A brincar, a brincar…

A comunicação de ideias científicas pode ser feita de muitas formas, já se sabe.
Para mim, uma das mais interessantes, como espectadora, é o humor.

Imagem de Jorge Miguel, retirada do site "Falta Apagar o Lápis"

Já nos idos “tempos dos reis” era o bobo da corte quem dizia as verdades com (alguma) impunidade.
A atenção e popularidade que alguns comediantes modernos atingiram faz deles um importante veículo de informação e de divulgação de cultura científica. No caso internacional, posso mencionar Jon Stewart ou, melhor ainda, Stephen Colbert, favoritos pessoais no papel de, “a brincar a brincar, dizer muitas verdades”!

No nosso cantinho lusitano, um belo exemplo de mestria cómica misturada com nonsense que leva à transmissão de mensagens interessantes e esclarecedoras chega-nos pelas mãos ou, melhor dizendo, voz de Ricardo Araújo Pereira.
Deixo-vos hoje aqui um exemplo disso.

Num dos episódios da sua mais recente rubrica na Rádio Comercial, Mixórdia de Temáticas, da passada semana, Ricardo fala-nos desde o Brasil e queixa-se da saudade que tem das videntes nos programas da TV portuguesa…

Já muitas vezes aqui falamos dessa charlatanice perpetrada e perpetuada pela ânsia comercial dos canais televisivos. Ricardo, como Stephen, encarna o admirador dessas personagens, mas admira-se da falta de “acertos”… mas, melhor que qualquer resumo ou introdução minha, é bem mais interessante ouvir o próprio! 😉

2 comentários

  1. Se ele é assim meio a dormir… imagina que ele até estava acordado 🙂

    1. É bem verdade! Queria eu ter esta piada às 5 da manhã! 🙂
      E no resto do dia também…

Responder a Diana Barbosa Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.