Richard Feynman

File:Richard Feynman Nobel.jpgNa passada sexta feira celebrou-se mais um ano do nascimento de um dos maiores físicos de todos os tempos: Richard Feynman

Richard Phillips Feynman (11 de Maio de 1918 – 15 de Febreiro de 1988) foi um físico americano conhecido pelos seus trabalhos sobre: os caminhos de integração funcional na mecânica quântica; a teoria da electrodinâmica quântica;  na física da superfluidez do super arrefecimento do Hélio líquido; e na  física das partículas. Pela sua contribuição para o desenvolvimento da electrodinâmica quântica, Feynman, em conjunto com Julian Schwinger e Sin-Itiro Tomonaga, recebeu em 1965 o Prémio Nobel da Física [1]. Ele também desenvolveu uma representação esquemática das expressões matemáticas que governam o comportamento das partículas subatómicas, onde mais tarde ficaram conhecidas pelos  diagramas de Feynman. Durante a sua vida, Feynman tornou-se num dos cientistas mais conhecidos no mundo. Numa sondagem de 1999, do British journal Physics World, com o nome de 130 físicos mundiais, Feynman foi incluído nos dez primeiros físicos de todos os tempos [2].

[1] Página dos Prémios Nobel
[2] Wikipedia (12-05-2012)
Neste diagrama de Feynman, um electrão e um positrão aniquilam-se, produzindo um fotão (representado pela linha azul) que se tornará num par quark-antiquark. A seguir um irradia um gluão (representada pela espiral verde). Crédito: Wikipedia
Eis uma playlist com palestras e entrevistas:
 Mais vídeos aqui.

9 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. e eu “arrisco-me” a sugerir “The Feynman Series”:

    http://www.youtube.com/watch?v=cRmbwczTC6E

    1. Olá 🙂

      O link está no post 🙂
      http://www.astropt.org/tag/serie-feynman/

      abraços 😉

  2. Cavalcanti obrigado pelas palavras. De facto, aqui em portugal a nanotecnologia vai avançando, aos soluços, mas lá vai indo 😉
    Manel, obrigado pela excelente biblioteca (nem me lembrei de tal). O meu preferido é “Surely you’re joking, Mr Feynman!”.
    Ah, e para quem anda em Física na faculdade recomendo: The Feynman Lectures on Physics

    1. Devidamente linkado aos meus favoritos. 😉

      Abraços.

  3. *****
    Leitura

    Livro: “O senhor está brincando, Sr. Feynman!”; Richard P. Feynman; tradução do original em inglês, “Surely You’re Joking, Mr. Feynman!”, publicado no Brasil pela Editora Elsevier; Rio de Janeiro; 2006.
    Livro: “O Arco-iris de Feynman”; Leonard Mlodinow, publicado no Brasil pela Editora Sextante; 2005
    Livro: “Física em 12 Lições : Fáceis e Não tão Fáceis”; Richard P. Feynman.

    Em Portugal, escritos por Richard Feynman
    Livro: “O que é uma lei física?”, Gradiva.
    Livro: “Uma tarde com o senhor Feynman”, Gradiva.
    Livro: “O prazer da descoberta”, Gradiva.
    Livro: “O Significado de Tudo”, Gradiva. (Reflexões dum Cidadão-Cientista)
    Livro: “QED”, Gradiva.
    Livro: “Nem sempre a brincar, Sr. Feynman”, Gradiva.
    Livro: “Deve estar a brincar, Sr. Feynman!”, Gradiva.

    • Manel Rosa Martins on 13/05/2012 at 23:30
    • Responder

    Para leitura, recomendam-se os livros:

    Leitura

    Livro: “O senhor está brincando, Sr. Feynman!”; Richard P. Feynman; tradução do original em inglês, “Surely You’re Joking, Mr. Feynman!”, publicado no Brasil pela Editora Elsevier; Rio de Janeiro; 2006.
    Livro: “O Arco-iris de Feynman”; Leonard Mlodinow, publicado no Brasil pela Editora Sextante; 2005
    Livro: “Física em 12 Lições : Fáceis e Não tão Fáceis”; Richard P. Feynman.
    em Portugal, escritos por Richard Feynman
    Livro: “O que é uma lei física?”, Gradiva.
    Livro: “Uma tarde com o senhor Feynman”, Gradiva.
    Livro: “O prazer da descoberta”, Gradiva.
    Livro: “O Significado de Tudo”, Gradiva. (reflexões dum Cidadão-Cientista)
    Livro: “QED”, Gradiva.
    Livro: “Nem sempre a brincar, Sr. Feynman”, Gradiva.
    Livro: “Deve estar a brincar, Sr. Feynman!”, Gradiva.

  4. Prof. José Gonçalves, excelente artigo! 🙂

    O Prof. Feynman também deu importantíssimas contribuições na Engenharia. Após uma palestra, nos anos 60 (se não falha a memória), sugeriu que novos materiais poderiam surgir através da manipulação da estrutura atômica. Infelizmente, o estudo da nanotecnologia ainda está a “engatinhar” (comparando-se com outros países) aqui no Brasil. Ainda possuímos poucas Instituições a tratar disso.

    Abraços.

  5. Mente brilhante! Faz tudo parecer tão descomplicado!

  6. Este sim, este foi gente.

  1. […] documentário). Hawking (documentário). Bruno (aqui). Bohr. Cassini. Maxwell. Horrocks. Curie. Feynman. Ibata. Manning. História da Ciência. Einstein: Relatividade Geral, Relatividade Restrita, […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.