Gravidade repulsiva como alternativa à energia escura

Quando os cientistas descobriram em 1998 que o Universo se expandia a um ritmo acelerado, a possibilidade de que a energia escura poderia explicar a observação foi, no mínimo, um conceito intrigante. Como tem havido pouco progresso em descobrir exatamente o que é a energia escura, tornou-se então mais um problema do que uma solução para alguns cientistas. Um físico, Massimo Villata, do Instituto Nacional de Astrofísica (INAF), em Pino Torinese, Itália, descreve a energia escura como “embaraçosa”, dizendo que o conceito é um elemento ad hoc para a cosmologia padrão e é destituído de qualquer significado físico. Villata é um dos muitos cientistas que estão à procura de novas explicações da expansão acelerada do Universo que envolvem alguma forma de gravidade repulsiva (anti-gravidade). Neste caso, a gravidade repulsiva poderia decorrer da ocultação da antimatéria nos espaços vazios. (o artigo científico pode ler-se aqui)

Durante os últimos anos, um físico do CERN, Dragan Hajdukovic, vem investigando o que pensa ser uma parte muito negligenciada do cosmos: o vácuo quântico. Ele sugere que o vácuo quântico tem uma carga gravitacional decorrente da repulsão gravitacional de partículas e anti-partículas virtuais. Anteriormente, este cientista mostrou teoricamente que esta gravidade repulsiva pode explicar várias observações, incluindo efeitos geralmente atribuída a matéria escura. Além disso, esta gravidade adicional sugere que vivemos num Universo cíclico (sem Big Bang) e pode fornecer uma perspectiva sobre a natureza dos buracos negros e uma estimativa da massa do neutrino. Em seu trabalho mais recente, publicado na revista Science Astrophysics and Space, ele mostra que o vácuo quântico poderia explicar mais uma observação: A expansão acelerada do Universo, sem a necessidade de energia escura.

Mais aqui e aqui.

9 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. parece estranho mais pra mim poderíamos ter vindo no fundo de um buraco negro, ou seja, surgimos da sua parte repulsiva no Buraco branco. e sendo assim estariamos constante empurrados por isso nunca poderíamos achar a origem do universo.
    Explicando: Ao haver o big bang poderia ter sido o rompimento do espaço tempo de outro universo onde haveria o buraco negro que nos deu origem. Nos empurrados assim pra esse universo

    • Sócrates Georges Petrakis on 30/06/2012 at 17:26
    • Responder

    Bom dia!
    Em vez de enviar O texto que já registrei na biblioteca nacional sobre a expansão acelerada do universo explicada pela gravidade ,vou enviar aos poucos ,partes deste texto para serem comentadas neste espaço e em meu email . por isto se possível peço para que mostrem meu e mail para que todos possam enviar seus comentários .
    A primeira parte é relativa a este comentário:

    Será que alguém no mundo, em vez de tentar analisar a influencia da gravidade em regiões interiores ao universo como sistemas ,galaxias, etc,como todos os Físicos fazem,não tenta analisar tal influência de fora para dentro observando o universo como um todo, e não de dentro para fora .Pelo meu texto analisado de fora para dentro eu provo que a gravidade gera a energia potencial gravitacional e cinética que faz o universo expandir aceleradamente.
    Em meu e mail estará o endereço do meu blog que explica tudo.
    O próximo comentário só enviarei se tiver respostas à este.Obrigado pela atenção!

      • gilmar lopes dos santos on 16/11/2015 at 13:40
      • Responder

      Oi Sócrates, estou interessado na sua teoria, manda pra mim, aquele abraço.

  2. Não é em blogs que se publicam essas teorias, mas sim em credíveis peer-review journals.

    abraços

  3. Já registrei na biblioteca nacional um modelo de universo que explica detalhadamente a expansão acelerada sem a necessidade do uso de energia escura ,provando apenas utilizando a fórmula de Einstein e a gravidade .Não foi necessário a presença de uma gravidade repulsiva , nem anti matéria ,nem a existência de massas exteriores ao universo nem a presença de outros universos exteriores . É inédita ,de fácil entendimento,e por isto difícil de ser contestada .A colocarei em um site ou blog em breve,para ser analisada por todos que se interessarem. Tal modelo tem uma lógica ,para mim, perfeita e mostra que o que se pensa sobre a evolução do universo está tomando um rumo errado.Tal modelo também conclui que o universo nunca teve um começo e também nunca terá um fim.

    • Antonio Martini Jr on 03/02/2012 at 03:49
    • Responder

    Sempre achei isso , que a gravidade pode ter um lado repulsivo , ou que o espaço em si pode ter essa propriedade. Na verdade eu escrevi uma hipotese a muito tempo ,antes de se saber da existência dessa chamada energia escura . Nela eu afirmava que a gravidade podia ser mesmo repulsiva e não atrativa apenas. Mas era o Universo inteiro que tinha essa propriedade em relação a uma massa . Nunca fui atras de publicar algo porque ainda eu era estudante na época . Depois segui outra carreira e nem me lembrei mais . Agora com essas idéias , eu to ligando os pontos . Acho que logo teremos uma nova teoria da gravidade ainda melhor que a Relatividade Geral , mas aproveitando muito dela . E poderemos descartar essa energia obscura assim como descartamos o eter .. Gravidade como repulsão pode ser a chave , mas ela será repulsiva quando da interação espaço – matéria e atrativa quando interação matéria – matéria . Falta algo ainda , mas acho que não vai demorar para alguem anunciar novos progressos .

      • gilmar lopes dos santos on 16/11/2015 at 13:35
      • Responder

      Olá Antônio, fiquei muito contente com a sua colocaçãio a respeito da gravidade repulsiva, pois incrível como a ciência caduca nos erros. Se está obvio que somos um misero grão de areia nesse cosmo, como é que não foi descartado essa hipótese ultrapassada newtoniana da cosmologia. Vamos debater mais essa hipotese da gravidade repulsiva, porém com mais precisão de acertos a respeito do que é correto acreditar. Eu acredito que a teoria da relatividade da para entrar no contexto, certo? Aquele abraço.

      1. Ainda bem que “acredita” na teoria da relatividade… porque a ciência não depende das suas crenças… e teorias científicas estão mais provadas que factos.
        Isto é algo que já foi explicado aqui em artigos por dezenas de vezes. Basta ler.

        Quanto à “hipótese newtoniana” estar ultrapassada, respondo-lhe como Dawkins: proponho que suba ao topo de um prédio de 20 andares e se atire lá do topo. Rapidamente vai perceber que a “newtoniana” não é uma teoria, e que funciona perfeitamente como previsto.

        Mas já se percebeu que o Gilmar não está interessado na realidade, mas acredita religiosamente que a ignorância dos assuntos é que o salvará.

  4. Suspeito que no vácuo quântico esteja o segredo do pré-Big Bang.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.