Cientista Russo encontra Vida em Vénus ?

Vénus, como toda a gente sabe, é um inferno.
No entanto, recentemente Leonid Ksanfomaliti, após ter analisado fotografias tiradas pela sonda Venera 13 na superfície de Vénus, publicou um estudo em que está convencido que encontrou um «disco», uma «mancha preta», e um «escorpião».
Como diz Ksanfomaliti: “Pondo de parte os conceitos atuais de que não pode existir vida nas condições de Vénus, vamos audaciosamente sugerir que as características morfológicas desses objetos nos permitem dizer que estão vivos”.
Podem ler a notícia, em inglês e português.

Ou seja, evidências extraordinárias não existem.
O que existe sim é alguém que se lembrou de olhar para umas fotos de fraca qualidade tiradas por uma sonda em 1982, viu umas manchas nas imagens, e imaginou que essas manchas são a prova de seres extraterrestres em Vénus. Além disso, a vida em Vénus parece ser semelhante à terrestre, ou pelo menos é assim que o cientista Russo a imagina.

Sinceramente, nem sei que dizer, de tão ridícula que a especulação é.
Convido-vos a ler este excelente texto sobre esta notícia.

Termino com o que é a evidência maior do ridículo destas especulações.
Esta é uma imagem tirada pela sonda na superfície de Vénus. A fotografia foi ampliada. Para o cientista Russo, o que se vê na foto é um escorpião em Vénus.
Mais palavras para quê?

47 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. É só pareidolia.

  2. São os INCAS VENUSIANOS!!!! Tem um site que detém um profeta chamado LESAD*, quero dizer Diego Arnaldo que previu tudo isso. Veja no site http://www.charges.com.br 😛

    1. Li sobre isso, aqui:
      http://pt.wikipedia.org/wiki/Incas_Venusianos

  3. Por favor, vida em Vénus!!! Por alguma razão existem ‘camisas de Vénus’!!! Sem procriação não pode existir vida!!!

    Abidos

  4. Nã, nã! Na imagem está um venusiano desmaiado, após ter levado com uma extensão da sonda na cabeça! Observem e concluem que o cidadão venusiano está deitado de frente e com a cabeça posicionada para o lado direito!
    Foi um conhecido incidente interplanetário na década de 80 do século passado!

    1. LOLLLLLLLLL 😀

    2. LOOOOOOOOOOOOOOOL 😀

    3. LOOOOOOOOOOOL
      Deve ser isso, mesmo, porque um escorpião não é de certeza!

  5. Claramente uma amiba…

  6. A pareidolia é tão gira. 🙂

    quem é esse senhor?

    1. É um eminente cientista planetário russo (mas que se passou com a idade). Fica aqui a sua biografia retirada daqui: http://www.mentallandscape.com/V_Biographies.htm:

      L.V. Ksanfomaliti graduated from the Leningrad Technical University in 1956, and after working at the Abastumani Observatory, he joined the Space Research Institute (IKI) in 1968. He is Chief of the Laboratory on Photometry and Thermal Radiometry. Mars-3 to Mars-7 included thermal, visual and ultraviolet radiometers of his design. During the Venera-9 and 10 mission, he worked on infrared and ultraviolet spectroscopy and imaging, helping to analyze the structure and dynamics of the Venusian clouds. His famous GROZA sensors on Venera-11 to Venera-14 were the first devices to detect intense lightening storms on Venus. Ksanfomaliti has continued his work on infrared spectroscopy and the study of cometary dust, with the Vega mission to Halley’s comet and the 1988 Fobos mission to Mars. Recent work has included study of water and possibilities of life on Mars, and a new Earth-based imaging technique has produced images of unseen portions of the surface of Mercury.

        • Ana GP on 27/01/2012 at 11:50

        Auch 🙁 isso é comum 🙁 ou então é manobra publicitária…?

        Tive um professor russo (claro que ninguém percebia nada do que ele dizia, mto menos eu…era péssimo, mesmo…) que vinha de uma equipa de nobels e que consegue a maioria das publicações da universidade. Na área dele é genial. O problema é qd tentar sair dela. Só asneiras…

        • Ana GP on 27/01/2012 at 11:51

        sempre que tenta*

        sorrry.

        • Ana GP on 27/01/2012 at 11:54

        Aconteceu o mesmo à teorizadora da endossimbiose… 🙁 brilhante, deu um contributo importantíssimo com a teoria endossimbiótica, mas depois passou a ser das que diziam que não existe virus da sida e que é tudo uma conspiração…. 🙁

      1. O mais incrível é que Ksanfomaliti trabalhou com este tipo de dados. Deveria ter noção do extremo cuidado a ter na análise destas imagens. 🙁

      2. Ana, não digas mal da Lynn Margulis :P. Ela é uma deusa 🙂 ehehehe 🙂

      3. “Era” uma deusa. Lynn Margulis faleceu em Novembro do ano passado.

        http://en.wikipedia.org/wiki/Lynn_Margulis

      4. Sim 🙁

        Mas os deuses só chegam aos céus após morrerem na parte terrena… segundo os mitos 😉

      5. Carlos, se tivesses assistido a uma palestra da senhora nestes últimos anos, facilmente te aperceberias que ela se tinha passado para o Lado Negro da Força :p

        • Edson soares on 29/01/2012 at 02:05

        Ola Diana barbosa,como assim lado negro da força?

      6. A resposta está mais acima no comentário da Ana GP.

      7. Edson, passou para o “lado negro” porque abandonou as evidências científicas, passando a divulgar crenças pessoais.

        • Edson soares on 29/01/2012 at 03:24

        então,quem tem uma proposta diferente do cetiscismo atual é chamado de lado negro da força? não importando se é Lynn margulis,Luc montenier,Newton e tantos outros?

      8. Edson,

        Já lhe disse várias vezes que não existe “cepticismo atual”. Existem sim evidências científicas.

        Se continuar a vir para aqui sempre com os mesmos argumentos pseudo, vazios de significado, hipócritas, e totalmente mentirosos, será novamente colocado em SPAM.

        Se nada aprende, não faz sentido que venha aqui.
        Este local de conhecimento só serve para quem quer aprender.

        • Edson soares on 29/01/2012 at 04:48

        Carlos,não sei aonde voce viu argumentos mentirosos de minha parte,meu dialogo com você foi sobre o Chico Xavier, porém nem falei em coisas místicas que o envolvem, mas apenas em relação a seu desapego material que é fato e conheço melhor a vida dele pois moro proximo a cidade que ele nasceu e viveu e pesquiso sobre ele.
        Quanto a esse meu conmentário nesse post,dou exemplo de Luc montagnier que mesmo sendo premio nobel,fez experiência envolvendo teletransporte de moleculas de dna,porem como seu experimento envolvia homeopatia”pareçe”que não foi avaliada pelos seus pares.
        http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=teletransporte-dna

      9. Edson,

        É a última vez que respondo às suas mentiras.
        Se quiser saber alguma coisa, pergunte. Se o seu objectivo é só vir aqui hipocritamente atacar os cientistas, então todos os seus comentários irão para SPAM porque eu não tenho tempo para aturar trolls.

        Sobre o Chico Xavier, percebe-se que você nada sabe e prefere ser crente em parvoíces:
        http://www.astropt.org/2012/01/10/a-leitura-a-frio-astrologia-tarot-leitura-de-auras-etc-como-se-faz/comment-page-1/#comment-51343

        Quanto ao Luc, também coloquei a notícia aqui:
        http://www.astropt.org/2011/01/19/teletransporte-do-dna/
        Mas pelos vistos, a experiência dele teve muitos problemas, e tudo devido às crenças dele (que é o oposto de conhecimento).
        Sim, foi avaliado pelos pares, e percebeu-se que o que ele dizia não fazia sentido. Pare de hipocritamente atacar os cientistas com argumentos mentirosos!
        http://www.astropt.org/2011/08/08/quem-e-quem/comment-page-1/#comment-44157
        http://www.astropt.org/2011/08/08/quem-e-quem/comment-page-1/#comment-44166
        http://www.astropt.org/2011/08/08/quem-e-quem/comment-page-1/#comment-44159
        http://www.astropt.org/2011/08/08/quem-e-quem/comment-page-1/#comment-44171
        http://www.astropt.org/2011/08/08/quem-e-quem/comment-page-1/#comment-44176
        http://scienceblogs.com/insolence/2011/01/the_nobel_disease_meets_dna_teleportatio.php

        Pare de hipocritamente vir para a internet (que só existe devido ao conhecimento científico) dizer mal desse mesmo conhecimento.

      10. Edson, a Lynn Margulis foi uma brilhante cientista. Como tal, merece todo o meu respeito e, como tal, merece todo o meu criticismo quando abandona a ciência e se remete a teorias de conspiração comprovadamente erróneas.

        Quando propôs (ou melhor, divulgou) a teoria da endosimbiogénese, parecia uma ideia louca… mas, como é norma em ciência, foi-se em busca de provas, de evidências. Essas evidências foram encontradas por diversos cientistas (e não só os seus colaboradores) de forma independente. Logo, a ideia que parecia louca foi aceite e hoje é tida como a melhor explicação para a existência das mitocôndrias e dos cloroplastos nas células eucarióticas.
        No entanto, anos depois, ela insistia em aplicar essa ideia a todo o tipo de fenómenos para os quais havia explicações alternativas mais simples e com mais evidências. Já ouviu falar da navalha de Ocam?
        Também já no final da sua vida, começou a advogar a não existência do Vírus da SIDA e outras teorias conspiranoides. Sim, passou ao lado negro! Passou ao lado do anti-conhecimento. Acontece por vezes aos melhores, Há que louvar o louvável e criticar o criticável. Assim funciona a ciência moderna. Livre, aberta, mas sujeita ao juízo dos pares.

        • Edson soares on 29/01/2012 at 21:42

        Obrigado pelos esclarecimentos,você é muito simpática Diana barbosa

      11. De nada, Edson.
        É importante que perceba que não fazemos críticas ad hominem.
        Quando as fazemos, é porque têm algum motivo científico por trás.
        E também não é por um cientista ter uma ideia “louca” que ele/ela é “ostracizado”. Só o será se essa ideia não reunir evidências suficientes e ele insistir na mesma. É das ideias mais loucas que, às vezes, surgem grandes avanços do conhecimento.
        Por outro lado, os cientistas são humanos e, como tal, podem e com certeza cometem erros. Alguns até são chegam ao ponto de cometer fraude científica. Bem seja porque querem tanto tanto confirmar uma ideia, ou por pura ambição. Daí que a avaliação pelos pares seja tão importante. Daí que as experiências científicas tenham que ser “cegas”, ou seja, o experimentador não pode saber qual é o grupo controlo (obrigatório!) e qual é o grupo(s) experimental(ais).

        Em conclusão, há uma série de normas a seguir e de passos a dar até se chegar ao ponto de se considerar algo como um facto científico. Coisa que não acontece noutras áreas, nomeadamente no que designamos por pseudociência.

  7. Não há um que diz que vê pirâmides em Marte?
    A técnica do senhor consiste basicamente em desenhar linhas em cima de fotos até obter as formas que quer (escolhe pontos e ignora outros). Não me lembro é do nome dele…

    1. Hoagland? 😉

      1. Esse mesmo

  8. LOLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL

    😛

    Como se não bastasse a Lua, agora estão vendo seres em Vênus.

    Custo a acreditar, Carlos, que o Ksanfomaliti, em são consciência, tenha afirmado que viu um disco, uma mancha preta, e um escorpião.

    Eu acredito ser uma jogada de marketing – seja lá por qual motivo.

        • Cavalcanti on 16/02/2012 at 16:37

        Eu vi 😉

        Penso que seria uma explicação plausível…

        Abraços.

      1. Sorry :). Não sabia que tinha visto 😉

        Era só para saber que me tinha referido a si 😉

        abraços

        • Cavalcanti on 16/02/2012 at 16:54

        Sim. E não tem o por quê de desculpar.

        😉

        Abraços.

        😀

      2. Eu não quero que as pessoas pensem que ando a “falar pelas costas” ou algo do género 😉
        Por isso é que vim aqui dar a informação 😉

        Já agora, leia este meu comentário 😉
        http://www.astropt.org/2011/06/28/nasa-esconde-um-segredo-sistema-solar-vai-entrar-numa-nuvem-de-energia-que-ira-acabar-com-a-vida-na-terra/comment-page-1/#comment-52426
        Acho realmente uma expressão interessante, e achei que o Cavalcanti poderá dizer mais do que eu a esse respeito 😉

        abraços

        • Cavalcanti on 16/02/2012 at 17:05

        Já agora, percebo um erro horroroso no comentário #2 (meu, diga-se de passagem) 😉

        “(…) em são (sic) consciência (…)”

        Meu professor de língua portuguesa, na época do ensino secundário, deve, agora, estar com esta expressão:

        http://www.myfacewhen.net/view/159-face-palm-2

      3. Eu sou sincero: nem tinha dado por ele 🙂

        • Cavalcanti on 16/02/2012 at 17:13

        “Eu não quero que as pessoas pensem que ando a “falar pelas costas” ou algo do género”

        Sim, eu compreendo sua preocupação. É válida 😉

        Entretanto, já agora, de minha pessoa, sempre pode referir, quando julgar perntinente, sem necessitar explicar qualquer tipo de coisa 😉 , já que tenho a confiança que você sempre o fará de maneira respeitosa – até mesmo quando não há concordância entre nós.

        😉

        Abraços.

      4. Obrigado 🙂

        • Cavalcanti on 16/02/2012 at 17:33

        “Acho realmente uma expressão interessante, e achei que o Cavalcanti poderá dizer mais do que eu a esse respeito”

        Nem precisa. O último comentário lá foi excelente 😉 – não se faz necessário dizer mais nada:

        http://www.astropt.org/2011/06/28/nasa-esconde-um-segredo-sistema-solar-vai-entrar-numa-nuvem-de-energia-que-ira-acabar-com-a-vida-na-terra/comment-page-1/#comment-52426

        Abraços.

  9. Eu não torceria imediatamente o nariz se me dissessem que se encontrou vida em Vénus; por baixa que seja a probabilidade, até pode ser que exista. Mas quando me dizem que encontram lá escorpiões… xD

    1. Olá Nuno,

      É preciso distinguir os conceitos 😉

      Primeiro é preciso distinguir “vida tal como a conhecemos” e “vida que desconhecemos totalmente”.
      Se é vida que desconhecemos totalmente, então ela pode estar até aqui ao meu lado e não a deteto. Mas claro que não havendo evidências dela, para todos os efeitos é como se não existisse.
      Se é vida tal como a conhecemos, então à superfície de Vénus será praticamente impossível existir. Em Vénus existe uma zona que poderá ser apetecível para vida que poderemos conhecer, mas perto das nuvens… tal como já dizia Carl Sagan há dezenas de anos atrás 😉

      Encontrar vida similar à nossa à superfície é difícil.
      Ver uns borrões numas imagens más tiradas há 30 anos atrás, e imaginar que são extraterrestres, sabendo nós que não passam de “ruído” nas imagens e lava natural à superfície… então é ridículo 😉

      Ou seja, o post não é sobre possível vida em Vénus, mas sim sobre o ridículo de alguém olhar para aquelas fotos e depreender que existem extraterrestres similares a terrestres em Vénus 😉

      abraços

        • Marcus de Faria on 06/01/2013 at 07:42

        Esses dois conceitos sao extremamente importantes e fundamentais…
        Algum planeta por aí pode ter vida, mas “vida que desconhecemos totalmente”. O planeta Terra é um planeta ideal para sustentar formas de vida como a nossa, que necessita basicamente de água e oxigênio, mas para outra forma de vida, pode ser extremamente hostil (um “veneno”).
        Não é um direito nosso dizer que é impossível que haja vida em um planeta “X”, baseando apenas em na vida tal como a conhecemos, é um erro científico de tamanho solar.
        Agora, dizer que é impossível existir “vida tal como a conhecemos”, aí já é outra história…

  1. […] computador, sem solução). Sagan. Dentro de Buracos Negros. Buraco Negro de Outro Universo. Luas. Vida em Vénus. Astrónomo Russo. Educação. Documentários (Alien Planet). […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.