Poeira na Nebulosa de Orion

A APOD de hoje traz parte da Nebulosa de Orion, que se encontra a cerca de 1600 anos-luz de distância.
Na imagem vemos muita poeira, causada pela formação de estrelas massivas.
Dentro de alguns milhões de anos essa poeira já não existirá, já que será destruída ou dispersada pela Galáxia, pelas mesmas estrelas que agora causam a poeira.

1 comentário

  1. Destruída? Aproveitada, transformada. Nada se perde, tudo se transforma. Estou a brincar, e percebi o que se quis dizer, mas não resisti.
    Realmente faz-nos sentir um pouco impotentes pensar que olhamos para o seu e vemos o passado. Não sabemos, na verdade, como está agora o universo. Não podemos ver as coisas em tempo real. Pode-se fazer estimativas do que deve ter acontecido desde a imagem que vemos e o tempo atual, mas não podemos ter mesmo a certeza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.