Panspermia do avesso

Panspermia é a ideia que vida microbiana poderá viajar entre planetas à boleia de cometas.
Agora o cosmólogo Tetsuya Hara fez umas simulações, e retirou a conclusão que o asteróide que dizimou os dinossauros há 65 milhões de anos atrás, terá atirado tanto pó e “pedras” para o espaço quando impactou na Terra, que parte dessa massa poderá ter levado vida terrestre e quiçá semeado a vida por Marte, luas do Sistema Solar, e quiçá alguns planetas extrasolares.
Ou seja, o Universo poderá estar cheio de vida… terrestre!

Mas afirmações extraordinárias precisam de evidências extraordinárias.
E essas evidências não existem aqui.

Existem sim cálculos feitos por um cosmólogo, que não trabalha com meteoritos, publicados num journal que já não existe e que entrou por assuntos pseudos, com, parece-me, uma ideologia de promoção da panspermia, e que chega ao ponto de dizer que 1000 pequenas pedras ejectadas poderão ter chegado a planetas ao redor da anã vermelha Gliese 581 que se encontra a 20 anos-luz de distância, e semeado lá a vida!

Concordo com o Ricardo Cardoso Reis do CAUP: decididamente, parece-me especulação a mais.

143 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Olá AstroPT, pode ser “viagem” minha… Eu ia até perguntar isto em outra página. Mas acho que vcs saberiam me responder melhor.
    Estava lendo sobre panspermia e a presença de biomoleculas encontradas em asteroides. Oq eu fiquei me perguntando, é: Se encontrassemos um planeta com condições de habitar vida nele, mas o mesmo não tiver. Poderiamos nós, se tivermos avanços tecnologicos até lá, levar procariontes ao planeta no intuito de averiguar se eles se desenvolvem, se adaptam e conseguem se distribuir pelo planeta.(por causa da alta mutabilidade q eles apresentam) Eu particularmente não faço a minima ideia se isto é ético… Afinal, talvez estejamos acabando com o desenvolvimento natural do planeta. Até pq os seres vivos tb afetam o meio, lembrando dos seres autotroficos que mudaram nossa atmosfera disponibilizando mais O2, que acabou ajudando a desenvolver a vida como conhecemos hj.
    Enfim, esta é minha questão. A é. E por curiosidade há algum intuito de se fazer isto?( “O ser humano prover vida ao planeta”)

    1. Tem toda a razão que foi a vida na Terra que mudou totalmente o planeta, colocando O2 na atmosfera.

      Não é “viagem” sua. É uma questão científica, que abrange outras áreas: como a economia, ética, etc.

      Quanto à sua questão, tem um nome: terraformação. No caso que referiu, é com vida.

      Já falei de Terraformação neste post:
      http://www.astropt.org/2014/03/19/terraformacao-um-conceito-inviavel/

      Pessoalmente, parece-me um conceito inviável, como refiro no post, devido aos prazos temporais e às variáveis desconhecidas.

      Mas teoricamente pode ser feito.
      E, também como refiro no post, vários “monstros” da ciência e da divulgação científica defendem que se deveria fazer isso. Por exemplo, Carl Sagan defendia enviar-se microorganismos para Marte.

      Para já, não há nenhum projecto para se realizar um feito desta magnitude. No entanto, penso que no futuro isto será inevitável.

      abraços

  2. Meuuuu, não sabia que tinha tanta gente que acredita nisso, acho meio loucoo e tem que ter mais fé em acreditar nessas coisas que pra acreditar em deus.
    Bom não sei vcs, mas eu n vim do espaço… Já que vcs são de lá porque não dão uma voltinha pelo espaço dão uma passada pelo sol e visitam sua terra natal?

    • Lucas Duarte on 09/08/2012 at 19:34
    • Responder

    Especulação <3

  3. Já agora, deixem-me relembrar que este post era sobre Panspermia, e nada daquilo que os pseudos quiseram discutir.

    Os ignorantes vieram com discussões sobre Deus e o Criacionismo, porque esta é sempre a mesma táctica dos vigaristas: vêem uma notícia qualquer, não a compreendem, não a querem compreender, sentem-se ofendidos com o que não compreendem, e viram a conversa para outra treta qualquer que é uma crença própria deles para assim (porque não compreendem) insultarem hipocritamente quem tem mais conhecimento do que eles no assunto em causa.

    Como desconhecem os assuntos, e não querem ter conhecimento deles, atacam as pessoas que sabem mais desses assuntos, e viram a conversa para sistemas de crenças próprios que nada têm a ver com conhecimento.

    Enfim…

  4. Quanto mais insultam, mais burros e arruaceiros se revelam. Um alucinado anda-se a babar nos teclados por causa do AstroPT e a insultar quem aqui comenta? Grande novidade. Não é o primeiro cobarde anónimo na Net nem será o último.
    Quanto ao autor do blogue, vejam o contraste entre o que está escrito no perfil e os comentários que ele aprova. Afirma-se amante da concórdia universal e declara o seu amor por todos os seres vivos da Terra, mas aprova comentários alheios para satisfazer o seu mesquinho desejo de vingança.
    Raios, e já viste a sidebar? Se eu tivesse reparado nela antes nem sequer tinha lido o post dele. Tem uma mensagem de ASTHAR SHERAN aos habitantes da Terra! Este Asthar é «comandante de uma equipe de extraterrestres cuja missão é de proteger o nosso planeta».Há falta de anjos com asinhas, agora veneram anjos tecnológicos. Há alguma possibilidade de ter um diálogo racional com esta gente, esperar que sejam capazes de perceber ou aceitar seja o que for? Seria mais fácil explicar a um peixe os benefícios do ar puro da serra da Estrela. É deixá-los felizes no seu cantinho medieval.

    1. Marco,

      Pois, tens mesmo razão…

      A mim, já duas pessoas me informaram, um deles advogado, que eles andaram a disseminar calúnias e difamações sobre a minha pessoa nesse blog pseudo-religioso.
      Fui lá ver, e sinceramente parti-me a rir 🙂 LOL. A dizerem que só sou assistente e não sei que mais. LOLLLLLLLL Bastava perderem 1 minuto e contactarem a Universidade, o meu departamento, as pessoas que trabalham comigo. Em vez disso, preferem levantar falsos testemunhos, preferem escrever mentiras baseadas em fracas pesquisas. Enfim… esta é a parca inteligência desta gente.
      A difamação e a calúnia são punidas por lei. O IP dessa pessoa nós temos aqui no astroPT ;). O autor desse blog que anda a aprovar e a disseminar essas calúnias também sabemos quem é devido ao IP que deixou aqui. Por isso, sinceramente, só me dá para rir como essas pessoas podem ser tão burras… 😉 Mas não é coisa que me surpreenda: elas já provaram que preferem seguir crenças estúpidas do que o conhecimento dos assuntos ;). Depois estas pessoas queixam-se da vida que levam e das coisas que lhes acontecem… pudera! São elas que fazem por isso!

      Já agora, nota os argumentos totalmente pessoais: em lado nenhum há argumentos objectivos de que as crenças pessoais dele estão certas, em lado nenhum existe uma defesa das suas crenças… só existem os chamados Ad Hominem, que são os argumentos de quem é fraco mentalmente e não tem argumentos racionais para apresentar. Só insultos. Enfim… tenho pena destas pessoas. São uns tristes.
      Por outro lado, são este tipo de pessoas que não deixam a Humanidade se desenvolver mais rapidamente, são o cancro da sociedade.

      abraços!

        • Rui Costa on 11/05/2012 at 15:13

        Carlos, nada de levar isso para o campo pessoal.

        Há pessoas que são mesmo assim e não mudam.

        Defendem as suas ideias de forma tão aguerrida e têm uma mentalidade tão tacanha e obcecada que, quando confrontados com outras pessoas que defendem ideias contrárias às suas e para as quais não têm argumentos novos nem convincentes, suspendem a discussão das ideias e tentam destruir o carácter do opositor.
        Nada de novo aqui 🙂

  5. O apalermado “Bruno” continuou enviado idiotices lá no blog do Palmela.

    O bruno é totalmente contraditório. Afirma que este blog é desinteressante, porém continua enviando comentários que, corretamente, estão em SPAM. Este blog é tão desinteressante que este cidadão vem aqui e logo depois vai comentar noutros blog’s. Ôô seu Bruno, larga a mão de ser criança: aqui todo mundo é adulto. Deu pra entender?? Aqui se trabalha e sugiro que faça o mesmo: toma vergonha nessa sua cara e vai arrumar emprego. Lave seus dedos sujos antes de mencionar o nome de qualquer pessoa deste espaço, e não se sabia que você era “assistente de Deus”. Pois julga saber os Seus Pensamentos. Pelo visto, quem joga em duas equipes é você – que mal entra aqui em SPAM e vai em outros blog’s vomitar suas idiotices. Recebes 13º salário ou faz hora-extra?

    1. Cavalcanti,

      Eu não ando a ver o que ele escreve por lá, mas asseguro-lhe que desde ontem o Bruno não enviou mais comentário nenhum para aqui. Nem ao SPAM foi ter.
      Por isso, se ele diz que continua a enviar, está a mentir.

      abraços!

      1. “(…) continua”. Correção: ( (…) continuou), devido a achar desinteressante, mas tinha enviado comentários maldosos antes ao seu blog.

        Agradeço a correção, Carlos. 😉

        Abraço.

  6. Já agora, veja o comentário de um cidadão chamado Bruno no blog do Rui Palmela.

    O Bruno também enviou testamentos hoje, mas percebi que o comentário desse cidadão foi colocado para SPAM. Esse Bruno gosta bastante de insultar outras pessoas.

    Sentem-se. Vamos às idiotices deste:

    “Tem lá um que se diz crente em Deus, e em seguida vem dizer tudo e mais alguma coisa contra Deus, no mimimo vergonhosa a sua crença.”

    Com certeza, esse deve ser eu. 😛 😛

    É o seguinte, pequeno gafanhoto Bruno:

    1) Afirmo e confirmo que acredito em Deus;

    2) Nunca escrevi uma única vírgula contra Deus nem aqui no AstroPT, nem em qualquer lugar. Não tenho vergonha de minhas crenças religiosas, muito menos de minha fé em Deus;

    3) Ter fé em Deus não significa acreditar em crenças religiosas. Primeiro, aprenda a saber a diferença entre crença religiosa e fé num Ser Superior. Se você não sabe, caro Watson, deveria procurar saber qual diferença é; e

    4) A Igreja Católica, do qual sou seguidor praticante, depois de milênios, está começando
    “dar mão-à-palmatória” acerca das teorias científicas do início do nosso Universo – a ver as últimas notas que a Santa Sé trouxe à público. Minhas crenças, assim com as de Leimatre, não deixaram-nos de perceber as evidências e fatos científicos. Todavia, vergonhoso é um cidadão, chamado Bruno, afirmar as seguintes asneiras:

    “(…) desse senhor que se dá pelo nome de Carlos F. Oliveira, nem tive direito a ridiculariza-lo em frente à cambada dos seus seguidores.”

    Antes de ridicularizar, certifique-se que você mesmo não está sendo ridicularizado pelas próprias babaquices que afirma.

    “Pelo que pude ler, nos comentários deu para perceber que a maioria dos que lá comentam, dizem sempre amém com medo de serem expulsos da seita deles.”

    Cidadão, eu sou pernambucano e na minha cidade natal, nós só temos medo de alguém se este alguém tem mais de dois culhões entre as pernas.

    “Depois, vem outra dizer que os amigos lagartos dela são mais perfeitos que o ser humano e que o humano é feito de remendos, ela com certeza se deveria estar a referir ao namorado que deve ser tão feioso ou mal jeitoso que realmente mais parece um remendo. E a fulana ainda se diz cientista….”

    Ela tem formação acadêmica. Pode-se intitular cientista. E tu, Bruno, tem que formação?

    “Melhor mesmo é esse tal Carlos Oliveira, que se diz professor, realmente o tempo que ele passa no blog deve ser só para ensinar seus seguidores, porque alunos numa faculdade, não estou a ver, ele não tem perfil para tal. é que esse Carlos não sabe mais, usa sempre os mesmos argumentos em todas as discussões, mais parece um disco riscado. ”

    Desde quando tu é especialista em saber se uma pessoa é ou não aquilo? Também se percebe teu perfil…

    E pra fechar com chave-de-ouro…

    “caro Rui Palmela, essa que se faz passar por Ana, o nome dela é Diana Barbosa, se comparar as respostas dela aqui com as do blog desse Carlos vai constatar isso.”

    LOLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL 😛 😛

    Caros colegas deste espaço: realmente, a estupidez humana está acima do nível deste Universo. É por isso que extraterrestres preferem não manter contato conosco. Já sabem que aqui não há vida inteligente.

    1. Cavalcanti, está bom de ver que todos os pseudónimos encontram o tal sítio do Rui Palmela… que não tinha ninguém, mas pelos vistos nos últimos dois dias todos os que aqui comentam com parvoíces encontram imediatamente esse sítio para desbobinarem frustrações pessoais.

      Está bom de ver que, ou esse sítio de repente ficou famoso em dois dias por entre todos os ignorantes pseudos… ou então na verdade é só uma pessoa a “fazer a festa toda”, inventando pseudónimos para tentar enganar os outros que o sítio ficou 300% mais concorrido em 2 dias.

      De resto, o que dizer?

      Quanto ao que eu sou, bastaria ele contactar a minha Universidade, e já perceberia. Em vez disso, faz o que os parvos ignorantes fazem, levanta falsos testemunhos. Coitado. A inveja deve-o matar por dentro. Temos que compreender. É uma mente pequenina.

      Ri-me pela conspiração dele em imaginar que a Ana é a Diana, sendo que elas vivem a centenas de kms uma da outra, têm milhares de fotografias na net, e já apareceram em encontros onde se pode perceber quem eram.
      Mas ele só pensa isso, porque a conta que ele criou no Facebook para ele, que eu fui ver, não tem qualquer foto dele, não tem qualquer actividade, e percebe-se bem que essa conta só foi criada para ele passar o tempo a trollar pela internet. Ele imagina isso da Diana e da Ana, porque ele próprio é o pseudónimo de outro. Isso em psicologia tem um nome: projecção. 😉

      Coitado… enfim… não o podemos culpar. É uma pessoa mentalmente doente.

      1. Carlos,

        O mais engraçado é que o Rui Palmela bloqueou o comentário do Manel Rosa Martins, segundo ele por conter ofensas pessoais à um cidadão “Anônimo” e insultos = adjetivos não permitidos no tal blog. Segue o comentário dele fazendo um convite ao Manel pra fazer um comentário de forma “civilizada” e “educada”, sem incorrer aos termos que não seriam permitidos no referido blog.

        Porém, logo em seguida, aprova o comentário 😛 “Estúpido do Ano” 😛 do tal cidadão Bruno. É a hipocrisia a reinar.

        Portanto, uno-me em coro ao comentário do Marco:

        “Depois existe também, em todos eles, uma revolta sobre quem detém o conhecimento porque, no fundo, é visto como uma forma de poder. Tem o poder de abalar esse sistema de crenças e conspirações, portanto é sempre visto como uma ameaça.”

        Só pode ser isso. Penso que talvez não exista outra explicação. É a mesma coisa de pseudos que dizem que “ensinaram ciência a si próprios”, sem nunca ter colocado os pés numa Universidade. Percebem-se, em suas palestras (a ver o Nassin Haramein), a zombaria destes para com aqueles que obtiveram diploma universitário.

        Abraços.

      2. Duas coisas excelentes no comentário do Carlos:

        “Coitado. A inveja deve-o matar por dentro. Temos que compreender. É uma mente pequenina.”

        “Ele imagina isso da Diana e da Ana, porque ele próprio é o pseudónimo de outro. Isso em psicologia tem um nome: projecção.”

        É-mais-que-provável.

        😉

  7. O mais engraçado é que se copiam todos uns aos outros.

    Um deles comenta lá o seguinte: «As moléculas de DNA (ácido desoxirribonucléico) em cada célula viva contêm instruções elaboradas e detalhadas necessárias para o desenvolvimento correto dos organismos. Embora o DNA seja muito mais complexo, podemos compará-lo às informações digitais gravadas num DVD. Ao serem carregadas, as informações codificadas num DVD possibilitam assistir a um vídeo ou ouvir música. De maneira similar, as moléculas de DNA, cujo formato é parecido a uma escada de corda em espiral, contêm informações codificadas que servem de base para todas as formas de vida e asseguram a biodiversidade — assim, bananas são diferentes de feijões, zebras de formigas, humanos de baleias.»

    O que ele não diz é que foi buscar aquilo tudo aqui: http://gene1genesis.blogspot.pt/ Façam scroll e parem no texto a vermelho (estes tipos são tão bons em Ciência como são em web design) e comparem. Não pensam nem argumentam, são máquinas de copy-paste. E são desonestos, por não citarem sequer as suas fontes.

    É só show-off, claro. Quer mostrar que sabe, mas a única combinação que sabe é Ctrl+C e Ctrl+V.

    Insiste em chamar-nos de seita e que não pensamos pela própria cabeça e «seguimos» cegamente o que o Carlos diz porque não consegue pensar para além do seu próprio quadro de referências.

    O Universo pseudo também teve o seu próprio Big Bang. Ao princípio, a estupidez era apenas uma singularidade, um ponto infinitamente pequeno, até que explodiu. E o raio do Universo continua a expandir-se. Não há nada a fazer quanto a isso, pois o Universo que nós observamos é outro.

    Ao mesmo tempo, tudo isto me faz sentir pena. Pena daquelas pessoas. Ou daquela pessoa e das suas múltiplas personificações.

    Porque tanto esforço e tanto blogue pressupõe algum interesse pelos mistérios da vida – eles existem, e muitos! Dado que a educação científica nas escolas e nos meios de comunicação é medíocre, essas pessoas tendem a valorizar as explicações que conseguem compreender. Entre uma história e uma equação, qual acham que é mais fácil de entender?

    Depois existe também, em todos eles, uma revolta sobre quem detém o conhecimento porque, no fundo, é visto como uma forma de poder. Tem o poder de abalar esse sistema de crenças e conspirações, portanto é sempre visto como uma ameaça.

    Se não fossem tão mentalmente preguiçosos aprenderiam pelo menos o básico do que é a Ciência, e como funciona, em vez de verem teorias da conspiração em todo o lado.

    São tão limitados na forma como aproveitam o cérebro que têm que nem sequer percebem que a verdadeira conspiração está na forma como esta sociedade valoriza o dinheiro mais do que o conhecimento – e é por isso que é sempre mais fácil encontrar um artigo de astrologia num jornal do que um artigo de astronomia. É por isso que é mais fácil encontrar sites sobre o fim do mundo do que sites onde essas teorias são desmistificadas.

    Estes pseudos são o resultado deste mundo em que vivemos, e isso entristece-me.

    É inútil perder tempo com eles porque, para gente assim, o Conhecimento é também uma forma de conspiração.

    1. Muito bem dito, Marco!

      Tu e o Cláudio têm razão: muitas vezes perdemos o nosso tempo com esta gente e, com isso, não fazemos outras coisas que seriam mais importantes, como a produção de novos conteúdos…ou aquele trabalho que nos paga as contas.

      Mas acho que podemos ser perdoados pela nossa tentativa, ainda que vã, de difundir conhecimento, educar e esclarecer.

      Espero que os leitores que realmente querem aprender e maravilhar-se com a ciência, encontrem alguma utilidade nas explicações que aqui foram apresentadas.
      😉

    • Cláudio Tereso on 10/05/2012 at 00:06
    • Responder

    Acho que fazem mal em perder tanto tempo com um fanático (duvido que seja mais que um). Já repararam que uma pessoa rouba tempo a meia dúzia de Malta (com M grande) que podia estar a produzir conteúdo? Ao darem-lhe atenção estão a dar valor às ideias dele, como se merecem ser respondidas.

    Acho que foi o Dawkins que deixou de aceitar palestras contra doidos porque só servia para eles se promoverem, e acho que é isso que está a acontecer por aqui …. 😉

    Também acho que tentar no blog dele escrever alguma coisa útil, não vale a pena. A meia dúzia de alucinados que deve ler aquilo NUNCA vai mudar de opinião independentemente da validade dos argumentos apresentados.

  8. Se cidadãos do naipe do Raziel, Alexandre e outros que fizeram comentários (inclusive um mandou todos aqui irem “à merda”) lá no blog do Rui Palmela, acham o Carlos com tais adjetivos (que nem vou expô-los aqui) é porque não conhecem o André do “Ceticismo.net”. 😛

    Façam o seguinte, senhores: afirmem as mesmas asneiras neste blog:

    http://ceticismo.net/

    Tanto o André quanto seus leitores são muito menos pacientes que nós com comentários dos referidos cidadãos. 😉

    Se acham que aqui somos arrogantes, desejo-vos um belo debate com o André e o seus colaboradores sobre crenças (por diversas vezes refutadas) e OVNI’s.

    1. Ôpa! É nós na fita. 🙂

      Pode mandar o pessoal pra lá que eu tenho um cantinho especial pros malucos, trolls e atoleimados. A seção chama-se “Voz dos Alienados”, que anda meio parada por falta de imbecis escrevendo besteira.

      Quanto ao pessoal que foi xingado, não liguem. Eu recebo todo santo dia um e-mail mostrando como seus remetentes são calmos, pacíficos e dignos do mais alto respeito.

      Abraços a todos.

      1. (risos) 😛

        André, me referi ao seu blog, pois conheço desde 2009. Ainda não vi comentários do Alexandre, do “Bruno” e dos outros pseudos que aparecem aqui lá no teu blog. Possivelmente, devem ter visto as ensaboadas que pseudos levam nos comentários. 😉

        Espero vê-lo, André, mais vezes por aqui. 😉

        Abraços.

  9. Notem o comentário de um cidadão chamado Raziel lá no blog: chama este sítio de blog “pseudo científico”.

    LOLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL ROFTLOLLLLLLROFTLOLLLLLLLLLLL

    COF COF… COF COF…

    _________________________________

    É o fim da picada. É como eu disse, caros: o mundo está de ponta-cabeça.

    Se este sítio é pseudocientífico – que é formado por pessoas que estão a cursar nível superior; pessoas que obteram diploma universitário; mestres e doutores em suas respectivas áreas e não aqueles que dizem que “ensinaram ciência a si próprios”, “pesquisadores (de internet, só pode)” – então, o que dirá outros sítios?

    JÁ NÃO HÁ PACIÊNCIA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    1. O Raziel fartou-se de dizer asneiras, neste post:
      http://www.astropt.org/2012/04/02/vemo-nos-em-tribunal-ii-blogger-portugues-processado/

      É mais um que anda com a cabeça em água… homeopática.

      Enfim…

  10. Já agora. A complexidade irredutivel de Behe nunca teve pernas para andar. Só faz sentido para criacionitas que não aceitam que formas incompletas de olho que existem hoje na natureza em vários animais (vão descobrir) são prova que milésimos de olho são melhores que olho nenhum. Não há complexidade irrredutivel.

    E assim está demonstrado. Para quem quer saber, claro.

  11. Olá a todos.

    Vão para aí alguns mal entendidos.

    Teoria cientifica não é o mesmo que opinião. A opinião é uma forma de conhecimento fraca, individual, não sistemática e baseada no senso comum. Uma teoria cientifica é baseada no esforço conjunto de várias pessoas, que é capaz de explicar o que se conhece, é consistente com o resto da ciência e é capaz de fazer previsões testáveis. É o melhor que temos como conhecimento.

    A evolução não é apenas uma teoria. Teoria é o que a explica. As linhas de evidencia são tantas que os filósofos consideram a evolução um facto.

    Sim, a filosofia não é igual a “tudo o que me passa pela cabeça.” Nem o senso comum devia ser isso.

    O que a ciência não explica ou o que ela pode estar a explicar mal não prova nenhuma teoria por si só. Ir ver “apelo à ignorância” e “deus das lacunas”.

    Quando a haver cientistas que acreditam num criacionismo de qualquer especie… Bem, é assim, entre biólogos e geólogos esses são menos de 5%. E na ciência, onde se procuram consensos e verificação independente dos casos, os números contam. É isso que nos permite criar paradigmas de investigação que levam a existirem computadores como estes que estamos a usar neste momento.

    Quem acha que pode escolher a dedo aquilo em que quer acreditar sem se ralar com as evidencias é consigo. Cada um pode acreditar no que quiser e dizer o que quizer. Mas isso não o torna verdade. O melhor que conseguimos fazer é sistematizar os esforços e trabalhar com varias mentes em sintonia. É um bocado arrogante pretender que se faz melhor sozinho ou com um grupinho de amigos. E provas?

  12. Fui ver mais comentários que estavam a entrar directamente para SPAM… e de quem são???
    São do Alexandre!!!! LOLLLLLLLLLLLL
    Que tem o mesmo IP do Marcelo!!!!
    Ou seja, o “Marcelo” era o Alexandre, que cobardemente se escondeu atrás de identidades falsas. Por aqui se vê que o seu único objectivo é ser troll, criando identidades paralelas!!!

    E foi parar a SPAM porquê??

    Por aquilo que eu já lhe tinha explicado atrás, mas que ele, como SEMPRE, nunca lê:

    http://www.astropt.org/2012/04/19/panspermia-do-avesso-2/#comment-54356
    “Para concluir:
    Alexandre, se tem alguma coisa a dizer sobre o artigo do post, que é sobre panspermia, diga. De resto, acabou-se-me a paciência para quem não quer aprender e só quer vir para aqui pregar sermões religiosos.
    Está no seu direito de acreditar no que quiser. Não está no direito de entrar num local de ciência, num local de conhecimento, num post sobre panspermia, e abrir as portas a sermões religiosos anti-conhecimento só porque tem uma crença cega em algo.
    Muito menos está no seu direito das pessoas perderem tempo por sua causa, a explicarem-lhe as coisas (exemplos: o que é uma teoria, que teorias não se fazem de acreditar, etc), e você ignora tudo porque quer continuar cegamente a afirmar os mesmos disparates, não querendo aprender nada com o que lhe é explicado.
    Vou-lhe pedir, educadamente, que páre com estes seus comentários Criacionistas num artigo sobre panspermia. Se não parar, serei obrigado a enviar os comentários para SPAM sem ninguém os ler.
    Acho que já tive paciência a mais para quem NÃO quer aprender nada e quer continuar a dar os mesmos argumentos disparatados, mentiras, de sempre.”

    http://www.astropt.org/2012/04/19/panspermia-do-avesso-2/#comment-54405
    “Como eu já tinha referido em cima, já estou farto desta conversa.
    Se o Alexandre quisesse aprender, teria lido os comentários e os links que lhe foram dados, para perceber o que é a ciência, o que é uma Teoria, o que é a Teoria da Evolução, qual a diferença entre opiniões e conhecimento, qual a diferença entre crenças (religiosas, como o Alexandre demonstra nos seus argumentos) e conhecimento, qual é o conhecimento biológico de vários assuntos que apresentou, etc.
    Em vez disso, o Alexandre continuou na leng-lenga de sempre, com a única resposta obcecada pelo “design” sem qualquer evidência disso, mas somente opiniões baseadas em parcas e erradas opiniões sobre o assunto.
    Já se percebeu a obcessão religiosa do Alexandre.
    Sugiro que a vá divulgar para os sítios respectivos: sítios onde não estão interessados em conhecimento mas somente em venerar opiniões ditas sem evidências.”

    “O Alexandre após não querer aprender nada por aqui e continuar agarrado a uma visão religiosa do assunto, agora começou a enviar comentários a ameaçar que vai publicar vários comentários sobre o astroPT em sítios de astronomia.
    Ou seja, após pacientemente e voluntariamente (todos temos o nosso trabalho, que não é aturar o Alexandre) termos respondido a tudo o que ele quis, e ele nada ter aprendido e continuar obcecado pela ignorância que demonstra do assunto, agora vem com ameaças de publicidade ao astroPT.
    Sinceramente, nem sei se me hei-de rir, mas por aqui se vê o tipo de pessoa que o Alexandre é.
    Como não tem nada para fazer, e como não quer aprender com quem sabe mais do que ele, resolve ameaçar.
    E ameaça como? Dizendo que vai publicitar o astroPT em tudo que seja sítio de astronomia! LOLLLLL Só respondo, venha daí essa publicidade grátis!!!! 🙂
    De resto, como já se percebeu que o objectivo do Alexandre é puramente fazer perder tempo às pessoas, e sendo que se mostra como uma “raposa em pele de cordeiro” (tal como nos avisou o Criador), então os seus comentários irão a partir de agora directamente para SPAM sem mais ninguém os ler.”

    Como se percebe, PROVA-SE que o Alexandre nunca quis ler qualquer informação que lhe déssemos. Em vez disso, prefere fazer papel de troll.

      • Pedro Seixas on 09/05/2012 at 23:02
      • Responder

      Quando comecei a ler as respostas percebi que o estilo de escrita era igual em quase todas as respostas. É a mesma pessoa com n identidades diferentes… lololololol!!

      1. As respostas lá no grupinho deles, não é? 😛

        Pois… é possível que seja sempre a mesma pessoa que nada tem que fazer, e por isso decide fazer de troll, odiando alguém que não conhece de lado nenhum.

  13. Carlos, se posso deixar uma sugestão, cá vai:

    Em casos destes, em que obviamente um user é identificado como troll, quem primeiro o notar coloca a mensagem DFTT e, a aprtir daí as mensagens continuam como até aí, mas o visado deve ser ou totalmente ignorado ou bloqueado.
    Pessoalmente, prefiro que numa primeira fase continuemos a nossa troca de ideias e o ignoremos. Se persistir na provocação e na conversa de surdos, bloqueie-se!

    É só uma sugestão, claro 😉

    1. Sim, claro 🙂

      E foi o que eu já tinha feito.

      Daí o Alexandre se ter ido queixar para outro lado.
      O Alexandre acha que pode fazer de troll. Como foi enviado para SPAM após se perceber que era um troll, então, coitado, foi chorar que o moderaram. LOL enfim…

      Se estas pessoas respeitassem o conhecimento e quem o detém, podiam aprender alguma coisa. Assim, nada aprendem e só fazem figuras tristes.

      abraços!

  14. Eu até aceito sem problemas que “eles” tenham as suas crenças e que as defendam e debatam. Mas que as debatam entre si.

    Gostava de dizer ao Sr. Alexandre mais uma ou duas coisas, mas seria totalmente irrelevante porque ele não “ouviria”. Por exemplo gostava de lhe dizer que mesmo se considerarmos a hipótese de que o Universo tenha sido criado por “Deus” ou por uma “entidade divina”, tudo o que sabemos ou que poderemos saber dessa entidade termina aí. Tudo o que poderemos então afirmar é que o Universo existe e é regulado por Leis da Natureza, que são justamente o objeto de estudo da Ciência.
    As Leis da Natureza (leis descritivas, naturalmente) não se suspendem quando alguém medita ou reza ou pede que Deus interceda por a ou por b.
    O máximo que eu estou disposto a conceder-lhes é a discussão do deus de Spinoza, não de um deus pessoal que se interessa por cada um de nós e que nos vai julgar de acordo com uma moralidade doentia.
    Mas este tipo de discussão seria “dar-lhes” muita corda e não é o que eles quereriam ouvir…

  15. Sugestão (“disclaimer” prévio: não sou apologista da pena de morte nem da eugenia nem da selecção humana, mas há casos e casos… :P): porque é que estes tipos não seguem o exemplo dos seguidores do “People Temple” (ver Jim Jones), da “Ordre du Temple Solaire” (ver Joseph di Mambro), do “Heaven’s Gate” (ver Marshall Applewhite), do “Movement for the Restoration of the Ten Commandements of God” (ver Credonia Mwerinde), do “Branch Davidians” (ver David Koresh), do “The Family International” (ver David Berg) ou seguir as intenções do “Heide” (ver Heide Fittkau-Garthe)?

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.