Astrónomo brasileiro encontra planeta X ?

Deixem-me começar este post por ser absolutamente sincero: estou a começar a ficar farto destas notícias sobre o “planeta X”.
Isto são normalmente só extrapolações da imprensa, que se aproveitam do sensacionalismo para venderem mais “notícias” e para fazerem os coitados dos pseudos continuarem a salivar pelo inexistente Nibiru. De “notícia”, isto nada tem.

A mais nova não-notícia saiu na National Geographic, que depois foi “apanhado” pelo Daily Mail, e divulgado em português pelo Terra:

“A busca por evidências da existência do Planeta X – o misterioso planeta hipotético no limite de nosso sistema solar – tomou um novo rumo graças aos cálculos de um astrônomo brasileiro. Rodney Gomes, astrônomo do Observatório Nacional do Brasil, no Rio de Janeiro, afirma que as órbitas irregulares de pequenos corpos gelados além de Netuno implicam que um planeta quatro vezes maior que a Terra está girando em volta do nosso sol nas bordas do sistema solar. (…)
Gomes mediu as órbitas de 92 objetos do cinturão de Kuiper – pequenos corpos e planetas anões – e afirmou que seis desses objetos pareciam ser arrastados para fora de curso em comparação com suas órbitas esperadas.
Na terça-feira, Gomes contou aos pesquisadores da Sociedade Americana de Astronomia que, provavelmente, a razão para essas órbitas irregulares fosse um companheiro solar de massa-planetária – um corpo distante do tamanho de um planeta que é poderoso o bastante para mover os objetos do cinturão de Kuiper. Ele sugere que o planeta seria quatro vezes do tamanho da Terra – quase do tamanho de Netuno – e estaria 1,5 mil vezes mais longe do sol do que o nosso planeta.
Mesmo estando em cima do muro, outros astrônomos aplaudiram os métodos utilizados pelo brasileiro. Rory Barnes, da Universidade de Washington, falou à National Geographic que Gomes “traçou um caminho para determinar como um planeta seria capaz de ‘esculpir’ partes do nosso sistema solar”. “Por enquanto, a evidência ainda não existe.” (…)”

Como os vigaristas e outros pseudos não sabem ler, então como podem ver no Google, não faltam páginas pseudos sobre isto, ligando mentirosamente ao Nibiru. O normal neles.

A verdade é que há mais de 20 anos que se anda à procura do Planeta X (que NADA tem a ver com a fantasia do Nibiru).
E nunca nada se encontrou.

Leiam, por exemplo, este excerto da Revista Astronomy, de Dezembro de 1981:
“Search for the Tenth Planet.
Astronomers are readying telescopes to probe the outer reaches of our solar system for an elusive planet much larger than Earth. Its existence would explain a 160-year-old mystery. … The pull exerted by its gravity would account for a wobble in Uranus’ orbit that was first detected in 1821 by a French astronomer, Alexis Bouvard. Beyond Pluto, in the cold, dark regions of space, may lie an undiscovered tenth planet two to five times the size of Earth. Astronomers at the U.S. Naval Observatory (USNO) are using a powerful computer to identify the best target zones, and a telescopic search will follow soon after. … Van Flandern thinks the tenth planet may be between two and five Earth masses and lie 50 to 100 astronomical units (4.6 Billion-9.3 Billion Miles) – from the Sun. His team also presumes that, like Pluto’s, the plane of the undiscovered body’s orbit is tilted with respect to that of most other planets, and that its path around the Sun is highly elliptical.”

A verdade é que são estudos que se fazem. Mas a verdade é que não se tem detectado nada daquilo que os pseudos imaginam. Tem-se encontrado sim, vários Trans-Neptunianos grandinhos, como o Sedna, Eris, Quaoar e outros. E muitos mais se vão certamente encontrar. E isso é óptimo. E são descobertas dos cientistas! (nunca dos vigaristas dos pseudos que não têm conhecimento para descobrirem o que quer que seja).
E todos estes objectos têm órbitas bem definidas, como tudo no Universo. Nenhum deles “decide” sair da órbita para vir até ao sistema solar interior. Essa é a fantasia do Nibiru que não tem qualquer relação com a realidade!

Na notícia original desta vez, existem 2 expressões principais:
– “(…) afirmou que seis desses objetos pareciam ser arrastados para fora de curso em comparação com suas órbitas esperadas.”
– “(…) a evidência ainda não existe.”

Ou seja, “parece” e não algo que realmente se sabe que passa, e não existem evidências para as especulações.
Ponto final.
Podem parar de salivar, vigaristas da internet. Estes pseudos fazem-me lembrar o cão do filme Up, sempre a distrair-se com um esquilo inexistente:

Acabo este post, da mesma forma que acabei o post sobre o suposto planeta Tyche:

Se pode existir um planeta gigante nos confins do Sistema Solar? Pode!
Se podem existir 50 planetas como a Terra nos confins do Sistema Solar? Podem!
Se podem existir cavalos no planeta XPTO ao redor da estrela YZ? Podem!
Se o Pai Natal pode ter uma casa em Marte? Pode!
É uma questão de crenças, e não de evidências científicas.
As evidências científicas, nestes casos, não existem!

Se realmente for descoberto um planeta gigante nos confins do sistema solar (e as evidências actuais apontam para ele não existir!), então não seria uma descoberta radical. Era mais uma rocha gelada a orbitar o Sol. Nada de anormal.
E certamente que a sua órbita está muito longe da Terra! (não virá para cá!)
E seria descoberto por cientistas/astrónomos, e nunca pelos vigaristas ignorantes que poluem a internet.

45 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. bate ima foto do sol e perto tem tipo uma pequenabolia da cor do sou mas alseu refo tem uma coloracao roza eu nao sei o que er so sei que esta la

    • Roberto Brandes on 14/08/2015 at 17:02
    • Responder

    pode aver orbita contraria a q conhecemos ?

    1. ???

    • Rafael Aragão on 22/05/2015 at 18:22
    • Responder

    Prezado Carlos Oliveira.

    Por favor, peço que você desminta este sr. Luciano Aguiar de Matos Rocha, pois ele está a alarmar os crentes alegando uma suposta aproximação do Planeta X. Veja o vídeo neste link: (…)

    1. Olá,

      Eu editei o seu comentário porque aqui não damos publicidade (hits) a vigaristas.
      No entanto, tem dezenas de artigos aqui no blog sobre o planeta X e ainda mais sobre o Nibiru de que fala o vídeo.

      Aliás, o título do vídeo é bem revelador: CORPO CELESTE TÃO GRANDE COMO JÚPITER PERTO DA TERRA.
      Qualquer pessoa com pelo menos metade do cérebro a funcionar, vai até lá fora e olha para o céu. Se não vir metade do céu coberto por um planeta e imediatamente ser engolido pela Terra a partir-se e simultaneamente ser puxado pelo novo planeta, não ter qualquer atmosfera para respirar e mais algumas eventos que o faz morrer em meio segundo… se isto não acontecer, então é porque isso do Nibiru ou Planeta X ou como raio lhe queiram chamar é mentira.
      Resumindo: se a pessoa está viva, o título do vídeo é mentira!

      Mas novamente informo que existem dezenas de artigos sobre esse tema. Porque muito se falava disso para a profecia Maia.
      Se as pessoas querem continuar a acreditar em vigarices mesmo provando-se tudo mentira, aí já nada há a fazer por essas pessoas.

      abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.