Estilo Saudável = Bons Telómeros


Quando os cromossomas são replicados na preparação para a divisão celular, os telómeros encurtam. Este é um sinal de envelhecimento biológico. Estudos comparativos mostram haver correlações diferentes entre o tamanho dos telómeros e o estilo de vida: as pessoas que fazem exercício físico apresentam telómeros mais compridos; por outro lado, pessoas stressadas têm uns telómeros mais curtos.

Os telómeros permitem a replicação da extremidade de DNA, protegem as mesmas de fusões, protege a digestão da extremidade do cromossoma e ajudam na organização dos cromossomas na meiose. São formados por uma cadeia simples rica em nucleótidos de Guanina.

E porque encurtam os telómeros?

As extremidades são encurtadas por três motivos:

                1 – A telomerase remove a transcriptase reversa

                2 – Por retrotransposões

                3 – Por recombinação

A telomerase usa uma cadeia de RNA como molde para adicionar nucleótidos à extremidade 3’. Esta enzima prolonga a cadeia T/G. As sequências complementares a Timina e Guanina permite usar a extremidade da cadeia 3’ já formada como primer, expandindo o número de repetições. É formado um loop de 4 guaninas que não deixa a telomerase continuar a extensão. O primer de RNA é retirado e, em cada ciclo de replicação, os telómeros encurtam.

O loop formado promove o encurtamento mas também têm o papel de estabilizar dos cromossomas. Em suma, A extensão do cromossoma pela telomerase e o encurtamento provocado pela divisão celular é um processo de equilíbrio dinâmico.

Idade Biológica Idade Cronológica e Doença

De acordo com Nilesh Samani da University of Leicester, co-autor de um relatório publicado na Nature Genetics em 7 de fevereiro, a idade biológica está relacionada com o comprimento das extremidades cromossómicas.

As doenças cardiovasculares, a doença de Alzheimer e a obesidade estão relacionadas ao encurtamento dos telómeros. A líder do Grupo de Telómeros e Telomerase no Centro de Pesquisa Nacional do Cancro na Espanha, María A. Blasco, garante que se soubermos que os “nossos telómeros têm comprimento normal para a idade cronológica dar-nos-á indicação do nosso estado de saúde e da nossa “idade” psicológica antes das doenças aparecerem”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.