Palestra do Prof. Stephen Hawking

O Professor Stephen Hawking, que hoje faz 70 anos, foi o terceiro convidado das palestras dos 50 anos da NASA. Palestras sobre a importância da exploração espacial, descoberta científica e desenvolvimento da aeronáutica na economia, saúde, educação e ambiente.

O seu discurso pode ler-se aqui. Destaco estas palavras como as mais importantes:

“Porque deveríamos ir para o espaço? Qual é a justificação para realizar todo esse esforço e gastar esse dinheiro na obtenção de alguns pedaços de rocha lunar? Não existem causas melhores aqui na Terra? De certa forma, a situação foi assim na Europa antes de 1492. As pessoas podem muito bem ter argumentado que era um desperdício de dinheiro enviar Colombo num navio para mares desconhecidos. No entanto, a descoberta do novo mundo fez uma profunda diferença para o velho. […]
No espaço o efeito será ainda maior. Irá mudar completamente o futuro da raça humana […].
Poderá não resolver nenhum dos nossos problemas imediatos na Terra, mas nos dará uma nova perspectiva sobre eles […].

Esperamos que este desafio possa unir-nos para enfrentar um desafio comum.
Esta seria uma estratégia de longo prazo[…]. Poderíamos ter uma base na Lua dentro de 30 anos ou chegar a Marte em 50 anos e explorar as luas dos planetas exteriores em 200 anos. Por “chegar”, quero dizer com o homem ou, devo dizer, vôo espacial com pessoas.
[…] Ir para o espaço não será barato, mas consumirá apenas uma pequena proporção dos recursos mundiais. O orçamento da NASA tem-se mantido mais ou menos constante em termos reais desde o tempo das Apollo, mas diminuiu de 0,3 por cento do PIB dos Estados Unidos em 1970, para 0,12 por cento neste momento.

Mesmo se tivéssemos que aumentar o orçamento internacional 20 vezes para fazer um esforço sério para ir para o espaço, seria apenas uma pequena fração do PIB mundial.
Haverá aqueles que argumentam que seria melhor gastar o nosso dinheiro resolvendo os problemas deste planeta, mudanças climáticas e poluição, ao invés de desperdiçá-lo em uma busca infrutífera por, possivelmente, um novo planeta.
Não estou negando a importância do combate às alterações climáticas e o aquecimento global, mas podemos fazer isso com apenas 0,25% do PIB mundial para o espaço. O nosso futuro não valerá essa pequena contribuição?[…]”

Vale a pena ler o resto da palestra, que é sobre o surgimento da vida na Terra, a vida em outros planetas, OVNIs, etc.

2 comentários

    • ANDRÉ WILLIAM LESSA FERREIRA DA SILVA on 03/11/2012 at 14:08
    • Responder

    ACHEI FANTÁSTICA A DEFESA DO HAWKING AO PROGRAMA ESPACIAL.
    EM TERMOS COMPARATIVOS PRECISARÍAMOS DE UMA PEQUENA SOMA DE DINHEIRO PARA RESOLVERMOS ALGUNS DOS PROBLEMAS MUNDIAIS,COMO A FOME,POR EXEMPLO.EM CONTRAPARTIDA EXISTE MAIS INTERESSE EM SE DESENVOLVER TECNOLOGIA ARMAMENTISTA OU O PROGRAMA ESPACIAL DO QUE CUIDAR DOS ESFOMIADOS.POR QUÊ?UMA COISA NÃO JUSTIFICA A OUTRA.PENSO QUE DEVEMOS TAMBÉM FAZER ESFORÇOS PARA RESOLVER OS PROBLEMAS QUE ESTÃO MAIS PRÓXIMOS DE NÓS.MAS SEM ESQUECERMOS DE OUTRAS QUESTÕES DE LONGO PRAZO,COMO POR EXEMPLO O FUTURO DA RAÇA HUMANA.

    1. Caro André,
      Compreendo a preocupação pelos problemas da humanidade e do seu futuro.
      Contudo, ressalvo que a resolução dos mesmos reside no investimento que cada nação fizer na ciência. Se procurares informação aqui no nosso website ou em outros, como o da NASA, verás que muitos benefícios já foram conseguidos para a saúde, agricultura e outros.
      Por isso, investir em ciência é investir não só no desenvolvimento de tecnologia, mas também na salvação da humanidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.