Starry Night

Já falei desta pintura famosa, aqui.
A pintura, A Noite Estrelada (The Starry Night), foi produzida de memória por Vincent van Gogh em 1889.

Vejam agora esta mesma pintura, mas numa animação interactiva:

Starry Night (interactive animation) from Petros Vrellis on Vimeo.

14 comentários

2 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Que vídeo lindo. Obrigado Carlos!

    A tecnologia tem o poder de nos aproximar e nos aprofundar da arte.

    • Betinhofloripa on 16/02/2012 at 17:47
    • Responder

    Professor Carlos

    Se não for abusar da sua paciência, gostaria que você me esclarecesse uma dúvida que me perturba em relação à Teoria do Big Bang.
    Num documentário de TV (num desses canais da família Discovery Channel), o famoso físico e cosmólogo, Stephen Hawking, após explicar que, segundo a visão científica, haviam razões suficientes para que a figura de um Deus criador fosse desnecessária para explicar a criação do universo e da vida, seja na Terra ou fora dela.
    Ao final, ele comentou que a gravidade foi criada junto com o tempo após o Big Bang. Que antes disso, nem tempo e nem gravidade existiam. Nem mesmo o espaço existia, pois tudo estava compactado numa partícula atômica. e, sendo partícula, segundo a Teoria Quântica, ela simplesmente apareceu e flutuava até o momento em que explodiu.

    A pergunta é composta de duas partes relacionadas às afirmações do renomado cientista:
    Flutuava onde, já que o universo ainda não havia sido criado e, portanto, não existia o espaço, e, como flutuava se não havia gravidade?

    Obrigado

    🙂

    1. Olá,

      Já falei nesse assunto nestes dois posts, que sugiro que dê uma olhada 😉
      http://www.astropt.org/2010/09/13/hawking-e-deus/
      http://www.astropt.org/2010/09/04/deus-e-hawking/

      Hawking é um génio do marketing, quando quer vender livros. Usa a estratégia das afirmações bombásticas.

      A verdade é que nem ele, nem ninguém, pode afirmar com certeza o que aconteceu anteriormente a 10^?43 segundos após o Big Bang… o que é uma eternidade para essa altura.
      http://pt.wikipedia.org/wiki/Tempo_de_Planck

      Neste caso, o Hawking nem estava enganado.
      Ele simplesmente diz que “Deus pode existir, mas a ciência não precisa dessa hipótese para explicar o Universo”. Ou seja, a ciência não pode nem deve recorrer a seres divinos como explicações científicas. Penso que isto é evidente.
      Depois os media é que… pronto, divulgaram como se o Hawking dissesse que Deus não existe.

      Aliás, pegando nas suas palavras: “partícula, segundo a Teoria Quântica, ela simplesmente apareceu” <-- quem acredita num Deus criador do Universo, pode na mesma colocá-lo neste passo ;). Como essa partícula apareceu? 😉 Quanto às suas perguntas, posso-lhe dar "ideias soltas", bitaites meus, ou então dizer-lhe a verdade directamente: não faço a mínima ideia sobre essas 2 perguntas 🙂 Eu tenho discutido imenso por aqui com alguns colegas meus, porque a Teoria das Cordas parece-me mais filosofia cheia de buracos do que outra coisa qualquer, mas o certo é que não sou especialista nisso e eles são 😉 Peço desculpa 😉 abraços

        • Betinhofloripa on 16/02/2012 at 18:31

        Obrigado Carlos.

        Sei que abusei ao fazer perguntas complexas que têm como respostas suposições.

        Na verdade, creio que ninguém sabe.

        O pouco que li sobre a Teoria das Cordas me faz chegar à mesma observação feita por você…”cheia de buracos”.

        Mas esperar o quê de uma teoria?

        De qualquer forma não há demérito algum na dita teoria por apresentar inconsistências.

        Elas (as teorias) são assim até que se tenha certeza de tudo nelas, daí passam a ser leis, não é mesmo? 🙂

        Em relação à Deus existir ou não, cabe a cada um julgar como lhe convier. Sinceramente, não é o assunto que gosto de discutir.

        É como falar de futebol aqui no Brasil. Não se chega a lugar algum e sempre acaba cada qual com suas convicções originais, ou seja, não vale a pena perder tempo com isso. Cada um sabe de si, como dizemos aqui.

        Obrigado outra vez….

        🙂

      1. Não abusou nada 😉
        São assuntos muito interessantes 🙂

        “não há demérito algum na dita teoria por apresentar inconsistências” <-- claro. Tem toda a razão 😉 Já quanto ao futebol, não lhe dou razão. É totalmente objectivo quando eu digo que o Benfica é a melhor equipa do mundo 🙂 eheheheeh 🙂 abraço! 😉

    • moacyr correa on 16/02/2012 at 14:29
    • Responder

    O que pude perceber com esta animação é que
    A Vontade do Universo sobrepõe a vontade do homem.

    1. Oi,

      Sim, é uma notícia totalmente feita à medida de media sem inteligência divulgarem como se fosse uma notícia extraordinária 😉

      Já falei dela, aqui:
      http://www.astropt.org/2012/01/26/cientista-russo-encontra-vida-em-venus/

      abraços

        • Betinhofloripa on 16/02/2012 at 16:21

        O que leva um cientista a por sua reputação em jogo com uma afirmação dessas?

        Dinheiro ou fama, talvez?

      1. Eu inclino-me para o que o Cavalcanti disse lá no seu comentário: talvez publicidade, devido a algum projecto de financiamento a que ele estivesse a concorrer.

        É só uma hipótese que coloco.
        A verdade mesmo do porquê de ele ter feito isso, não sei 🙁

      • Betinhofloripa on 16/02/2012 at 17:12
      • Responder

      O fato é que a vida inteligente fora da Terra pode não existir…. segundo o astrofísico inglês John Gribbin ….

      http://www.clicmais.net/tecnologia/48433/nao-adianta-procurar-vida-inteligente-fora-da-terra

      1. “Gribbin defende que a vida pode existir em outros planetas, sim, porém não complexa e inteligente como em nosso planeta. (…)
        O que torna o planeta Terra único, na visão de Gribbin, é uma série de acasos que criaram o ambiente ideal para o surgimento da vida inteligente.”

        Esse é quase uma cópia do livro Rare Earth 😉 – que é quase uma “bíblia” do movimento de “vamos estudar os ETs pela ciência e não ir pelas crenças da ficção científica” 😉

        abraços

        • Betinhofloripa on 16/02/2012 at 17:34

        Porém, essa teoria é totalmente contra o que pregava o grande Carl Sagan.

        Ele , entre outras figuras de renome, afirmava que a Terra é um planeta típico e é provável que o Universo esteja repleto de vida complexa e, possivelmente, vida inteligente.

        Trata-se do Princípio da Mediocridade.

        Entretanto, a cada dia que passa e a cada descoberta que vem à tona, eu estou começando a acreditar que, provavelmente, somos uma raridade mesmo…

        Eterna solidão na imensidão do infinito…

        🙁

      2. O grande problema aqui é o que se entende por “inteligência”.

        Note que inteligência humana não é necessária para a sobrevivência. Pelo contrário.

        Os ETs podem existir e ser inteligentes.
        Mas inteligentes como os Humanos actualmente, isso não serão certamente.
        Os próprios humanos não eram inteligentes humanamente como agora há somente 100 mil anos atrás… e friso a palavra “somente”.
        E os humanos daqui por somente 100 mil anos irão olhar para nós e pensar que seríamos animais em termos de inteligência.

        O SETI, por exemplo, define inteligência como a capacidade para ter rádio-telescópios. Logo, assume que os ETs terão que ter mãos, terão que só se concentrar no comprimento rádio, etc.
        Para o SETI nós só somos inteligentes há cerca de 70 anos…

        Ou seja, este é um problema mais complexo do que o que nos é “vendido” popularmente 😉

  1. […] os especialistas estejam enganados e o cipreste retorcido, e aquele céu no quadro «Noite Estrelada», não sejam a representação da alma atormentada do […]

  2. […] – Arte: Pinturas. Starry Night. Ceia Científica. Imagem Inspiradora. Luís Carmo. Beleza. Ficção Científica. Música. U2. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.