Políticos da Carolina do Norte decidem tornar ilegal a ciência e a matemática ?

A Carolina do Norte tem uma zona costeira bastante apreciável.
Essa área costeira, além de ter bastante turistas, usufrui de vários e constantes novos empreendimentos. As pessoas gostam de construir casas junto ao mar e à praia.

Uma das consequências das Mudanças Climáticas, é uma subida gradual do nível do mar.
Quem mais sofrerá com isso serão as áreas costeiras.
Subindo o nível do mar, algumas áreas costeiras deixarão de o ser, para ficarem debaixo de água.

Ora, isto assusta potenciais turistas e potenciais empreendedores que queiram fazer negócio na Carolina do Norte.

Por isso, numa estratégia “de bradar aos céus” em termos de estupidez, alguns políticos da Carolina do Norte propuseram uma lei para tornar ilegal qualquer tipo de ciência e matemática que afaste potenciais negócios na Carolina do Norte ao incluir estimativas de subidas “assustadoras” (leia-se, reais) do nível do mar.

Quando a verdade é demasiado inconveniente… ilegalize-se a verdade.
A economia agradece…

Enfim…

Leiam a proposta de lei, aqui. E artigos, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, e aqui.

Até o Stephen Colbert gozou com isto:

14 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Troika-se!

  2. A ideia parece-me excelente.
    E que ninguém se ria. Nós por cá também elegemos políticos assim 🙂

    1. “Nós por cá também elegemos políticos assim” – assim tanto, ainda não!

      Por enquanto, só elegemos políticos “assim, assim”…

  3. O problema de certos países é terem nos seus órgãos governativos pessoas sem ponta de imaginação ou de sentido dos negócios.

    Preocuparem-se com a possível não venda de “meia-dúzia” de casinhas à beira-mar, quando podiam ganhar muito mais dinheiro se construíssem e vendessem imóveis por todo o interior do Estado com a promessa de, um dia, estarem plantados à beira-mar…

    “Um investimento certo para o futuro!”

    1. LOL great business model 😀

  4. “Red Necks” ao ataque! Hey_Men!
    Não tem a ver com Deus, mas sim com a areia que estes tipos tem na cabeça.
    Alguns americanos sempre tiveram inveja dos castelos e cortes europeia;, pois estão no bom caminho…

    1. Paulo, concordo, essa situação não tem nada a ver com um deus, claro, têm a ver com pessoas de consciência muito pequena,

      Mas aproveitei o assunto para enquadrar outras situações em que a ciência e o conhecimento são escorchados, e são as Ideologias e as crenças religiosas que fazem isso todo o tempo, e devem ser combatidas. Elas entortam nossos caminhos que precisam ser lúcidos. Lucidez vem do conhecimento, não de crenças nem de pessoas de consciência pequena como essas aí.

  5. Sabe qual é o remédio para essas pessoas terem juízo instantaneamente? Para aprenderem a dar valor ao conhecimento real, elas seriam proibidas, por algum tempo, de terem acesso a qualquer coisa que tenha sido fruto da Matemática ou da ciência.

    Ou seja, iriam dormir nuas e no chão, porque os pijamas que vestem e a cama onde dormem têm conhecimento (ciência). Não poderiam tomar remédios nem irem ao médico, não poderiam usar eletricidade, ou seja, só aí já será um susto, ficariam isoladas do mundo. Alimentar-se? Só do que plantariam, e à mão e vão ter de matar as pragas e formigas à mão, também, porque se precisassem de algum insumo ou tecnologia, não poderiam usá-los.

    Essa seria uma bela lição para todos que sairem “fora da casinha” quando falarem mal da ciência, para tomarem um banho de realidade, rapidinho eles “acordam” do sono dos ignorantes.

    Aliás, se toda mentira dita por um político ou crente religioso fosse pedida retratação e houvesse uma pena, acho que esse mundo ficaria melhor, as sandices diminuiriam. Mas o que acontece hoje? Mentem descaradamente sobre planos de governo nas eleições, sobre soluções para crises, contrariam a realidade quando põem valor de verdade nas crenças religiosas e nada acontece.

    Mentem todos os dias e não são cobrados, porque mentiras e mundo de ilusão fazem parte do jogo do mundo das crenças (ideologias e religioões), elas estão numa redoma autoprotetora que ninguém alcança, e pior, influenciando negativamente pessoas e sociedades.

    Entenderam onde está e sempre esteve o grande problema do mundo que vivemos? Nas crenças, elas sempre estiveram no comando do poder, governos com pés no chão são eventuais, quando a crise bate e é preciso cair na realidade.

    Não é um mundo doido? Parem o trem que eu quero descer.

  6. Como dizia um velho amigo meu:
    “Abaixo da crítica..!”

  7. São americanos, sulistas e fanáticos religiosos. Aí está o bem que deus faz…

  8. i don’t want to live in this world anymore after that 🙁

    como e possivel isto?
    a sério?

    como se no mundo ja não existisse estupidez suficiente, ainda querem fazer isto? :S

    so podem estar a gosar :/

    • Ricardo André on 03/06/2012 at 15:01
    • Responder

  9. Como é que é possível tanta estupidez junta!?!!?!?!?!?!?!?!

  10. Eheheh… Recentemente, foi confirmado na Carolina do Norte (especialmente na zona de Raleigh), mas também na Virginia, Carolina do Sul e Tennessee…. a existência de vários grupos, que se pensavam serem Nativo-Americanos, mas após testes ADN, foi confirmado que têm origem Portuguesa, Espanhola, alguns Turcos e Marroquinos (e ainda alguns da África negra)!!!
    Normalmente são conhecidos no calão local, como Melungeon, o ‘grupo’ Português tem como apelido de familia Goins (provavelmente uma evolução de Góis!!!), alguns defendem que estas ‘colónias’ tiveram a sua origem após naufrágios na costa Americana, isto após a construção de Jamestown, mas existe a forte possibilidade de estes ‘colonos’ terem origem em colónias pré-Jamestown (durante o período dos Filipes em Portugal), que os Ingleses não quiseram que se soubesse…

    Tudo isto para dizer, que os Politicos que estão a tentar aprovar essa legislação de proibir a ciência e a matemática, devem ter, nem que seja um pouquinho, ADN Português!!! Só pode…

    http://en.wikipedia.org/wiki/Melungeon_DNA_Project

    Abraços

Responder a Carlos Oliveira Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.