Civilização Clovis e Mamutes desapareceram devido a causa extraterrestre

Há cerca de 12.900 anos atrás, existiu um período de 700 anos de temperaturas baixíssimas (Younger Dryas), que levou a uma extinção em massa com o perecimento de muitas espécies de plantas, extinção de vários animais (desapareceram 35 géneros de mamíferos só no continente norte-americano, incluindo os enormes mamutes), e como a comida escasseou, também vários grupos humanos desapareceram, nomeadamente a civilização Clovis. Alguns sobreviventes podem ter dado origem às civilizações indígenas que mais tarde existiram e construíram civilização na América.

O iridium encontrado e os fragmentos metálicos encontrados no estrato geológico indicam que terá havido uma explosão de um cometa/asteróide na atmosfera sobre o continente norte-americano (semelhante ao evento de Tunguska). O cometa deverá ter tido 4 quilómetros de diâmetro e ou explodiu na atmosfera ou embateu na zona gelada de Laurentide levando a uma alteração das correntes marítimas e a uma subsequente diminuição da temperatura na atmosfera.
Já escrevemos sobre isto em 2007, aqui.

Como podem ler aqui, em 2009, após se encontrar solos ricos em nano-diamantes em 6 diferentes locais da América do Norte, percebeu-se que esse cometa/asteróide terá se desintegrado e vários meteoritos embateram na superfície terrestre.
Os 6 locais são: Bull Creek (Oklahoma), Gainey (Michigan), Topper (Carolina do Sul), Lake Hind (Manitoba), Chobot (Alberta), e Murray Springs (Arizona), que é precisamente um local onde se encontraram vestígios da cultura Clovis.

Como podem ler aqui, em 2010, percebeu-se que durante cerca de 25 mil anos, um cometa ou asteróide foi-se desintegrando aos poucos sempre que passava perto da Terra. E há 13 mil anos gerou-se o impacto, em que durante cerca de 1 hora houve uma chuva de milhares de fragmentos de cometa (do tamanho daquele que provocou a devastação de Tunguska), levando a um arrefecimento acentuado do planeta.

Agora, novas evidências (leiam aqui) apareceram para a teoria do impacto, nomeadamente mais materiais produzidos por impactos espaciais, em locais como Carolina do Sul, Califórnia, Alemanha, e Síria.
Isto é importante, sobretudo porque agora há evidências por todo o Hemisfério Norte.

Por outro lado, existe a descoberta muito interessante na Síria, Médio Oriente, nomeadamente em Abu Hureyra, no Vale do Eufrates, um dos berços da civilização actual. Isto é incrivelmente interessante porque por esta altura nesta área, os humanos fizeram uma transição gradual de caçadores para agricultores – a agricultura desenvolveu-se. Esta transicção, já se sabia, teria sido causada por alterações climáticas. Mas não se sabia a causa desse arrefecimento na temperatura. As novas evidências parecem indicar que o “berço da agricultura”, que levou ao desenvolvimento da civilização moderna, se deveu ao impacto de um cometa a desfazer-se.

O “puzzle” vai-se completando… 😉

8 comentários

2 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Novas evidências parecem mostrar que o “culpado” não foi o impacto de um cometa…
    http://www.sciencedaily.com/releases/2014/05/140513113605.htm

  2. Clóvis é uma cidade onde foram encontrados artefactos desse povo.
    Veja em http://pt.wikipedia.org/wiki/Cultura_Cl%C3%B3vis

  3. Olá seu Carlos, eu gostaria de saber porque deram esse nome ( Clovis) à essa civilização.

  4. E não há “mão humana” na extinção dos mamutes, então?

    1. Se caçavam? Claro 🙂
      Mas não os levavam à extinção tão rapidamente…

        • abidos on 14/06/2012 at 00:44

        Uma das teorias mais ‘famosas’ para extinção dos Mamutes durante algum tempo, foi a do Vírus… que supostamente o Homem lhe tinha transmitido… mas nunca foram encontradas provas conclusivas…
        O excesso de caça, principalmente na América do Norte, é uma hipótese… mas a dificuldade em manter a dieta alimentar (não era fácil alimentar um Mamute!!!), devido às alterações climatéricas, é provavelmente a razão…
        Portanto a hipótese cometa, ‘encaixa’!!!

        Mas cuidado, a transição de caçadores, para agricultores está neste momento em ‘avaliação’, por outros motivos!!!
        Gobleki Tepe!!! Esta colina na Turquia, aparece repetidamente nos Ancient Aliens!!! (a mais antiga estrutura de pedra, construida pelo homem, conhecida…) Mas os estudos a ‘sério’ que estão a ser efectuados no local, a serem confirmados, podem alterar os conceitos básicos, que exisitiam sobre a passagem dos caçadores recolectores para o sedentarismo e a agricultura…
        Os responsáveis pelo estudo de Gobleki Tepe (sistema de templos religiosos, construido por caçadores recolectores!!!!), defendem que foi a Religião que induziu a criação de comunidades humanas e consequentemente da agricultura, e não o contrário, como até agora era aceite por todos…!!!

        Abraços

      1. Aguardam-se mais novidades e confirmações, então! 😉

        • abidos on 14/06/2012 at 11:23

        Deixo aqui o link para um torrent, de um excelente documentário da National Geographic sobre este tema, produzido já em 2012:
        http://kat.ph/lost-civilization-g%C3%B6bekli-tepe-t6440232.html

        Já agora acrescento, que um acontecimento como uma chuva de meteoritos, com multiplos impactos, seria algo, que quase de certeza, podia levar os Homens daquele tempo, a procurar explicações… na religião!!!

        PS: Fica aqui outro link para um documentário Australiano sobre a Idade da Pedra (em 3 episódios), sobre a mesma temática… a diferença é que este foi produzido em 2003, e em 9 anos de investigação muita coisa pode mudar!!!
        http://torrentz.eu/search?f=stories+from+the+stone+age

        Abraços

  1. […] – Extinções. Dinossauros (ar que respiravam, matéria negra). Humanidade. Clovis. Mamutes. Tunguska. […]

  2. […] de hoje acabaria certamente com um país ou vários países. Seria uma tragédia comparável à que extinguiu a cultura Clovis. Certamente que milhões de humanos já não chegariam ao […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.