Rússia e China adiam missões espaciais

Recentemente surgiram rumores sobre o adiamento das próximas missões espaciais tripuladas da China que estavam previstas para 2012. Tal como adiantou o Boletim Em Órbita, a missão Shenzhou-9 inicialmente prevista para Março de 2012, poderá somente ocorrer em Junho de 2012. Observações recentes dos parâmetros orbitais do módulo TG-1 Tiangong-1, mostram que a descida natural da sua órbita o colocará em posição para uma acoplagem em Junho, fazendo assim uma poupança de propolente necessária para as posteriores manobras orbitais e acoplagem com a Shenzhou-10.

Não se conhece ainda os nomes dos tripulantes da Shenzhou-9 ou mesmo se terá dois ou três membros, sendo provável uma tripulação só de dois elementos. Por seu lado, a Shenzhou-10 deverá ser tripulada por três elementos incluindo a primeira yuangyuan. A missão da Shenzhou-10 deverá ter uma duração de cerca de duas semanas.

Entretanto, notícias vindas da Rússia indicam um adiamento do lançamento das missões Soyuz TMA-04M e Soyuz TMA-05M, devido a problemas encontrados durante a preparação da Soyuz TMA-04M. Os problemas no módulo de descida da Soyuz TMA-04M foram descobertos a 23 de Janeiro durante a realização de testes numa câmara barométrica nas instalações da Corporação RKK Energia ‘Sergei Korolev’, em Korolev – Moscovo. Durante estes testes a pressão no interior do módulo é elevada lentamente até às 1,3 e 1,5 atmosferas. Porém, ao se verificar os procedimentos do teste realizado, descobriu-se que a pressão interior havia sido elevada até às 3 atmosferas. Em resultado, os especialistas descobriram que as superfícies interna do módulo se encontravam distorcidas, o que também pode implicar uma má qualidade dos materiais utilizados para o fabrico do módulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.