O apelo da pseudociência

Em quase 7000 posts aqui no astroPT, somente cerca de 200 são sobre o tema do fim-do-mundo e cerca de 300 são sobre temas da pseudo-ciência. Ignorando que alguns desses posts são repetidos em ambas as categorias, teríamos cerca de 500 posts relacionados com estes temas pseudos. 500 em 7000 dá cerca de 7%.
7% é um número bastante baixo.
No entanto, quando se olha para os posts mais lidos, e para os posts mais comentados, vê-se uma predominância destes posts.


Parece-me assim evidente que estes assuntos são apelativos e que muita mais gente está interessada neles do que em astronomia, infelizmente. Só espero que o pensamento crítico existente nos artigos aqui no astroPT ajude aqueles que realmente quiserem ter conhecimento sobre esses temas.

9 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Alexandre Zapolskas on 27/04/2012 at 18:42
    • Responder

    Senhores, não precisam me crucificar =) Estamos do mesmo lado, sou um apaixonado pela ciência desde criança e me considero imune aos pseudos, então todos os posts sobre eles só servem pra me deixar um pouco mais frustrado com os colegas homo sapiens que estão sempre a procura da resposta mais simples e sensacionalista para os assuntos que não compreendem. Só acho que o blog por se chamar astroPT deveria manter foco no assunto astronomia. Acho que um blog separado dedicado apenas a desmascarar os pseudos teria muito mais visibilidade na mídia e atingiria um número muito maior de pessoas. Enfim, é só uma sugestão, enquanto a astronomia prevalecer neste blog podem contar comigo como fiel leitor diário das matérias que vocês escrevem. Abraço a todos.

    1. Olá Alexandre,

      Não o estamos a crucificar. Penso que só demos uma explicação 🙂
      Mas peço desculpa se a forma como escrevemos pareceu um ataque.

      Continuando na explicação 😉
      Penso que o astroPT já deixou há muito tempo de ser um blog dedicado exclusivamente à astronomia, por várias razões:
      – o conhecimento é multi- e inter-disciplinar.
      – o meu doutoramento é educação científica, o que leva a vários posts relacionados com a literacia científica das pessoas (ou a iliteracia, como no caso dos pseudos).
      – a minha área é a astrobiologia, o que contém conhecimento de múltiplas ciências. 😉
      Ou seja, penitencio-me neste aspecto de se calhar devido à minha ligação profissional, gostar de sair de assuntos exclusivos da astronomia 😉

      Por outro lado, acho que também são os leitores que fazem o próprio astroPT.
      E se vir comentários quer aqui no blog quer no nosso facebook, parece que há uma natural atracção por assuntos polémicos.
      Já a divulgação da ciência pura e dura, infelizmente, costuma ter poucos visitantes.
      Por isso, uma estratégia de “venda” dessa ciência pura e dura, é inseri-la no meio de notícias que sabemos irá ter muito mais procura. Dessa forma é possível ensinar a ciência (neste caso a astronomia) chegando a um maior número de pessoas.

      Veja por exemplo a quantidade de vezes que eu inseri conhecimentos astronómicos e até ensinamentos sobre a natureza da ciência, em posts sobre pseudociência…
      Se eu só falasse de astronomia nesses posts ou só sobre natureza da ciência, as pessoas iriam achar muito chato e o post só chegaria a 3 ou 4 pessoas (provavelmente aquelas que nem precisam desses ensinamentos). Inserindo uma treta qualquer da pseudociência, e dando na mesma esses conhecimentos astronómicos e de natureza da ciência, muito mais gente lê, e quem lê até são aqueles que se calhar precisam mais de ler sobre esses assuntos, percebendo onde está a verdade e os vigaristas 😉

      Por isso, além das minhas próprias limitações pessoais (a minha área de trabalho), penso que também é importante este facto: é preciso conhecer a potencial audiência 😉

      abraços!

      P.S.: com isto não estou a negar a validade da sua opinião e do seu comentário. Nada disso. Pelo contrário: é um comentário que se aceita tendo em conta o que se vê no blog. Estou só a tentar justificar da minha parte, o porquê do Alexandre ver esses posts sobre vigaristas 😉

    2. Caro Alexandre,

      É ainda um novo projecto e está num estado incipiente, mas nasceu há cerca de um mês o projecto COMCEPT (http://comcept.org) dedicado à Comunidade Céptica.
      Aí vão ser reunidas informações relevantes para o cepticismo, incluindo a denúncia das pseudo-ciências.
      Não pretende de nenhuma maneira substituir o Astro PT, mas complementar o excelente trabalho que aqui se faz e, como sugeriu, reunir num mesmo local a informação sobre crendices, falácias e …enfim teorias “pseudo” de todo tipo.

      Passe por lá 😉

    • Alexandre Zapolskas on 27/04/2012 at 16:07
    • Responder

    As vezes acho que o astroPT dá enfase demais a pseudo-ciência e deixam um pouco de lado a astronomia, sei que devemos combater os pseudos mas confesso que fico meio decepcionado quando entro no blog pela manhã como hoje dia 27 e vejo os posts sobre pseudos empatarem em dois a dois com os posts sobre astronomia. Não estaria o astroPT se aproveitando da curiosidade das pessoas sobre assuntos apelativos para angariar mais cliques? Espero sinceramente que não, devemos dar infinitamente mais enfase a beleza do universo em todos seus aspectos do que replicar mais ainda o nome de vigaristas pela internet ainda que com o intuito de desmascara-los .

    1. Caro Alexandre,

      Penso que 7% dos posts dedicados a desmistificar fraudes que MATAM pessoas até é bastante pouco tendo em conta que o que se pretende é alertar as pessoas para não arruinarem as suas vidas.

      abraços

      1. E outra, Carlos, se permite somente nesse comentário ressaltar, seria com relação à proximidade da data 21/12/2012: se o Zapolskas percebesse que sítios da internet estão vendendo a desgraça, a torto e a direita, à medida que nos aproximamos do final-do-ano, saberia que nosso “trabalho” é também o de refutar – quando muitas das vigarices colocam como “pano-de-fundo” a ciência.

        Não seria um exemplo científico, porém surgiu uma estória (com “e” mesmo) que o antigo templo judeu para sacrifícios foi reconstruído – “confirmando” uma antiga profecia contida na Bíblia Sagrada. Pura babela: não houve reconstrução de templo coisíssima nenhuma. Um cidadão no Youtube foi que espalhou essa vigarice. Entretanto, o pavor já estava se instalando em outros canais…

        Eu mesmo perguntei ao Carlos se uma história que está surgindo na internet – de que o Barack Obama aprovou uma lei que obrigava o implante de um microchip em cidadãos americanos, afim de poder se utilizarem dos serviços públicos de saúde até março de 2013 – seria real – já que o Carlos reside nos EUA, pois eu não tinha encontrado, anteriormente, nenhuma fonte, de fato, confiável.

        Na verdade, o que existe, aqui no Astropt, diante dos dados apresentados cá agora, são menos assuntos que refutam coisas pseudas e mais artigos falando da ciência em geral. Portanto, causa estranheza esse “incômodo” por parte do Zapolskas…

        😉

  1. É verdadeiramente curiosa esta estatística!
    Já tinha reparado nisso quando puseste as estatísticas no aniversário…
    Quererá dizer que há imenso interesse na ciência “verdadeira”…ou simplesmente que a polémica (ainda que falsa) leva a ter mais leitores nesses posts?

    Espero sinceramente que as longas horas que passamos a rebater mitos, sirvam de algo!!
    😉

    1. Sábias palavras, Diana.

      😉

      Abraços.

    2. Ui…enganei-me!
      Onde diz “imenso interesse”, deveria dizer “menos interesse”, ficando então a frase assim:

      “Quererá dizer que há menos interesse na ciência “verdadeira”…ou simplesmente que a polémica (ainda que falsa) leva a ter mais leitores nesses posts?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.