outros planetas posteriormente.

      Óptimo também para compreender o comportamento do núcleo da terra durante este evento, pois pensa-se que estará directamente relacionado, onde os pólos estão mais estáveis, lá está uma boa oportunidade para comprovar a teoria do dínamo.

      Abraço

    2. Brilhante (como sempre)! Palmas

  1. […] que ela imagina que contrails escondem estrelas e planetas); – prevê que esta segunda estrela irá reverter o campo magnético terrestre (as reversões demoram 5.000 anos, mas os vigaristas aproveitam-se da falta de informação das […]

  2. […] da notícia (que inclui as supostas pseudo-propriedades dos cristais, a parvoíce da imediata reversão dos pólos, a imbecilidade de escreverem que as pirâmides estão a recolher raios cósmicos, o absurdo dos […]

  3. […] 4) Tanto a reversão geomagnética quanto a mudança física dos pólos são fenômenos já conhecidos pelos cientistas e demoram dentre milhares de anos e algumas centenas de anos para que que ocorram. Fenômenos completamente naturais e nenhum indício sobrenatural que signifique o Dia do Juízo Final. Para encerrar qualquer dúvida sobre esse assunto, clique aqui e aqui. […]

  4. […] todos os 11 anos!) terá o próximo máximo depois de 2012. De qualquer modo, mesmo que haja reversão dos pólos, o processo demora 5000 anos, e teremos na mesma a protecção do campo magnético. Logo, não vai […]

  5. […] isto é, o pólo norte magnético se deslocará para o pólo sul geográfico e vice-versa. Então, o que tal cenário significa para nós? Se nós acreditarmos nos falsos profetas do apocalipse, estaremos então expostos a vastas […]

  6. […] o que mais me inquieta é a inversão dos pólos. Caramba, se fosse depois do natal não havia problema. Vamos ter um pai natal a vaguear […]

  7. […] 3. A inversão dos pólos magnéticos da Terra […]

  8. […] respectivas. Alguns exemplos: Profecia Maia para 2012, Alinhamento Planetário, Nibiru, Reversão dos Pólos, Tempestades […]

  9. […] incluindo as belíssimas auroras.Sobre a problemática da reversão dos pólos, já expliquei isso, neste post.Partilhe o conhecimento!EmailFacebookTwitterGoogle […]

Responder a Pedro Lucas Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.