Uma tempestade no pólo sul de Titã?

Titã vista pela Cassini a 28 de Maio de 2012. Composição em cores falsas criada pela combinação de três imagens obtidas através de filtros para o ultravioleta (343 nm) e para o infravermelho próximo (889 e 938 nm) (imagens originais: N00190014, N00190017 e N00190020). Estão representadas a azul as camadas mais externas da atmosfera titaniana, em particular a neblina de aerossóis formada na termosfera (mais evidente na banda do ultravioleta). As áreas a vermelho representam a camada superior da estratosfera, região onde o metano atmosférico absorve a luz solar. A verde está representada a superfície de Titã observada através de uma estreita janela do espectro electromagnético onde a atmosfera é transparente.
Crédito: NASA/JPL/Space Science Institute/composição a cores de Sérgio Paulino.

Está a acontecer algo interessante no pólo sul de Titã. Nas últimas semanas surgiu sobre a região um complexo sistema de densas nuvens que aparentemente se elevam a grande altitude. A sua estrutura é mais proeminente nas imagens da Cassini obtidas através de filtros para as bandas de absorção do metano, o que sugere que são essencialmente constituídas por este gás. Será este fenómeno uma grande tempestade polar?

2 pings

  1. […] Maio de 2012, imagens obtidas pela sonda Cassini revelaram a presença de um gigantesco vórtice pairando acima da região do […]

  2. […] sul da lua de Saturno, a cerca de 993 mil quilómetros de distância. Esta região alberga desde Maio passado um impressionante vórtice […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.