Evento espacial levou a um aumento de raios cósmicos a atingirem a Terra há 1.237 anos

Cientistas Japoneses descobriram nos anéis de crescimento de dois cedros históricos, um aumento extraordinário da concentração de carbono 14. Esse aumento ocorreu rapidamente, em somente 1 ano (entre os anos 774 e 775 d.C.).
Os cientistas atribuem este aumento a um “aumento espectacular dos raios cósmicos que atingiram a Terra naquela altura”. “Os raios cósmicos são partículas subatómicas que vêm do espaço e que, ao interagirem com a atmosfera terrestre, produzem, entre outros elementos, carbono 14. Este, ao ser absorvido pelas árvores durante a fotossíntese, deposita-se nos anéis de crescimento”.
O fenómeno deverá ter tido um efeito global, e as causas podem ter sido: OU uma Supernova (apesar de nenhuma ter sido observada nessa data), OU uma forte Erupção Solar (apesar de não haver registos desse evento). Por outro lado, um evento deste género deveria ter levado a extinções em massa, mas também não há registos disso.
Assim, temos um mistério para a causa deste fenómeno.
Uma hipótese neste momento mais provável, é ter havido “uma série de erupções mais fracas ao longo de um a três anos”.
Por outro lado, como nos diz o Público, “Mike Baillie, da Queen”s University, no Reino Unido, também citado pela New Scientist, encontrou entretanto um documento histórico que sugere que algo de extraordinário poderá ter acontecido naqueles anos do século VIII. Roger de Wendover, cronista inglês do século XIII, escreveu: “No Ano do Senhor 776, sinais de fogo assustadores foram vistos nos céus após o pôr do Sol; e apareceram serpentes em Sussex, como se brotassem do chão, para o grande espanto de todos”.” Por isso, parece ter havido na altura um fenómeno espacial com implicações para a Terra.

Leiam no Público, New Scientist, e artigo científico.

2 comentários

1 ping

  1. Esse evento quase nada mudou o rumo da história da humanidade, mas se estivesse acontecido nos dias de hoje, com certeza teria abalado consideravelmente toda a estrutura eletrica do planeta (equipamentos eletrônicos, redes eletricas, telefonia, satelites artificiais, redes de transmissão, tudo quanto é impuscionado por eletricidade) e consequentemente nós da civilização moderna e tecnológica teriamos entrado em total colapso. A primeira vítima seria o capitalismo e depois numa bola de neve todas as nossas bases da sociedade. Estaríamos em risco de extinção.

    Com certeza sobraria apenas os indios, as civilizações mais primitivas, os aborígenes…

    Voce já parou pra pensar o quanto o desenvolvimento tecnológico nos faz refens?

    1. Concordo que o desenvolvimento tecnológico nos faz reféns…. 🙁
      Mas também nos abre um mundo de oportunidades que antes não tínhamos 😉

      Não concordo que o capitalismo seria a primeira vítima. Pelo contrário. Num mundo em que a procura seria muita e a oferta diminuta, então o capitalismo iria prosperar para níveis nunca antes vistos 🙁

  1. […] 130427A. GRB 130606A. Explosão há 1200 anos. Ataque Espacial. SGR 1806-20. Raios Cósmicos (tag): Aumento Extraordinário. Fast Radio […]

Responder a Chico Lobo Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.