Google+

«

»

Jan 23

Nebulosa da Águia

Já falamos da Nebulosa da Águia, neste post.

Agora trago a mesma Nebulosa, mas vista em infravermelho (pelo telescópio Herschel) e em raios-X (pelo telescópio XMM-Newton).

E a mesma imagem, em vários comprimentos de onda:

Acerca do autor(a)

Carlos Oliveira

Carlos F. Oliveira é astrónomo e educador científico.
Licenciatura em Gestão de Empresas.
Licenciatura em Astronomia, Ficção Científica e Comunicação Científica.
Doutoramento em Educação Científica com especialização em Astrobiologia, na Universidade do Texas.
Criou e leccionou durante vários anos um inovador curso de Astrobiologia na Universidade do Texas.
Foi Research Affiliate-Fellow em Astrobiology Education na Universidade do Texas em Austin, EUA.
Trabalhou no Maryland Science Center, EUA, e no Astronomy Outreach Project, UK, recebeu dois prémios da ESA, e realizou várias palestras e entrevistas nos media.

3 comentários

2 pings

  1. fernando

    Olá! vocês conseguiram ver(encontrar) nesta imagem de infra e raioX os rostos dos soldados5 com lança e lobos e um cavaleiro e seu cavalo de armadura, um lobisomem corcunda da esquerda para a direita!! como se estivessem indo para uma batalha. deve ter mais.

  2. fernando

    Uma curiosidade: nestes anos todos que se observam e registram imagens das nebulosas, elas são iguais( no caso de uma mesma nebulosa a 40 ou 50 anos atrás) não se deformaram, a poeira não saiu do lugar? expandiu ou encolheu? era para se transformarem em outras imagens, não? caso essa da Águia, não parecia outra coisa antes ou vai virar uma casinha?

    1. Carlos Oliveira

      Sim. Mas 40 ou 50 anos é pouco.

      Existem nebulosas que provavelmente já nem existem. Simplesmente estamos a vê-las como elas eram há milhares de anos atrás.

      http://www.astropt.org/2010/12/30/pilares-da-criacao-desaparecem/
      http://www.astropt.org/2011/02/09/montanha-em-ngc-2174-ira-desaparecer/
      http://www.astropt.org/2011/06/11/gigantescas-nuvens-cosmicas-desaparecem/

      abraços

  1. Objectos Estranhos no Google Sky

    […] é a mesma coisa. Vejam por exemplo a imagem da Via Láctea em Infravermelho. E vejam agora a Nebulosa da Águia em diferentes comprimentos de onda. Ela tem aspectos completamente diferentes. Vejam a explicação da Dr. Michelle Thaller: (vejam […]

  2. Os Pilares da Criação revelados em 3D

    […] próximo NGC 6611, fazem parte de uma região de formação estelar chamada Nebulosa da Águia, ou Messier 16. A nebulosa e os restantes objetos associados situam-se a cerca de 7000 anos-luz de distância da […]

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

AstroPT – Informação e Educação Científica is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache