Hiperatividade solar limpa o lixo espacial

An artist's impression of Earth surrounded by space junk. Illustration by Photo Researchers/Getty Images

O recente aumento de erupções solares, e outras atividades no Sol, pode danificar satélites e redes elétricas. Mas, entretanto, o turbilhão solar tem ajudado a limpar o lixo espacial, diz o relatório dos cientistas da NASA.

Neste momento, algumas dezenas de milhares de pedaços de lixo espacial estão a circular ao redor do nosso planeta – satélites quebrados, peças de foguetões e outros materiais feitos pelo homem e presos em órbita.

Na última edição de notícias da NASA Orbital Debris Quarterly, o cientista da agência Nicholas Johnson observa que um maior influxo de energia solar na atmosfera, está na causa do alargamento da termosfera. Por sua vez, a termosfera “inchada” acelerou a velocidade com que os restos de um satélite chinês foi removido da órbita da Terra. (Veja também “NASA Satélite caindo mais rápido devido à atividade solar“, em Inglês)

Em geral, “o aumento da atividade solar faz com que mais energia se deposite na atmosfera, que por sua vez é aquecida e se expande“, explicou Johnson. “Isso aumenta a densidade atmosférica em uma dada altitude, aumentando o arrasto. E este faz com que o lixo espacial em órbita perca energia e venha para uma órbita mais baixa“, onde os detritos eventualmente, reentram na atmosfera.

fonte National Geographic

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.